Aí vai, nos anexos, o relatório da Superintendência da Polícia Federal em São Paluo, sobre as conclusões para a operação Satiagraha.
Peço a quem tiver comentários, encontrar alguma coisa adicional ao que os jornais deram, de mandar bala.

Exibições: 333

Anexos

Responder esta

Respostas a este tópico

Segunda parte do relatório
Anexos
Última parte
Anexos
não funciona, amigo. luzete
Obrigado, JN. A vantagem desse formato é poder fazer pesquisa de frases dentro do documento (p.ex., a frase "UCHO" aparece duas vezes no terceiro segmento.)
Se encontrou novidades...
Justo said:
Luis Nassif said:
Última parte

Nassif eu li praticamente tudo..Agora nem sei o que pode diferir dos jornais..
Quer que eu junte tudo e disponibilize?
Seria ótimo.
O que realmente falta é o anexo ao relatório chamado de "Análise_de_Dados MIDIA.doc" ...
Não apareceu até agora.
Os dois habeas corpus de Gilmar Mendes
Anexos
Notícias STF Imprimir
Quarta-feira, 01 de Outubro de 2008
Presidente do STF pede apuração de fatos incorretos divulgados na mídia

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, encaminhou representação ao procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, para que seja apurada informação divulgada na mídia de suposto jantar ocorrido entre assessores da Presidência da Corte e advogados do empresário Daniel Dantas – jantar que nunca ocorreu.

Em depoimento prestado à Polícia Federal no inquérito sobre escutas telefônicas ilegais, o ministro informou que “tanto no caso da Operação Navalha, quanto na Operação Satiagraha, revela-se o mesmo modus operandi. Por um lado, realizam-se escutas e monitoramento do relator dos habeas corpus, por outro, divulgam-se para a imprensa falsas notícias e informações, com o propósito de colocar o juiz em situação de descrédito e intimidação”.

Em razão da gravidade da situação, os assessores da Presidência do STF também encaminharam requerimento ao procurador-geral em que solicitam a realização de amplas investigações para esclarecimento do episódio.

Leia a íntegra das representações encaminhadas ao procurador-geral da República:

- Documento encaminhado pelo ministro Gilmar Mendes
- Documento encaminhado pelos assessores da Presidência do STF
Anexos
Nassif,
lendo a representação do ministro não resta muita dúvida que se trata de fatos requentados pela imprensa e pelo ministro. Acho que você tem razão: o ministro deveria cuidar de apresentar à sociedade as provas do grampo que alega ter sido vítima e ao qual a mesma imprensa, que agora ele condena, deu ampla cobertura e legitimidade.

este senhor não percebe que está cansando com este nhém, nhém, nhém?
Gilmar é "lutador de rua" pelas constantes intervenções midiáticas, pela grosseria, pelo caderninho em que anota os nomes dos desafetos. Nunca vi Paulo Lacerda se rebaixar em bate-bocas e nessa obsessão midiática. Há quem veja em cada arroto de Gilmar a defesa das prerrogativas do Poder Judiciário. Eu vejo só arrotos onde existem arrotos.

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço