Quais foram as atitudes que te satisfizeram ou te decepcionaram no atual governo federal ?

Seria interessante que todos participassem aqui, postando mensagens a respeito das atitudes do atual governo federal que são dignas de aplausos e as que são decepcionantes.

Exibições: 197

Responder esta

Respostas a este tópico

Sei lá quais são suas intenções. Não importa. Pra mim, a oposição é incompetente pra fazer coisa melhor

COM certeza, NÃO TENHO a menor dúvida, este governo é o melhor dos últimos 45-50 anos. Houve pontos de destaque, dos que lembro:


*** ACERTOU ***

-POLICIA FEDERAL (antes, dada como corrupta e MORTA)

-programas sociais, recuperação do SM, crédito consignado e micro crédito

-reativação do Estado como agente econômico ativo

-relações exteriores

-comércio exterior (época do Furlan)

-agro-negócio


*** LAMENTÁVEL ***

-política de cotas RACIAIS

-ministério dos esportes

-ministério da pesca

-política do BC. Aqui, perdemos nossa melhor oportunidade de, no mínimo, sermos tratado como iguais

-NÃO ter auditado as privatarias monopolistas (no limite) e ter aceitado a venda da CVRD

-a atuação do CADE foi patética, aliás, que atuação?

-Não vi reforma tributária alguma (embora tenha havido desonerações pontuais), muito menos a reforma política


*** no mais ***

No mais, esta acima da média. Como na criação de escolas técnicas, universidades, biodiesel, presídios, força nacional, infra-estrutura, segurança nacional, resultados econômicos (emprego, desemprego, crescimento, ctas públicas internas e externas, inflação, distribuição de renda, desenvolvimento etc)
Gabriel, (1) manter a postura, a calma, diante de uma mídia tendenciosa, de uma agressividade - às vezes, até desprezo, preconceito... - impensável, foi a maior vitória pessoal de Lula, eu creio. Jamais respondeu aos Mainardis da vida, ao Artur Virgílio, que chamou-o de idiota, numa quebra de decoro que num país civilizado seria repudiada por todos, seria execrado, na verdade. Aqui, ele foi levado ao programa do Jô, onde repetiu, sem ser criticado, a leviandade, a falta de respeito pelo homem que ocupa a presidência do país. (2) Manter, melhorar e ampliar programas sociais, como o bolsa família e o Pró-Uni foi fundamental para o país progredir na luta por maior justiça social. (3) Ter ministros da Justiça que, obviamente com sua permissão / orientação, liberaram a Polícia Federal para investigar crimes que antes eram acobertados. (4) Ter deixado em paz o ministro Furlan, na minha opinião um dos responsáveis pelos bons resultados da Economia, do crescimento dos empregos. (5) Ter "achado" a Dilma, percebido sua garra, seu potencial, e dado a ela a moral que deu, deixando-a melhorar toda a gestão do Executivo, onde cabia, e comandar o PAC e outras realizações e/ou objetivos do Governo. (6) Ter dado o máximo de si para fazer as coisas acontecerem... Essa questão é altamente subjetiva, mas me refiro a Lula não ter feito mais, por ter atingido seu limite, político e pessoal... Mas deu tudo de si para melhorar o Brasil, estimular o crescimento, promover políticas sociais vigorosas. Vejo antecessores seus, principalmente FHC, muito amarrado, muito medroso, "pequeno" em seus alvos e atitudes, deixando em muitos brasileiros a impressão de que seu governo poderia ter realizado infinitamente mais, mas deixou-se levar pela inoperância em quase todas as ocasiões que podia ter decidido melhor. Como se Lula pensasse um pouco mais no Brasil, FHC em sua vaidade...

Críticas... 1 - Pouca ousadia política, cometendo o mesmo erro (por fraqueza pessoal...) de todos: dobrar-se à matilha, aos ordinários de sempre: Quércia, Barbalho, Jefferson, etc. etc. etc. A Mídia criou o mito de que não se governa sem a maioria no Congresso, e que é preciso "saber dialogar" para formar essa maioria... Ora bolas !!!! Essa gentalha, esses crápulas, não querem "dialogar" querem verbas, cargos, poder, oportunidades de roubo e de conquista de mais espaço na estrutura pública! NINGUÉM conseguiria "dialogar" com esses tipos. Um presidente que queira entrar para a história do Brasil como "o" estadista, terá que quebrar esse paradigma, comandando a revolta social-popular contra esse estado de coisas, denunciando, levando a população, a sociedade como um todo, UNIDA, a pressioná-los a fazer todas as reformas essenciais: a política, a tributária, a da gestão pública, só para começar... E mudar radicalmente essa estrutura legal, judiciária, feita sob medida para proteger criminosos e corruptos. O Globo levantou números - provavelmente se não é isso é perto disso... - que falam em 160 BILHÕES de reais a corrupção, por ano. Com a metade disso, mudaríamos o Brasil e cinco anos...
2 - Manter a política monetária - Incentiva o crescimento com uma mão e puxa o freio de mão com a outra... É desalentador !!!
3 - Não incrementou mudanças profundas no ensino básico nem apoiou o esporte como deveria. Esporte é instrumento de mudanças sociais e autoo-estima da nação - vide China, nessas olimpíadas.

No mais, diante do massacre dessa mídia incompetente, leviana e muitas vezes, "montada" ou vendida mesmo, de um modo geral fez bastante.
Admiro o Lula, compreendo suas fraquezas, votaria nele contra qualquer um do PSDB... Mas sou mais Ciro Gomes! Porque faria tudo isso, mas teria essa pitada a mais de ousadia. Ao menos é o que acredito.
Um abço.
Prezados,
Gosto muito da 'esperteza' mineira do governo Lula, que me lembra a de Vargas. Vai comendo pelas bordas, conseguindo seus objetivos e anunciando aos 4 ventos apenas os resultados consolidados. Como diria o Zagallo, a grande imprensa teve que engolir.
Gosto da preocupação social, dos investimentos em educação, do grau menor de soberba, de não acharem (ou pelo menos não proclamarem) que são donos da verdade. Bem diferente, por exemplo, do ministro de Educação que fazia projetos sem consultar as áreas envolvidas no governo passado.
Eu fico cada vez mais em dúvida sobre o que não gosto. No início eu lamentava a lentidão das mudanças, mas hoje acho que entendo a dificuldade em lidar com a estrutura cartorial que Faoro descreveu tão bem.
Mas o que mais me desgostou foi o envolvimento de membros da cúpula do governo em casos de corrupção. Acho que houve até ingenuidade de muitos deles e bastante exagero da imprensa. Mas é quase imperdoável eles não acharem que seriam uma enorme vidraça, pronta para receber pedras. Isso, no meu entender, paralisou o governo em certos momentos e atrasou várias políticas que já poderiam ter sido implementadas muito antes.
Abraços
Mau amigo, sou favorável a TODOS OS PROGRAMAS SOCIAIS DO GOVERNO LULA, QUE BUSQUEM RESGATAR DA MISÉRIA TANTOS BRASILEIROS. Os resultados são visíveis: ÊLE ESTÁ CONSEGUINDO mais emprego, renda, mais consumo, mais COMIDA, mais escolaridade, e apoio ao jovem (PRÓ-UNI), mais dignidade.

Reclamam porque queriam que os pobres continuassem precisando trocar "botina por voto". OS PROGRAMAS SOCIAIS LIBERTARAM OS BRASILEIROS POBRES DOS CORONÉIS.

O que não gosto é que para tudo isto acontecer TEM QUE SE COOPTAR COM O VELHO SISTEMA, DOS CHACAIS DE SEMPRE ARENA/PDS/PFL/DEM - PSDB - E ALGUNS outros, porque O PRESIDENTE EMBORA TENHA APOIO TOTAL DOS BRASILEIROS, NÃO FEZ MAIORIA ABSOLUTA DO SEU PARTIDO, NO CONGRESSO.

Com a quantidade de "PARTIDECOS" QUE TEMOS, NUNCA O PRESIDENTE FARÁ MAIORIA. A reforma política não virá porque NÃO INTERESSA ACABAR COM ESTE SISTEMA, PLANTADO E ALIMENTADO PELOS DE SEMPRE.

PORTANTO É PRECISO AFASTÁ-LOS, PAULATINAMENTE, POR MEIO DO VOTO.

ENQUANTO NÃO FOREM AFASTADOS, temos que engolí-los cortanto aos pouquinhos as veias das verbas que os sustentam, até sufocarem.

Até lá...transigiremos, com outro nome: "negociaremos". Caso contrário, tirarão até leite de mamadeira de criança e merenda escolar, como já fizeram antes.

É o preço a pagar. Mas acho que vale a pena. Estou satisfeta com o que o Presidente tem feito, e olha...não dependo do "bolsa-família". ;))
Agradeço até o momento os comentários de todos e ficarei aguardando mais.
A idéia é apenas constatar os acertos e os erros deste governo com imparcialidade. Sem o radicalismo de ambos os lados, da esquerda ou da direita.
Sei que todos daqui, ou pelo menos a grande maioria torce pelos acertos do Lula, acompanho a todos nesta torcida.
E toda e qualquer conclusão só haverá, se tivermos um grande número de comentários que possa ser representativo da maioria dos participantes da comunidade.
Certamente e espero que ocorra, a apresentação de muitas mensagens poderão serem pautas dos próximos tópicos.
Paz e bem!

Para citar apenas uma de cada lado:

1 Decepção: A reforma agrária que mais uma vez não veio.

2 Satisfação: O PROUNI que, com todas as críticas que se possa fazer, está permitindo que muitíssimas pessoas que só cursariam o ensino superior com 30, 40 anos (se cursassem) continuem estudando agora, com 20 anos ou menos, e obetenham um diploma.

Isto provocará uma forte mudança na sociedade brasileira, mas seus impactos só serão percebidos depois de que estes jovens já tiverem 15, 20 anos de atuação profissional.
Nada tenho a acrescentar aos comentários já feitos, e também considero como mais positivos os avanços sociais inegáveis. Isso realmente muda o Brasil, a médio prazo, tranformando-nos não numa "ptência de primeiro mundo", mas pelo menos num país com índices de vida medianos, o que é um enorme avanço. Até esta pequena evolução possível encontra ferrenha resistência das elites e de sua mídia manipuladora.
Aliás, o ponto negativo dos governos Lula, e que me irrita sobremaneira, é justamente a forma benevolente como aceita o domínio da mídia pela mesma meia-dúzia de famílias que se apossaram do poder durante a ditadura e anos posteriores. Quase em sigilo, estão se renovando as mesmas concessões de TV e rádio, para os mesmos grupos que descumprem as leis de concessão. Cadê a programação educativa e cultural que a lei exige? Cade os limites de tempo para publicidade na TV aberta (conheço horários em que 90% da hora é consumida em propaganda, dentro e fora dos intervalos)?
Eu estaria revoltado da mesma forma se toda a mídia fosse favorável ao governo, mas o que ocorre aqui é o contrário. Há um agravante: para agredir o governo trabalhista, os meios agridem o próprio sistema democrático, que não pertence a Lula, mas a todos nós. Ao interferir abertamente no processo político-eleitoral, a mídia exerce papel de partido político e dos mais reacionários. O terrorismo midiático é praticado impunemente, e continua a sê-lo, sem reação visível do governo. Ou como poderíamos chamar a "epidemia de febre amarela", o iminente "apagão" marcado para janeiro passado, a grave "crise institucional" tantas vezes anunciada pelo FHC e ecoada pelos comentaristas a soldo?
A mídia consegue fazer com que a descoberta de imensas jazidas de petróleo seja uma tragédia para um país! Que a obtenção do tal "investment grade" seja irrelevante (se fosse num governo tucano-pefelista teríamos um mês de comemorações). Que o aumento da classe média e a redução da pobreza sejam "um fenômeno mundial". Enfim: há censura na mídia brasileira, mas não imposta pelo governo e sim pelos barões da mídia, que se tornaram "donos" de fato dos poderosos meios de comunicação. Isso emperra o avanço democrático, emburrece as pessoas, é deseducativo. E perigoso, porque é no clima de desencanto com a Democracia que florescem o fascismo, o autoritarismo, a disparidade social.
Neste aspecto, Lula age como refém da mídia, e é o que mais lamento nos seus governos, pois demonstra pouco apreço ao sistema que todos nós lutamos para alcançar e que cabe ao governo proteger contra todo tipo de golpistas.
O que me decepcionou:

1) Política monetária e cambial:
Conservadorismo extremo do governo Lula mantendo a política de juros elevadíssimos rifando o futuro do país. A política cambial desastrosa que pode levar o país em pouco tempo a outra crise no balanço de pagamentos.

Será que Lula não foi enrolado pelo Sr. Meirelles e pelos banqueiros? Ou então lhe faltou coragem para romper com essa política que beneficia somente os rentista.

2) Pouco avanço na reforma agrária

O que me satisfez:
1)Reaparelhamento da Petrobras
2)Não avanço das Privatizações
3)Reaparelhamento da Polícia Federal.

RSS

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço