Sérgio Santos lança CD com Part de Mônica Salmaso e Léa Freire, dia 06/05

Detalhes do evento

Sérgio Santos lança CD com Part de Mônica Salmaso e Léa Freire, dia 06/05

Horário: 6 maio 2010 de 21:00 a 23:00
Local: Sesc Santana (Av. Luiz Dumont Villares, 579, t. (11) 2971-8700)
Site ou Mapa: http://www.sergiosantos.com
Tipo de evento: shows
Organizado por: Rosa Emilia Dias
Última atividade: 22 Abr, 2010

Exportar para Outlook ou iCal (.ics)

Descrição do evento

“Produção cuidada permite que criações de Sérgio Santos brilhem em toda
sua beleza e originalidade” - Folha de S. Paulo

“Desde muito tempo existe a lenda de que não há renovação na música popular brasileira. De que os grandes autores pararam no tempo, de que não existem mais Jobins, Miltons, Edus. Pois preparem seus ouvidos que aí está Sérgio Santos”- Joyce

O cantor, compositor, arranjador e violonista minério Sérgio Santos está lançando seu sexto CD Litoral e Interior (www.biscoitofino.com.br). Dono de obra expressiva e de uma linguagem própria de composição, esse trabalho tem um lugar especial em sua discografia. Seu objetivo é construir uma narrativa onde o tema são as diferenças que cortam a cultura brasileira através de 13 composições inéditas. O terreno escolhido para esse discurso foi a histórica contenda mar x sertão, abordada na música que dá nome ao disco. A partir daí o que se vê é um painel de nossa diversidade musical, permeada por vários contrastes que o compositor abriga, elabora e apresenta à sua maneira.
Esse percurso se faz a partir de três temas orquestrais, os três pilares do trabalho, arranjados por André Mehmari: O Mar Adormece, A Montanha Sonha, O Sertão Acorda. Há nessas composições o sentido de tempo e de deslocamento em nossa geografia, indo do mar para o sertão. Entre eles, desfilam três temas instrumentais (Cinema Rio Branco, Ciranda e Batuíra) e sete letrados (Litoral e Interior, Sombrinha Branca, Lá Vem Chuva, Ventando na Areia, Lua e Sol, Zabumba, e Mar Montanha e Sertão). Para realizar suas idéias, o compositor contou com um grupo de excepcionais músicos: André Mehmari (piano), Tutty Moreno (bateria), Rodolfo Stroeter e Zeca Assumpção (contrabaixo), Teco Cardoso (saxofones e flautas), Marcos Suzano (percussão), Jota Moraes (vibrafone), Éser Menezes (oboé), Fábio Cury (fagote), Luca Raele (clarinete), e uma orquestra de cordas de 16 músicos, tendo Luiz Amato como arregimentador e spalla.
Os arranjos para orquestra foram feitos por André Mehmari e Dori Caymmi, os demais pelo próprio Sérgio. A produção ficou a cargo de Rodolfo Stroeter. A finalização com chave de ouro ficou a cargo da magnífica voz de Mônica Salmaso, que divide com Sérgio uma faixa. Outro destaque do trabalho é a continuidade de uma parceria já consagrada com o poeta Paulo César Pinheiro, que assina cinco das sete letras do disco.
Esse é um disco que pode ser ouvido por vários prismas e ângulos. No entanto, de todos eles, o importante é perceber que a diversidade que há em nosso tempo e em nossa cultura podem conviver em criadora harmonia, como em Litoral e Interior.

Sobre Sérgio Santos

Mineiro de Varginha, Sérgio começou sua carreira musical participando como cantor do espetáculo Missa dos Quilombos, de Milton Nascimento, em 1982. A partir daí aprofundou seus conhecimentos musicais como violonista, intérprete, arranjador e compositor. Venceu alguns dos mais importantes festivais de música do Brasil até que, em 1991, conheceu aquele que se tornaria seu grande parceiro – o poeta Paulo Cesar Pinheiro – com quem compôs cerca de 180 músicas. Obra esta que já foi cantada por Milton Nascimento, Leila Pinheiro, Joyce, Olivia Hime, Sá e Guarabira, entre outros.
Em 1996 Sérgio Santos foi indicado ao Prêmio Sharp, maior prêmio da música brasileira, pelo seu primeiro CD Aboio (95). Em 1999 se apresentou no Hollywood Bowl – um dos templos sagrados da música americana – em espetáculo elogiadíssimo pela crítica local. Em 2002, lançou pela Biscoito Fino o CD Áfrico – uma obra-prima da música contemporânea brasileira. Dois anos depois, em 2004, lançou Sérgio Santos, também pela Biscoito Fino, só com composições suas, a maioria em parceria com Paulo César Pinheiro. Uma delas, Paixão Bandida, ganhou um terceiro parceiro, Francis Hime.

Caixa de Recados

Comentar

RSVP para Sérgio Santos lança CD com Part de Mônica Salmaso e Léa Freire, dia 06/05 para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Comparecer (1)

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço