O segmento midiático cafetão, acostumado à sevícias
incontinentes, contaminando o consueto pela refratariedade de
abusos e disseminação do compadrio entre os poderes
constituídos; flerta, forçosamente, com um horizonte não muito
auspicioso para os diversos desmandos, outróra indeléveis e
incontestes. Eclode, neste início de era, pigmentações de
repulsa e descontentamento com a vigência do acinte para com
àqueles que primam por chamarem à adoção, um legado de
ética, decência e senso de indignação, tão ausente nos bípedes
que transigem, transitam e traficam pelos soturnos corredores
palacianos com total anuência da grande casta de escribas.
O advento da teia e sua consequente inserção nos lares de
cidadãos comuns, sem vez e voz, vem permitir uma opção mais
àgil e fiel em contraponto ao modelo gutemberguiano
padronizado nas viciadas redações. Acolhida as devidas
proporções, os moderadores dos blogs, incumbem-se da
laboriosa missão de peneirar as postulações nos espaços, já
devidamente segmentados. O senso de pluralidade para o
embate de idéias determinará a fermentação temática. Cabe
aos usuários, blogados, propagarem tão salutar vício entre seus
pares.

Exibições: 33

Responder esta

Respostas a este tópico

Desculpa Cláudio Henrique, mas não resisti: COMO?!

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço