A 74 ANOS EM 08 DE MAIO DE 1945, O COMUNISMO, HOJE - LIBERALISMO PROGRESSISTA ... FORA SALVO

Exibições: 33

Responder esta

Respostas a este tópico

NACIONAL SOCIALISMO: NS - MÃO DIREITA ESTENDIDA A PARTIR DO CORAÇÃO, COMO SINAL DE SAUDAÇÃO CORDIAL - FRATERNA

COMUNISMO - MÃO ESQUERDA ELEVADA - PUNHOS CERRADOS - SÍMBOLO DE  INTOLERÂNCIA, AGRESSIVIDADE E USURA.

O Marxismo APOIA radicalmente OS CONCEITOS DEMOCRÁTICOS BÁSICOS (QUASE TODOS REGIMES COMUNISTAS ERAM CHAMADOS DE DEMOCRÁTICOS)

Quão irônico que o grupo, citado por Jesus em João 08:44 – conhecido como os maiores mentirosos do mundo,  controle a mídia de todo o planeta agora.

OS PRIMEIROS DEMOCRATAS CHEGARAM AO PODER  ATRAVÉS DE UM SANGRENTO GOLPE DENOMINADO – REVOLUÇÃO FRANCESA.  

OS COMUNISTAS CHEGARAM AO PODER EM MOSCOU POR MEIO DE  UM GOLPE AINDA MAIS SANGRENTO

O NSDAP - NACIONAL SOCIALISMO ALEMÃO - OU NS, CHEGOU AO PODER  POR MEIO DE ELEIÇÕES POPULARES. E,  MESMO ASSIM,   SÃO FERVOROSAMENTE CLASSIFICADOS PELA PROPAGANDA ADVERSÁRIA COMO VIOLENTOS!!!

TODO judiciário POLITICAMENTE CORRETO segue a premissa de Henry Kissinger ” ‘It is not a matter of what is true that counts, but a matter of what is perceived to be true.”

Sobre a mentira da culpa original da Alemanha nas duas guerras mundiais: "Já em 1899, em um congresso maçônico internacional em Paris, foi decidido destruir a Alemanha". https://michael-mannheimer.net/2018/11/02/ueber-die-luege-der-ursch...

O comunismo fechou as fronteiras por 60 anos. Na Alemanha de Hitler, https://nationalvanguard.org/2015/07/living-in-hitlers-germany/  qualquer um poderia deixar o país sem problemas desde o primeiro dia de seu governo.

De acordo com James V. Forrestal, o último Secretário da Marinha e o primeiro Secretário de Defesa dos Estados Unidos em 1947, https://deinweckruf.wordpress.com/2011/01/07/der-mysteriose-tod-des...nem os franceses nem os britânicos teriam feito da Polônia uma causa de guerra se ela não tivesse sido constantemente pressionada por Washington

“A era nazista foi o momento mais cruel da humanidade”, não por causa dos nazistas, mas por causa dos libertadores https://volksbetrugpunktnet.wordpress.com/2018/06/19/russland-ist-u... Como foi a investigação e o julgamento dos alemães em Nuremberg? – Leia pelo menos o segundo parágrafo da Parte III http://www.fpp.co.uk/Auschwitz/Dachau/VanRoden1948.html        Como a justiça pervertida nos julgamentos de Nuremberg é reprisada nas escolas de direito americanas - um estudo do caso dos advogados de Nuremberg pela Universidade Metodista do Sul https://wearswar.wordpress.com/2018/10/02/how-the-nuremberg-show-tr...

https://elmanifiesto.com/mundo-y-poder/2974/el-asesino-del-general-...

“Durante seis anos, o mundo fora persuadido - lutar pela bandeira da liberdade e da democracia que os países aliados criaram em nome da Polônia. 

http://www.sweetliberty.org/issues/wars/nameless/intro.shtml Mas quando a vitória foi consumada, países inteiros, incluindo a própria Polônia, perderam sua soberania sob o inexplicável feitiço de uma vitória cujo desastre poucas pessoas poderiam ter previsto.

https://nationalvanguard.org/2019/02/swastikas-swastikas-everywhere/?unapproved=23182&moderation-hash=c492e6eb4c89b04a1eb8cda83c73f264#comment-23182

Nós todos sabemos a história sobre a Segunda Guerra Mundial. Aquela sobre como “The Good Guys” se uniram para impedir que Adolf Hitler e os grandes alemães ruins (e japoneses) dominassem o mundo. 
. 
Há apenas um problema com esta versão oficial do evento de mudança de história conhecido como Segunda Guerra Mundial. 
. 
É mentira! 
. 
Você consegue lidar com a verdade sobre o que realmente aconteceu? 

http://tomatobubble.com/worldwarii.html

Gedenkworte zum 8. Mai -  „Tag der Befreiung“

Heute ist der 08. Mai, der „Tag der Befreiung“. Heute ist der „Tag der Befreiung“ – und deshalb trage ich schwarz. Ja, am „Tag der Befreiung“ trage ich Trauer. Ich trage Trauer, weil dieser Tag etwas anderes war und ist als das, was er vorgab und vorgibt zu sein.

Gewiss, wir wurden 1945 „befreit“: Millionen Deutsche wurden von ihrer uralten Heimat befreit, von Hab und Gut, von ihrer Wohnung, ihrem Anwesen, von ihrem Schmuck, von ihrer Freiheit. Mädchen und Frauen wurden von ihrer „Unschuld“ befreit, und zwar im Osten wie im Westen. Von milliardenschweren Patenten wurden wir befreit, von unserem Gold – und diese finanzielle „Befreiung“ geht seither munter weiter und nimmt kein Ende. Von unserer staatlichen Souveränität wurden wir befreit – und auch von unserer Ehre – vom Stolz, diesem Volke und seinem Werk auf Erden anzugehören. Von unserer Achtung vor uns selbst wurden wir außerdem befreit – von der Freude darüber, als Deutsche geboren zu sein.

Millionen Deutsche wurden 1945 – und dies noch nach Ende der Kampfhandlungen – von ihrem Leben befreit. Die zum Hungertod gebrachten Kriegsgefangenen in den Rheinwiesenlagern beispielsweise, die von ihrer Heimat in den deutschen Ostgebieten verjagten und unter brutaler Verfolgung dezimierten Vertriebenen. Diese Art von „Befreiung“ hatte man auf alliierter Seite schon 1918 erfolgreich praktiziert: Die Blockade Deutschlands durch England wurde damals auch nach dem Waffenstillstand fast ein Dreivierteljahr lang fortgesetzt, um die deutsche Zustimmung zum Versailler Diktat zu erpressen. Zwei Millionen Tote waren die Folge.

Es gibt also guten Grund, heute Trauer zu tragen. Denn die Botschaft vom „Tag der Befreiung“ ist ein Märchen aus Täuschung und Lüge. Diese Mär wurde erst 1985 in die Welt gesetzt – vom damaligen Bundespräsidenten von Weizsäcker. Seitdem wird sie in die Gehirne der Deutschen eingehämmert, so daß sie immer mehr geglaubt wird – vor allem von den Nachwachsenden, denen die geschichtliche Wahrheit bewusst aus „volkspädagogischen Gründen“ vorenthalten wird.

Machen wir den 08. Mai ab heute also zu einem wahren Tag der Befreiung: Befreien wir uns heute von der Entstellung der geschichtlichen Wahrheiten. Befreien wir uns von dem auferlegten Schuldkult, von der Last der Kollektivschuld. Befreien wir uns von dem längst verinnerlichten Nationalmasochismus. Bereits 1958 schrieb ein britischer Jurist und Publizist. (F.J.P. Veale): „Diese Anmaßung Germanias, allein in Sack und Asche dasitzen zu wollen, wird durch Tatsachen nicht gerechtfertigt.“

Hören wir auf jene Stimmen der Befreiung, der Freiheit, des „Freispruchs für Deutschland“, die bereits als Zeitzeugen der damaligen Ereignisse und seither in unermüdlicher historischer Aufdeckung und Klarstellung Lüge und Wahrheit voneinander zu scheiden begannen. Ich zitiere einige davon, ohne die Autoren im Einzelnen zu nennen; sie sind allesamt belegt. Ich nenne hier lediglich das Jahr der jeweiligen Äußerung und zitiere in zeitlicher Reihenfolge:

1944: „Wir begannen, Städteziele in Deutschland zu bombardieren, ehe dies die Deutschen in England taten. Deutschland bemühte sich um ein Stillhalteabkommen im Bombenkrieg, so oft sich dafür die leiseste Chance zu bieten schien.“ (James Spaight)
1947: „Die Aufzählung der deutschen Verbrechen … kann ebenso gut auch gegen Deutschlands Feinde gerichtet werden; sie setzt sich heute im Friedenszustand … mehr ein Jahr nach Beendigung der Feindseligkeiten noch fort.“ (A.O. Tittmann)
1947: Das alliierte Tribunal von Nürnberg ist eine „Kette von Rechtsbrüchen ohne Beispiel in der Rechtsgeschichte“. Das „Beweismaterial“ von Nürnberg stellt „eine Fälschung der wirklichen Geschichte dar, die schwerlich überboten werden“ kann. (Joao das Regras)
1950: „Es ist mehr als an der Zeit, dass wir aufhören, die Deutschen schuldig zu sprechen, denn es gibt nicht ein einziges Verbrechen, das wir nicht selbst begangen hätten.“ „Kein Sieger, nicht einmal die Hunnen,“ haben „je einen Feind unsittlicher und unmenschlicher behandelt … als die Vereinigten Staaten von Amerika die Offiziere der besiegten deutschen Armee. In der Tat hat sich die deutsche Wehrmacht in Frank-reich, Belgien und Holland in vieler Hinsicht besser benommen als wir.“ (Freda Utley)
1961: „Was werden künftige Generationen von uns denken? Werden sie sagen, dass wir Wölfe in Menschengestalt waren? Werden sie denken, dass wir unserer Menschlichkeit abschworen? Das Recht dazu hätten sie.“ (Charles Percy Snow)
1976: „Der Krieg, den die Alliierten, besonders im letzten Stadium, in Deutschland führten, war mehr als ein auf die Spitze getriebener totaler Krieg.“ (Bradley F. Smith)
1976: „Die Nürnberger Prozesse erinnern an barbarische Zeiten, in denen Kriegsgefangene getötet wurden, nur weil sie gekämpft hatten.“ Sie schmecken „mehr nach altem Römer-Barbarentum … als nach einem sogenannten zivilisierten Land.“ (H. Keith Thompson Jr., hg.)

Zum Schluss noch zwei Beiträge außerhalb der chronologischen Reihenfolge:

1947 erschien eine Untersuchung über den Anteil der einzelnen Nationen Europas an kriegerischen Auseinandersetzungen der letzten 12 Jahrhunderte. Das Ergebnis lautete: Deutschland hat den niedrigsten Prozentsatz an Kriegsjahren. Es führen – in dieser Reihenfolge: Polen, England, Frankreich und Rußland. (Pitrim A. Sorokin)

Schließlich: Am 08. Mai 1945 sagte der bekannte amerikanische Viersterne-General George S. Patton in einer Pressekonferenz: „In Wirklichkeit sind die Deutschen das einzige anständige in Europa lebende Volk.“ Patton wurde in der Folge auf Geheiß seines damaligen Vorgesetzten Dwight David Eisenhower abgesetzt und kam im Herbst 1945 bei einem mysteriösen Autounfall ums Leben.

Wahrheit – und die Freiheit, sie zu benennen – können gefährlich sein. Doch wir haben die Wahl: Entweder weiter ein Leben in Knechtschaft und Lüge leben oder die Täuschung entlarven und sie benennen. Mehr muss nicht getan werden. Den Rest tut das Leben selbst. Denn wo das Licht der Wahrheit scheint, lösen sich Trug und Betrug in das auf, woraus sie bestehen: In Nichts.

„Ihr werdet die Wahrheit erkennen, und die Wahrheit wird euch frei machen.“ So klang es vor fast 2000 Jahren bereits aus dem Munde eines Nazareners. Auf diese Worte ist Verlass. Nutzen wir diese Freiheit – vor allem heute am „Tag der Befreiung“!

Quelle http://die-heimkehr.info/revisionismus/gedenkworte-zum-8-mai/

“Esse relatório foi dirigido ao Secretário de Relações Exteriores britânico, lorde Balfour, e o governo britânico deu a ele uma importância tão séria que o incluiu no Livro Branco sobre o bolchevismo, publicado em abril de 1919. Diz o seguinte: "Acredito que a supressão imediata do bolchevismo é a questão mais importante que o mundo enfrenta agora, nem mesmo excluindo a guerra que tem sido travada até agora. E se o bolchevismo não for destruído pela raiz, ele se espalhará pela Europa e pelo mundo, de uma forma ou de outra. e porque é organizada por judeus, que não têm seu próprio país e estão tentando destruir a ordem existente nos países onde vivem. A única maneira de remover este perigo para todos os países a tomar medidas conjuntas " fonte – sexto parágrafo http://www.virtus-et-gloria.com/texts/ramsey.htm#3

[…] Na grande mentira há sempre uma certa força de credibilidade; porque as grandes massas de uma nação são sempre mais facilmente corrompidas nos estratos mais profundos de sua natureza emocional do que conscientemente ou voluntariamente; e assim, na simplicidade primitiva de suas mentes, eles mais facilmente caem vítimas da grande mentira do que da pequena mentira , já que eles próprios frequentemente contam pequenas mentiras em pequenos assuntos, mas teriam vergonha de recorrer a falsidades em larga escala. Nunca entraria em suas cabeças para fabricar inverdades colossais, e eles não acreditariam que outros pudessem ter a imprudência de distorcer a verdade tão infame. Mesmo que os fatos que provam que isso seja verdade possam ser trazidos claramente para suas mentes, eles ainda duvidarão e hesitarão e continuarão a pensar que pode haver alguma outra explicação. Pois a mentira grosseiramente imprudente sempre deixa vestígios atrás dela, mesmo depois de ter sido pregada, fato que é conhecido por todos os mentirosos especialistas neste mundo e por todos os que conspiram juntos na arte de mentir. Essas pessoas sabem muito bem como usar a falsidade para os propósitos mais básicos. https://nationalvanguard.org/2015/04/how-the-holocaust-was-faked/

Muita coisa foi escrita sobre a personalidade de Hitler, depois de sua morte. Não faltaram os "estudos psicológicos" com pretensões científicas, alusivas a uma suposta tendência psicopática do ALEGADO caudilho alemão, ainda que de veracidade duvidosa. Segundo vários psiquiatras ligados ao setor aliado que ganhou a guerra, dedicado à literatura e à história contemporânea, Hitler era um louco sangrento. Um louco! ... Mas, pelo amor de Deus, para subjugar um louco, dois guardas fortes são suficientes. Reduzir um louco não precisa organizar a maior coalizão global que o mundo já viu. Não parece muito razoável crer que Hitler pudesse alcançar as alturas, sendo paranoico, saindo da obscuridade para tornar-se chanceler do maior país da Europa em poucos anos, SEM APOIO DE UMA FORTUNA FABULOSA E NENHUMA INFLUÊNCIA ALÉM DO PESO DE SUA PRÓPRIA PERSONALIDADE, SE FOSSE UM LOUCO CRIMINOSO LIDERANDO UMA CONSPIRAÇÃO.  

 

Tal versão só pode ser adequada para o cérebro subdesenvolvido do pitantrópico demo-marxista. Qualquer um embasado em bilhões de dólares e propaganda versada em lavagem cerebral, e o sofisma democrático pode fabricar um estadista, mas não pode transformá-lo em um movimento antimarxista que não tenha o apoio da alta finança, e também o enfrente.

 

Um louco que apontou antes de qualquer outro o perigo comunista em escala mundial, reconhecido por todos e como prova desse reconhecimento, temos a OTAN . 

 

- Um louco que estabeleceu a legislação social mais avançada do mundo, sem a necessidade de roubar os patrões.

 

Um louco que reduziu ao mínimo a delinquência e os flagelos sociais de sua pátria.

 

- Um louco que alegou que tanto o liberalismo quanto todos os seus substitutos, marxismo e bolchevismo, são todos de origem judaica. Algo, afinal, autenticado pela confissão por parte de eminentes judeus.

 

- Um louco que derrotou, ideologicamente, todos os seus oponentes sãos.

 

https://gutezitate.com/zitate-bilder/zitat-die-wahrheit-ist-eine-un...  “A VERDADE É UMA PLANTA INDESTRUTÍVEL. PODE-SE DEPOSITÁ-LA SOB UMA ROCHA, MESMO ASSIM ELA BROTARÁ NA HORA CERTA”

 

https://michael-mannheimer.net/wp-content/uploads/2012/07/Solscheni...  “TODO SISTEMA MARXISTA EXTERMINA SEUS ADVERSÁRIOS POLÍTICOS E POUPA CRIMINOSOS.” https://nationalvanguard.org/2019/05/trump-invokes-memory-of-liar-w... 

,,Hoje, acompanho a disseminação do veneno bolchevique pelo mundo afora, tão assiduamente quanto eu segui sua trilha venenosa anos atrás na Alemanha e nunca perdi a oportunidade de advertir o país. Os repugnantes assassinatos em massa de nacionalistas, a queima de esposas de oficiais nacionalistas depois de imergirem na gasolina, o assassinato revoltante de filhos de pais nacionalistas, como por exemplo na Espanha, deveriam servir de alerta para ajudar a derrubar a resistência em outros países."

 

 

https://volksbetrugpunktnet.files.wordpress.com/2017/06/yrxr8cic23y... “Quanto mais a sociedade se afasta da verdade, mais ela odeia aqueles que a dizem“ George Orwell

 

 

Uma passagem famosa nos diários do almirante James Forrestal contém uma importante revelação de Joseph Kennedy (embaixador dos EUA na Grã-Bretanha e pai do futuro presidente John F. Kennedy) “nem os franceses nem os britânicos teriam feito da Polônia uma causa de guerra, se não fosse pelo constante alfinete de Washington”.  https://nationalvanguard.org/2015/04/the-jew-who-caused-the-second-...

Como a Grã-Bretanha e a Polônia começaram a Segunda Guerra Mundial e culparam Hitler e os Alemães pela Eternidade! http://www.renegadetribune.com/blank-check-forked-tongues-britain-p...

A imprensa alemã dedicou cada vez mais espaço a relatos detalhados de atrocidades contra os alemães na Polônia. http://s-mahat.org/cgi-bin/index.cgi?cont=315 O  Völkischer Beobachter  informou que mais de 80.000 refugiados alemães da Polônia conseguiram chegar ao território alemão em 20 de agosto de 1939. O Ministério das Relações Exteriores da Alemanha havia recebido um enorme arquivo de relatórios específicos de excessos contra alemães nacionais e étnicos na Polônia. Mais de 1.500 relatórios documentados haviam sido recebidos desde março de 1939, e mais de 10 relatórios detalhados chegavam ao Ministério das Relações Exteriores da Alemanha todos os dias. Os relatórios apresentavam uma imagem impressionante da brutalidade e da miséria humana. http://s-mahat.org/cgi-bin/index.cgi?cont=69

Michael Walsh, historiador, diz: “Preste atenção não no que a TV corporativa mostra, mas no que eles têm medo de mostrar”. Apesar do acesso a centenas de canais de TV e dezenas de milhares de programas que documentam o Terceiro Reich e a Segunda Guerra Mundial, nunca se vê repetições dos discursos do Presidente da Chancelaria alemã porque o tempo provou conclusivamente que Adolf Hitler estava certo. https://europeansworldwide.wordpress.com/2019/05/02/communism-and-t...

Durante um discurso de abertura para um comício do NSDAP em Nuremberg, Adolf Hitler expôs claramente suas razões para a Alemanha se opor ao bolchevismo internacional, agora conhecido como globalismo.

“Não negamos a grave preocupação que sentimos ao pensar que outras nações se tornem vítimas do bolchevismo, contra as quais somos mortalmente antagônicos. Esta nossa inimizade mortal não se baseia numa obstinada recusa em reconhecer quaisquer ideias que possam ser contrárias às nossas. Mas essa hostilidade é baseada em um sentimento natural de repulsa por uma doutrina diabólica que ameaça o mundo em geral e a Alemanha." HITLER

A primeira fase da luta do nacional-socialismo contra o comunismo não ocorreu na Rússia. O comunismo soviético tentou envenenar a Alemanha entre os anos de 1918 e 1920, e seus métodos de penetração nesse país eram praticamente os mesmos que os atuais esforços militares para aproximar e aproximar a máquina militar bolchevique das fronteiras alemãs.

"Acabamos com o bolchevismo, que os demônios de sangue de Moscou, como Lewin, Axelroth, Neumann, Bela-Kuhn etc., tentaram introduzir na Alemanha. E é porque vemos dia após dia que esses esforços dos governantes soviéticos para se intrometer em nossos assuntos domésticos ainda não cessaram, que somos forçados a considerar o bolchevismo além de nossas fronteiras como nosso inimigo mortal." HITLER

"Lutamos contra o bolchevismo na Alemanha como uma filosofia que tentou envenenar e destruir nosso povo. E o bolchevismo continuará a ser combatido se tentar introduzir seus métodos espanhóis sórdidos na Alemanha (Guerra Civil Espanhola)." HITLER

“Não é objetivo do bolchevismo liberar as nações de seus males. Seu objetivo é exterminar tudo o que é saudável e substituir o mesmo por depravação e elementos degenerados. Não queremos uma situação aqui na Alemanha, como na Rússia, na qual 98% dos cargos-chave oficiais são ocupados por judeus alienígenas. Sob nenhuma circunstância queremos que nossa inteligência nacional seja degradada.

“Não posso transigir com uma concepção de mundo [o BOLCHEVISMO] que, em toda parte onde alcança o poder, trata logo de libertar, NÃO os trabalhadores, mas a escória da humanidade, o elemento antissocial concentrado nas prisões – e soltar estas bestas selvagens no mundo impotente e aterrado que os rodeia…”

‘’Esta é então a diferença entre a Revolução Bolchevista e a Nacional Socialista: “O Bolchevismo converte campos florescentes em sinistros montões de ruínas; o Nacional-Socialismo transforma um regime de miséria e destruição num Estado sadio, de próspera vida econômica…” .

O comunismo, no entanto, não pode negar que na Rússia de hoje 98% de todos os cargos oficiais são ocupados por judeus que não apenas nunca podem ser classificados como membros do proletariado, mas que nunca ganharam um centavo honesto em suas vidas.

Lutamos contra o bolchevismo porque seus líderes haviam planejado para nós um matadouro em linhas russas e espanholas. Tal é a diferença entre as revoluções bolchevique e nacional-socialista. Aquele transforma países prósperos e pacíficos em um desperdício de ruína e devastação, enquanto o outro reconstrói um Reich arruinado e pobre em um estado economicamente sadio e próspero.

O povo alemão estava familiarizado com a verdadeira natureza do bolchevismo, enquanto os povos da Grã-Bretanha e dos Estados Unidos eram mantidos na ignorância. A censura protegia as casas financeiras e os interesses corporativos de propriedade de judeus que estavam investindo na URSS bolchevique.

Acreditamos que é uma tarefa maior colocar cinco milhões de pessoas de volta ao trabalho do que incendiar casas e igrejas e permitir que centenas de milhares de trabalhadores e camponeses e outros matem uns aos outros. Também combatemos o bolchevismo por motivos econômicos gerais."

Discurso de Hitler a 14 de setembro de 1936 em Nüremberg

De tempos em tempos, o mundo ouve sobre a fome na Rússia. Desde 1917, isto é, desde a vitória do bolchevismo, não há fim para esta forma de angústia. Esta mesma Rússia, morrendo de fome por quase 20 anos, era um dos países mais ricos em grãos do mundo.

Quando comparada com a Alemanha, a Rússia possui dezoito vezes mais terra por cabeça de população e, ainda assim, que forma de política econômica esse país deve ter para negar a seu povo uma forma decente de subsistência. Se o bolchevismo na Rússia, no entanto, não conseguir que nove agricultores produzam o suficiente para pelo menos apoiar um não agricultor, o que teria acontecido na Alemanha, onde dois agricultores e meio produzem o suficiente para sustentar sete agricultores e meio não-agricultores. ?

O que teria acontecido à Alemanha e a toda a sua estrutura econômica se a negligência econômica judaico-bolchevique tivesse sido permitida criar raízes aqui?

"Lutamos contra o bolchevismo porque uma vitória na Alemanha teria causado fome a talvez 50% da nossa população. Se a Rússia fosse incapaz de sustentar nem oito pessoas por quilômetro quadrado, então na Alemanha sob o governo bolchevique, nem dez milhões teriam o padrão mínimo de vida necessário. Por aqui na Alemanha, nossos 68 milhões de pessoas ocupam a mesma área, que na Rússia não suportaria mais de 5 milhões.

O bolchevismo prega a revolução mundial e usaria os trabalhadores alemães como bucha de canhão para a consecução de seu objetivo. Nós, nacional-socialistas, no entanto, não queremos que nossas forças militares sejam usadas para forçar a outras nações algo que elas não querem. Nosso Exército não faz um juramento de que levará nossa ideologia nacional-socialista a outras nações.

Políticos britânicos na Inglaterra até agora não tiveram a oportunidade de aprender o que o comunismo em seu próprio país representa. Mas nos temos.

Como fui eu que lutei contra esse ensinamento judaico-soviético na Alemanha e o limpei, lamento a mim mesmo que possuo mais compreensão do verdadeiro caráter do bolchevismo do que os críticos de poltrona que no máximo leram um pouco sobre o assunto. .

 

 

Hoje, acompanho a disseminação do veneno bolchevique pelo mundo afora, tão assiduamente quanto eu segui sua trilha venenosa anos atrás na Alemanha e nunca perdi a oportunidade de advertir o país. Os repugnantes assassinatos em massa de nacionalistas, a queima de esposas de oficiais nacionalistas depois de imergirem na gasolina, o assassinato revoltante de filhos de pais nacionalistas, como por exemplo na Espanha, deveriam servir de alerta para ajudar a derrubar a resistência em outros países." HITLER

Michael Walsh é o autor de 58 títulos de livros, que incluem  ADOLF HITLER UNCENSORED e o HOLY BOOK OF ADOLF HITLER . Ambos os livros ilustrados best-sellers são essenciais para as bibliotecas de leitores informados.

 

"Os EUA tem uma mãozinha na limpeza étnica. Em 1945, o general Dwight D. Eisenhower não teve escrúpulos em colocar um milhão de soldados alemães entregues em campos de detenção e literalmente matá-los de fome. Praticamente todos esses cativos desprotegidos morreram em cativeiro e não custou um centavo de latão. Este único ato de limpeza étnica salvou os EUA de uma fortuna em custos associados à manutenção de prisioneiros."

Fonte https://nationalvanguard.org/2017/07/dummies-guide-to-democide/

 

Este relato documentado e autorizado não foi um ato isolado de barbárie realizado pelo Exército Vermelho soviético e pelos poloneses. Foi um pequeno incidente de muitos milhares registrados, fazendo parte de uma política aliada predeterminada que tinha como objetivo a destruição da Alemanha como nação competitiva, desmembramento territorial, deportação e genocídio para reduzir sua população. http://www.renegadetribune.com/carnage-and-cover-up/

 

Métodos de massacre de milhões de gentios na Europa ocupada bolchevique foram baseados em ensinamentos talmúdicos para maximizar o terror e a tortura. https://nationalvanguard.org/2016/08/talmudic-terror-and-torture-2/

 

 

Este romance é ultra VEROSSÍMIL e todos nós somos seus protagonistas http://die-heimkehr.info/geschichte/an-ihren-taten-sollt-ihr-sie-er...

https://lh6.googleusercontent.com/-_SA3gCqwEi0/Uz79_5mYknI/AAAAAAAA... QUANDO NINGUÉM MAIS BUSCAR e DIFUNDIR A VERDADE ENTÃO TUDO O MAIS NA TERRA ESTARÁ DEGENERADO, POIS SOMENTE DA VERDADE DECORREM A JUSTIÇA, A PAZ E A VIDA.

Como Lenin disse:
"Estabelecer um banco central significa  90% de possibilidade em tornar uma nação comunista".. assim,  será o banco central que estabelecerá a política monetária sobre juros que quebrará indústrias, gerará desemprego e caos social - condição sine qua non para estabelecimento comunista

O comunismo só consegue florescer em sociedades caóticas  https://volksbetrugpunktnet.wordpress.com/2019/05/09/raus-aus-der-t...

 

Mateus 16:06

E Jesus disse-lhes: Adverti, e acautelai-vos do fermento dos fariseus e saduceus.

Mateus 16:12

"Então compreenderam que não dissera que se guardassem do fermento do pão, mas da doutrina dos fariseus":(O COMUNISMO/MARXISMO CULTURAL) http://omarxismocultural.blogspot.com/2014/01/o-grandioso-plano-de-...

https://anewfriend.files.wordpress.com/2016/10/14695479_11360362731... 

“Não há qualquer vestígio de saúde mental, estar adaptado a uma sociedade profundamente insana.”

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço