A audácia!

Quem Lula pensa que é, tomando Romanée-Conti? Gente! O que é isso?
Onde é que estamos? Romanée-Conti não é pro teu bico não, ó retirante. Vê se te enxerga, ô pau-de arara. O teu negócio é cachaça. O teu negócio é prato-feito, cerveja e olhe lá. A audácia do Lula!

Hoje tomam Romanée_Conti, amanhã vão querer o quê? No mínimo se achar
iguais a nós. Pedir os mesmos direitos. Viver como a gente, que tem berço, que tem classe,que tem
bom gosto e portanto merece o melhor.E nós sabemos como isso acaba. Logo,logo vão estar querendo subir pelo elevador social.

O Lula tomando Romanée-Conti...Ora faça-me o favor. Que coisa grotesca.Que coisa ridícula.Que acinte. Que escandalo. E que despedício. Vai ver ele não sabe nem pronunciar o nome, quanto mais apreciar o sabor. Vai ver derramou um pouco pro santo, na toalha. Romanée-Conti não é pra gentinha,não, Lula. As coisas boas da vida são para as pessoas finas do mundo, não pra pé rapado que bota gravata e acha que é doutor. Muito menos pra pé rapado brasileiro.

Está bom, foi só um gole. Mas é assim que começa. Hoje tomam um gole de Romanée-Conti, amanhã estão com delírio de grandeza, pedindo saneamento básico, habitação decente, oportunidade de trabalho e até __ gentinha metida a grande coisa não sabe quando parar_ mais saúde pública, mais igualdade e caviar. Enfim, essas coisas que intelectual comunista põe na cabeça deles.

Sim, porque a índole natural da nossa gentinha, em geral, é boa. Se pudessem escolher, escolheriam angu aguado e vinho Boca Negra, coisas autênticas, às vezes mortais, mas pitorescas. Como eles, que até hoje nunca tinham incomodado ninguém, que até hoje conheciam seu lugar. Agora, depois da gentinha provar Romanée-Conti, ninguém sabe o que pode acontecer neste país. Deram álcool para os índios ! Nenhum branco está mais seguro.

O Lula tomando Romanée-Conti... É o cúmulo. É uma inversão completa dos valores sob os quais nos criamos, segundo os quais se Deus quisesse que os pobres tomassem  vinho rico daria uma ajuda de custo. É o fm de qualquer hierarquia social, portanto o caos. Ainda bem que ainda existem patriotas alertas para denunciar o ridículo, o acinte, o escândalo, e chamar o Lula de volta à humildade. Para mandar Lula se enxergar.

Sim, porque hoje é Romanée-Conti e amanhã pode ser até a Presidência da República. Gentinha que não conhece o seu lugar é capaz de tudo.

( Veríssimo, Luís Fernando. Jornal O Globo 15/10/2002 )

Exibições: 631

Responder esta

Respostas a este tópico

Sempre é bom fazer memória. Romério, abçs.
Irretocável!
Veja, ( não a revista rsrsr) Irineu, a distância abismal entre esta crônica e a cabra safado... porisso.. amigo.. como vc. disse: fica o mérito da dúvida (aliás excelente resposta) bjs.
Oi Stella adorei essa sua ida ao baú das recordações. Vc tem razão é sempre bom relembrar e essa crônica de Veríssimo é tudo de bom
abraços
Guida, é o que sempre digo: Não vamos nunca deixar que nossa falta de memória nos traia. bjs.
Grotesco é ler tanta besteira escrita por gente que nem sabe o que escreve, voces têm toda razão, vinhos caros são para o PSDB que vive nababescamente às custas do povo brasileiro à anos, quem ignorar que os pobres deste país tiveram uma melhora sensível de vida é porque nunca foram pobres. A vida dos pobres neste país é admirar a colossal vida dos ricos, Fernando Henrique e Cia. que o diga, viajar e não trazer nada para o nosso país, me desculpem, não dá prá engolir.
Braz,
além desta turma "marvada" não trazer nada pro Brasil eles ainda tiram o que nós temos.
obrigada pelo comentário
sds.
Desculpem minha estupidez, mas me parece que criticam LFV por estar manifestando todo o seu preconceito e sectarismo em Lula. Crasso engano! Aos que percebem no artigo uma crítica à postura de Lula, digo-vos que Luís Fernando Veríssimo utliza de sua mais fina ironia para descrever o estarrecimento e perplexidade da ascenção de Lula à Presidência da República por parte da elite "formadora de opinião" desse Brasil. Precisamos ler "O analista de Bagé" e, no mínimo, "Incidente em Antares" para tentarmos compreender o quão sutil e gostosamente mordaz consegue ser Luís Fernando Veríssimo.
Se entendi errado, humildes desculpas...
Piragibe,
vc, entendeu errado,
não estamos criticando LFV, ao contrário, o texto é MARAVILHOSO!!!
abçs.
Uma perguntinha, stellita: De quando é essa crônica do Veríssimo?
Me parece que da primeira eleição, e o Romanée foi presente de Duda Mendonça ainda no calor da eminente vitória de Lula.

Eu, na ocasião, teria escrito o mesmo que Veríssimo. Duvido que escreveria hoje, e duvido que Veríssimo o fizesse (o texto é maravilhoso, mas é datado). Era a euforia plenamente justificada diante da perspectiva da classe trabalhadora ascendendo ao poder e antropofagizando os significantes das elites.

Hoje, vejo mais como simbolização da sedução do poder e o primado dos marquetólogos, do sapo que vira príncipe.

Os pés-rapados continuam pés-rapados, você sabe disso, talvez mais que ninguém, e sabe da inconsequencia dessas discussões abstratas sobre se "pode" ou "não se pode"; sobre supostos tapas com luvas de pelica na elite arrogante. As arrogâncias acabam se equivalendo, e o produto é nada.

Penso que "não se deve", em nome do pejo, do mínimo respeito aos que se contentam simplesmente em sobreviver até o dia seguinte, aos que camelam 15, 30, quilômetros a pé pra depositar um voto que é ao mesmo tempo fé e desespero.

Se partirmos ao segundo turno munidos desse revanchismo consumista de se eles podem nós também podemos, vamos mal. Estamos aceitando as regras e o campo do inimigo. No momento, circunstancialmente e emergencialmente: Não pode. Ou você desapropria a distribuidora/importadora de romanées e inunda as periferias e os assentamentos de romanées prum cerimonial dionisíaco de exorcização etílica, ou deixa pra lá.

Porque consumir um romanée (bela merda) requer companhias "adequadas" e ambientes "adequados", por sua vez totalmente inadequados a quem aspira a traduzir o programa de um governo popular consequente e sincero.

Muitos disseram aqui: Chega de brincadeiras. Veríssimo assinaria embaixo, eu assino embaixo. Chega de brincadeiras. A direita vem com tudo, e oba-oba não ganha eleição.

Beijo.
liu,
vc tem que ler o tópico da stella, também como datado.
ele é de junho, numa época em que lula estava dando lição ao mundo, sendo celebrado lá fora e sendo detonado aqui dentro.

é que o tópico foi ressuscitado pelo Braz, daí ele estar em destaque.

mas veja a história que a stella nos conta do trabalho que desenvolve junto ao MST e o que ela vem fazendo nas igrejas de fortaleza, nestes dias de infâmia. não é mole, não, mano!

mas, claro, a hora é mesmo de cautela. nada de revanchismo consumista que, aliás, não é o foco do belo texto do LFV, muito mais uma ironia aos babacas que pensam que as pessoas simples não tem classe... tem e como tem... tanta que querem impedir pequenos avanços que ela conquistou. e você, nós, sabemos disto!
Sei, claro que sei que não é mole, e sou dos que mais respeitam stellita em todos os aspectos, senão não teria ressaltado: "Os pés-rapados continuam pés-rapados, você sabe disso, talvez mais que ninguém, e sabe da inconsequencia dessas discussões abstratas, blablablá...".

Mas é troca de idéias, não, pedagoga? Não quero o mesmo mundo de Duda Mendonça; até quero, como matéria de curtição pessoal, hedonista, mas não como linha de horizonte coletivo nem como argumento de confrontação às noções de realização como ser humano.

Stellita vai entender. Tempos duros pela frente e há que definir o que é fundamental, que (pra mim) seria: Contrastar os discursos, os quereres, as metas.

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço