Pelo que leio e noto através da últimas atitudes do STF, parece-me que estão estrapolando suas atribuições.

É isto mesmo ???

Exibições: 41

Responder esta

Respostas a este tópico

Talvez esteja, mas, acredita-se hoje que isto se deve ao fato do legislativo não estar trabalhando no que deveria. Existem muitos artigos da CF ainda não regulamentados e as grandes reformas (eleitoral, política, tributária...) ainda não saíram do legislativo. Ao mesmo tempo, hoje o legislativo julga por meio de inúmeras CPIs enquanto o executivo faz de tudo um pouco.
O STF, que cumula as funções de corte política e tribunal jurisdicional, é o tribunal encarregado de proferir a última palavra em matéria de Constituição. Portanto, a população deve respeitar o que é decidido pela Corte Suprema, mesmo que ela trate de um processo que envolvam partes restritas, ainda que suas sentenças tenham efeitos concretos. Isso é uma questão de boa-fé.
Para cumprir esse objetivo, o Poder Derivado, que é exercido pelo Congresso Nacional, conferiu ao Supremo o poder de editar súmulas vinculantes, nas quais se consagrará a interpretação do tribunal relativa à Carta da República. Esse efeito vinculante que possui algumas de suas decisões, de fato, acaba por tornar lei em sentido material certas - mas bem delineadas pela lei - interpretações da Corte. Uma decisão que seria norma para as partes do processo, agora, será "lei" para todo o país.
Contudo, o STF não exerce nada além de um poder constitucional.
Nada mais hediondo, atualmente em nosso país, o legislativo legisla, o executivo executa, e o judiciario julga... Em causa própria.
É claro que está. Aliás o Judiciário está querendo impor uma nova espécie de Ditadura. Ele quer ser Legislativo, Executivo e Judiciário ao mesmo tempo. Afrontando o Estado Democrático de Direito. A quem recorrer se é o STF que stá cometendo arbitrariedades e violando a Constituição? Ao Papa?

RSS

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço