Portal Luis Nassif

A AMEAÇA BRITÂNICA A ASSANGE E AO EQUADOR É GRAVÍSSIMA. COMO REAGIRMOS?

Todas as instituições, entidades e cidadãos que defendem a liberdade e o respeito à soberania das nações devem posicionar-se da forma mais contundente possível contra a arrogante e inaceitável CHANTAGEM do governo britânico, que ameaça invadir a embaixada equatoriana em Londres para SEQUESTRAR Julian Assange, utilizando como PRETEXTO uma estapafúrdia e retalatória denúncia FORJADA na Suécia, caso o governo de Rafael Correa tenha a coragem de conceder-lhe asilo (obs.: acabou de fazê-lo, às 9h desta 5ª feira, 16 --ousarão os britânicos cumprir a ameaça?).

É extremamente insultuoso ao Equador que um país do 1º mundo reaja com tamanha virulência ao mero BOATO de que Correa já estaria decidido a asilar o porta-voz do WikiLeaks, que nada fez além de expor os podres de altas autoridades, principalmente dos EUA, revelando aos cidadãos comuns as monstruosidades cometidas na surdina pelos poderosos.

O ridículo leão desdentado pensa que ainda está rugindo, mas a mensagem que entregou à chancelaria do Equador (vide íntegra aqui) não passa de um miado servil, de gatinho que tudo faz para merecer as carícias do amo estadunidense.

Na carta que o chanceler equatoriano não deveria sequer ter-se dignado a receber, devolvendo-a de pronto como desrespeitosa e descabida, os britânicos se dizem dispostos a "cumprir com as nossas obrigações legais, descritas na Decisão Marco relativa à Ordem de Detenções Europeia e à Lei de Extradição de 2003 (Extradition Act 2003), de levar o Sr. Assange à prisão e extraditá-lo à Suécia".

Ou seja, estão prontos para cometerem UMA FLAGRANTE E GROTESCA VIOLAÇÃO DAS LEIS E CONVENÇÕES INTERNACIONAIS (a Convenção de Viena, de 1961, garante a inviolabilidade do território das embaixadas e missões diplomáticas), a elas sobrepondo um mostrengo jurídico pactuado UNILATERALMENTE pelo Reino Unido com os EUA de George Bush, na onda de histeria e de abusos contra os direitos dos cidadãos subsequente ao atentado contra o WTC.

O mundo precisa dar um basta a esta escalada de arbitrariedades. E a hora é agora!

LEIA TAMBÉM ESTES TEXTOS RECENTES DO BLOGUE NÁUFRAGO DA UTOPIA (clique p/ abrir):

USTRA ESPERNEIA, MAS CONTINUA COM O "TORTURADOR" CARIMBADO NA TESTA

O ÓBVIO ULULANTE: AS TORTURAS FORAM POLÍTICA DE ESTADO

ALERTA VERMELHO: ITÁLIA TENTA FORÇAR A DEPORTAÇÃO DE BATTISTI

Exibições: 292

Responder esta

Respostas a este tópico

Caro

ANTÔNIO,

Que prosopopeia esta sua!

Assange roubou documentos

coisa nenhuma. Simplesmente

os adquiriu de alguém que,

certamente, não é de acordo

com toda a sujeira que seu

país impõe ao mundo.

O BEM que ASSANGE legou

à humanidade é o bastante pra

consagrá-lo como Prêmio

Nobel de Jornalismo.

Bom dia Marco Antonio!

Nunca achei que o Assange fosse jornalista. Continuo não achando.

Não acho que esse tipo de atitude, isto é, hackear ou receber documentos sigilosos e secretos e jogá-los na rede seja a forma mais  adequada de informação. Desde modo, por coerência você, Marco Antonio, não poderia reclamar se conteúdos de seu computador, ou de sua vida/fotos ou afins, fossem colocados na rede. Quem o fizesse, grosso modo, estaria fazendo um trabalho de jornalismo. Ou não?

Voltando ao Assange: 1. Ele, quixotescamente e ingenuamente, desrespeitou leis de vários países. E, sobretudo, sabia disso; 2. Estuprando ou não, tem uma pendência legal/criminal na Suécia; 3. As informações que o Assange colocou na rede eram, e são, irrelevantes  para mudar a ordem politica, social  e econômica  do  planeta. A não ser para os saudosos da dicotomia politico/econômica da década de 1960. O mundo, hoje em dia, é muito mais complexo e, sobretudo, não há, de forma alguma, heróis ou bandidos. Fala-se muito em Guantanano, no entanto, as condições das cadeias, no Brasil, são medievais e sub-humanas e crianças ainda fazem ponto nos semáforos com seus malabares, para levar um trocado [comida] para casa. Mas o barato maior é se preocupar com o que o     Assange coloca no Wikileaks.

Em dois dias duas favelas [centenas de barracos] pegaram fogo em São Paulo. Contudo, o negócio é "salvar" o Assange. A blogueira cubana Yoani Sanchez [que faz um trabalho digno de méritos e honrarias], nesse mesmo portal do Nassif, é, não raro, execrada por criticar o regime cubano.

Enfim, o Assange não mudou, com seu Wikileaks, a realidade mundial e, com efeito, no Brasil, temos problemas muito mais sérios e urgentes com os quais nos preocuparmos do que ficarmos a falar do Assange que, desde o início, sabia onde estava se metendo.

 

Abs.   

"...  e, sobretudo, mexeu com poderosos".


Um primor o "pensamento" expresso nessa frase. Ela deixa claro o que o autor, no caso você, considera o principal crime de Assange: foi, sobretudo, mexer com poderosos.

Cara, você tem a alma do subserviente! Tem o espírito de verme, daqueles que saem do coco do cavalo do bandido. Se mexer com poderosos é para você um crime, então, vou lhe apesentar uma pequena lista de criminosos, entre incontáveis criaturas que ao longo da história cometeram esse crime.

Eu começo a lista com o Cristo, que pregava palavras que mexiam com poderosos, ao ponto destes o levarem para a cruz. Seus primeiros discípulos também mexeram com poderosos e terminaram as vidas como mártires; assim também o fizeram os primeiros seguidores da palavra cristã, a ponto dos poderosos os arremessarem às feras.

Spartacus, assim como o Zumbi dos Palmares, mexeu com os poderosos para escapar da escravidão; o Mahatma Ghandi mexia comos poderosos para libertar seu povo do colonialismo; os insurgentes do Gheto de Varsóvia mexeram com os poderosos ao reagirem contra a condenação aos campos de extermínio; Paul Robeson, Rosa Parks, M. L. King e Nelson Mandela mexeram com poderosos ao denunciarem e lutarem contra o racismo.

A lista é imensa, pois o ser humano normal reaje diante da injustiça e mexe comos poderosos; só aqueles de alma adoecida, com sangue de barata, e vocação para verme acham um crime reagir e mexer com poderosos. Se temos um mínimo de civilização, foi porque milhões mexeram e ainda mexem com os poderosos. Ao criminalizar os atos contrários aos poderosos de plantão, você se torna um pregador de subserviência infame.

...quer dizer, devolvido.

Não, companheira. A única forma segura é com salvo-conduto.

É um desrespeito total desses europeus colonialistas. Nao perdem a mentalidade. 

Esta manhã, Julian Assange saiu ao balcão da embaixada do Equador em Londres para agradecer à multidão de apoiadores que cercou o prédio nos últimos dias.

"Durante a noite eu ouvi a polícia subindo pelas escadas de incêndio. Eles só não invadiram o prédio por que vocês estavam aqui e seriam testemunhas. Obrigado a todos."

Depois de agradecer ao Equador pelo asilo concedido, Assange registrou o apoio de Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, El Salvador, Honduras, México, Nicarágua, Peru e Venezuela.

"Os EUA devem comprometer-se perante a comunidade internacional a não perseguir jornalistas que lançam luz sobre os crimes secretos dos poderosos."

"Seja o Wikileaks ou o New York Times, a mídia não deve ser perseguida por dizer a verdade."

"Bradley Manning está sendo torturado diariamente, e precisa ser libertado já. Ela está preso por 815 dias sem julgamento, quando o máximo permitido por lei é 120."

"Há unidade na opressão. Deve haver absoluta unidade e determinação em nossa resposta."

boa contribuiçao, Cecile. 

Ótimo! 

RSS

Publicidade

© 2018   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço