I have a dream!

Somos filhos da Terra. No entanto, agimos como o clássico Abel e Caim. É bomba prá lá, bomba prá cá, espionagens, propinas, violações, maus-tratos, desigualdades, omissão e tantas outras ações que vão minando as condições de Vida na Terra. Uns usam todas as benesses oferecidas na Natureza com privilégios, e ainda querem o domínio pleno sobre essas condições a qualquer custo.

É tanto, que depois de propagandear que o carro individual é mais vantajoso do ponto de vista pessoal, chegamos num ponto de quase fervura da água. Nesse ponto, o motor entra em falência múltipla de seus órgãos, melhor dizendo, do monobloco, ao qual todas as peças estão ligadas. Haja ferro velho para dar conta de tanta sucata e água para industrializar novos carros!

Essas pessoas fazem coisas horrendas para alcançar seus objetivos. Por exemplo, elas plantam eucalipto no tabuleiro da serra sem se importar com o abastecimento hídrico de uma população inteira. A população sedenta, muito temente, pensa que a escassez d´água “é coisa de Deus” e recorrem aos templos pedindo clemência para o pecado (do medo, da omissão e da submissão), e assim continuam a contribuir para eximir os meliantes de suas responsabilidades.

E agora, depois de 25 anos da sua promulgação, a publicidade que a Imprensa faz a cerca da gestão da Constituição Federal não leva em conta muitas questões, numa clara manipulação das emoções humanas.

É preciso dizer com a clareza necessária, que a gestão da Constituição Federal é de responsabilidade dos TRES PODERES DA REPÚBLICA e assumir que esse jogo de desclassificar o Governo Brasileiro, como tem feito alguns jornalistas, é de extrema gravidade e irresponsabilidade. A ABIN que tem papel importante deve refletir sobre isso, assim como a o OAB deve prestar atenção na atuação de seus inscritos, o CREA, a ABO, CNM e assim por diante.

É importante trazer à discussão neste momento de formações de redes eleitorais, que a gestão da Constituição Federal nesses 25 anos ficou a cargo de Collor de Melo do PRN no período de março de 1990 ao dia 2 de outubro de 1992 quando foi banido do poder politico por oito anos; na sequência por Itamar Franco do PMDB no período de dezembro de 1992 a 31 de dezembro de 1995, depois por Fernando Henrique Cardoso do PSDB de janeiro de 1995 até dezembro de 2002 quando foi derrotado nas urnas por Luis Inácio Lula da Silva quem geriu a CF até dezembro de 2010, e agora por Dilma Rousselff deste janeiro de 2011. Esses dois pelo Partido dos Trabalhadores.

PRN + PMDB + PSDB perfazem 14(catorze) anos de desconstituição da Constituição Federal. Nesse período a importante Companhia Vale do Rio Doce + as Telecomunicações Brasileiras SA – TELEBRÁS + os Recursos Hídricos + a Energia foram desestatizadas. Essas riquezas construídas com o trabalho e a riqueza do nosso território foram saqueadas. Depois do saque, o PT está há 11 anos procurando aliviar a fome de alimentos, educação e Justiça dos brasileiros e administrando as consequências dessas privatizações, cujo processo foi engessado a contratos com cláusulas e condições lesa-pátria, que precisaria de toda a força da Nação para serem desconstituídas.

Logo, não basta dizer quem estava e quando estava gerindo a CF. É preciso levar em conta o que cada um fez em cada período, com individualização de cada responsabilidade e dizer isso didaticamente, pois a maioria de Nós brasileiros não sabe interpretar por conta própria.

Enfim, são 25 anos que devem ser postos a limpo. Afinal, se Marina Silva respeita as regras constitucionais postas e acatou a decisão do TSE, deve reconhecer que o seu projeto REDE não está concluído e que precisa defender os interesses do nosso País, sem retaliação. Ao contrário, posso pensar que o fato de a ex-ministra aceitar um enlace com outros partidos imediatamente à derrota jurídica, sem cogitar a hipótese de recorrer ao STF, deixa claro apenas que she have a dream: o sonho de ser Presidenta.
Contrário a isso, e como brasileira digo, I have a dream, quero um PAÍS decente.

Exibições: 223

Responder esta

Respostas a este tópico

Interessante...

Em meu entendimento a responsabilidade pela DEFESA da INTEGRIDADE da Constituição Brasileira estava nas mãos do Judiciário, que deveria ser provocado pelo Ministério Público...

Será que eu perdi alguma "aula"...

Afinal, querer que as "raposas" cuidem, e zelem, pelo "galinheiro" é de um surrealismo dantesco !!!!

Nossa Constituição é uma Obra Prima de Direitos e Deveres, de tal forma, que Cidadãos Comuns como Eu, pode, não uma, mais várias vezes REPREENDER Ministros do Supremo Tribunal Federal, inclusive formalizando queixa crime na Superintendência da Polícia Federal, por mais de uma vez...

Nossa Constituição não só afirma que o PODER EMANA do POVO DIRETA e INDIRETAMENTE, como também nos proporciona condições para INDIVIDUALMENTE exercê-los....

infelizMENTE reconhecemos que um andorinha não faz verão, contudo, difundir a idéia de que CABE ao Executivo e ao Legislativo a defesa da Constituição Federal, é por demais, alienação...

Estamos a mais de quatro anos mostrando, através de provocações formais, o ridículo que se encontra a Sociedade Brasileira, uma vez que, VIVE EM CAOS JURÍDICO disfarçado para muitos, que não Eu, pela POMPA, pela SOBERBA, pela ARROGÂNCIA, pela PREPOTÊNCIA, de tal forma, que leva até a alguns formadores de opinião, acreditarem que o Executivo e o Legislativo são os responsáveis primeiros pela preservação, zelo e proteção da Constituição Federal...

Papagaios de Pirata teimam em propagar, propalar, aquilo que ouvem sem refletir, em visão holística DO Mundo e NO Mundo.

Abraços,

Plinio Marcos 

Senhor

Plínio Marcos Moreira da Rocha,

Que bom que se interessou e leu o tema por mim abordado. Obrigada. É assim que vamos construindo a democracia. Por outro lado, permita-me dizer de sua indelicadeza por afirmar: “Papagaios de Pirata teimam em propagar, propalar, aquilo que ouvem sem refletir, em visão holística DO Mundo e NO Mundo”                  Que coisa feia!

Realmente, a considerar a indelicadeza das palavras, com certeza o Senhor não assistiu às aulas que assisti. És uma voz destoante das multidões que lutam e sonham um Brasil Decente.

Enfim, se “difundir a ideia de que CABE ao Executivo e ao Legislativo a defesa da Constituição Federal, é por demais, alienação” (sic), então não tenha dúvida: sou mesmo anormal e me orgulho dessa condição, na medida em que NÃO SOU mera consumidora de ideias e outras babaquices mais.

Aliás, saiba que a plena vigência da Constituição Federal depende também de brasileiros proativos. Parece-me que este não é o seu caso.

Boa tarde!

Terezinha Souto.

 

 

Sra. Terezinha.

          Não consigo ser delicado com "formadores de opinião", uma vez que, entendo ser esta pretensão de extremada Responsabilidade.

          Contudo, devo ressaltar, que mesmo sendo "indelicado", na dosagem da contestação, em momento algum deixei de ser educado.

          Normalmente, me exponho ao me manifestar, considerando a possibilidade de não ser entendido, contudo, assumo que a "VERDADE" esta na relação de nós Lermos, Assimilarmos, Avaliarmos e Concluirmos, portanto, quando distorções históricas, apenas e tão somente, são repetidas muitas, muitas, e muitas vezes, passam a ser "VERDADES" para alguns, que não eu.

          Com relação à plena vigência da Constituição Federal depender também de Brasileiros proativos, permita-me apresentar minha página na SCRIBD, onde COBRO formalmente de Autoridades Brasileira, me identificando, e assinando.

          Por entender a amplitude do Poder Direto outorgado pela Constituição Federal, ja Repreendi Ministros do Supremo Tribunal Federal, já DENUNCIEI o Plenário do Supremo Tribunal Federal na Superintendência da Polícia Federal por "CRIME" em mais de uma vez, bem como, no Conselho Nacional de Justiça. 

          Para ilustrar nosso posição chamo a sua atenção para a mais recente reprimenda feita, formalmente, a um Membro do Supremo Tribunal Federal.

           Apresento o documento “Repreensão à Excelentíssima Rosa Maria Weber Candiota da Rosa”,http://pt.scribd.com/doc/172964994/Repreensao-a-Excelentissima-Rosa... , onde estamos repreendendo a Ministra do Supremo Tribunal Federal pela postura inadequada quando da avaliação do HC 115.179, bem como, apresentando formalmente nossas considerações que foram encaminhadas à CIDH-OEA.

           Ressaltando, o fato concreto de que não sou advogado, nem estudante de direito, bem como, com apenas um semestre bem feito em 1977, de curso superior.

           Volto, a colocar, que o problema da corrupção no Brasil é ATEMPORAL e SUPRAPARTIDÁRIO, onde sua origem, e permanência, esta na postura IMPERIAL do Judiciário Brasileiro, que pela pompa, pela arrogância, pela prepotência, acreditam estar cumprindo, e fazendo cumprir o Direito Constituído, quando então, volto a colocar que a Sociedade Brasileira VIVE EM CAOS JURÍDICO, onde a insegurança jurídica, explica a impunidade, e o achincalhe, que a Sociedade Brasileira é obrigada a assistir.

            Para pensar...

            Aqueles que estão na frente de Prefeituras, na frente de Câmaras Municipais, na frente de Governos Estaduais, na frende de Assembléias Legislativas, cobrando "fiscalização", são os mesmos que "lutaram" pela não aprovação da PEC 37.

            Como entender que o Ministério Público deve ter Autonomia e Autoridade para Investigar, se a cobrança de investigação é direcionada para ser feita pelos possíveis INVESTIGADOS ?

             Será normal, pedir que as "raposas" investiguem o "sumiço" de "galinhas" ?

             Ou será normal, pedir que os "cães de guarda" investiguem o "sumiço" de "galinhas" ? 

             

             Todos os meus "trabalhos" estão publicados na página do SCRIBD, sendo divulgados neste portal, para que, qualquer um possa concordar, discordar, reclamar, se manifestar, atacando ou não minhas posições, desde de que com o mínimo de argumentação.

             Afinal, minha proposta é a de MUDAR CONCEITOS e VALORES Históricos que impedem o concreto de Construir uma Sociedade Livre, Justa e Solidária.

             Portanto, reconheço minha acidez, mas reconheço também, que isto é coisa normal, quando assuntos importantes estão claramente abordados.

             Boa Noite!

             Plinio Marcos Moreira da Rocha

Senhor Plínio,

Boa tarde!

Que papo “brabo” heim?  Não sei de onde o Senhor tirou a máxima de que Eu estaria cogitando o posto de “formadora de opinião”.

Senhor,

Todos têm direito à livre manifestação. Isso é lei. O que falta para a maioria de nossos Irmãos são os meios para expressá-la. O acesso à internet ou qualquer outro meio de comunicação não é universal como determinado na legislação aplicável, e Nós sabemos disso.

Senhor Plinio,

Só aqueles portadores de cegueira política não admitem as chamadas “distorções” dos fatos e das circunstâncias sob as quais as histórias das sociedades foram construídas. Em Países capitalistas, a cegueira é essencial para a sua sobrevivência, assim como a manutenção da exploração dos mais humildes. O Senhor deve saber disso, suponho.

                    (....) “Por entender a amplitude do Poder Direto outorgado pela Constituição Federal, ja Repreendi Ministros do Supremo Tribunal Federal, já DENUNCIEI o Plenário do Supremo Tribunal Federal na Superintendência da Polícia Federal por "CRIME" em mais de uma vez, bem como, no Conselho Nacional de Justiça. (sic).

                   Que bom! Deu resultado? Por outro lado, pergunto ao Senhor: já plantou uma árvore para reduzir o CO2 na atmosfera? Já pegou o lixo jogado por alguém da janela de um carro, de um ônibus? Já andou a pé para reduzir a emissão de CO2?  Já brigou por uma vaga na escola pública. Já lutou pelo acesso à assistência médica pública ... ?

            Senhor Plínio,

           Objetivamente não falamos a mesma língua e nem tenho pretensão alguma de mudar a sua opinião. A questão é simples: fui admitida como Integrante do Portal Luiz Nassif. É como membro que escrevo, sempre que posso.

          Além disso, o Senhor já deve ter percebido que sou integralmente parcial. Caso queira conferir faça uma visitinha ao meu Blog Aqui Onde Eu Moro.

          Não faço discursos e nem propago teorias para convencer a alguém sobre o que Eu sinto e penso. Apenas exteriorizo o meu humilde pensar observando o meio ambiente onde vivo e as correlações. E, se algum dia Eu vir a sensibilizar a alguém para as causas que defendo já terá sido uma gigantesca conquista.

         Continuo pensando que os problemas do nosso País são de nossa responsabilidade. Não podemos delegar tal responsabilidade para alguns “iluminados”, pois vejo que os tais “formadores de opinião” não se cansam de torcer pela desgraça de nosso País. Portanto, seja um pouquinho brasileiro ou se mude!

        Afinal, mudar “MUDAR CONCEITOS e VALORES Históricos que impedem o concreto de Construir uma Sociedade Livre, Justa e Solidária” é uma tarefa gigantesca. Essa tarefa é social e política e depende da nossa qualidade como brasileiro (a) e também dos professores que nossas Universidade habilitam para tal cargo. Para tanto, precisamos TODOS lutar para que as diretrizes e bases da educação sejam efetivamente cumpridas, de verdade!

Boa semana! Terezinha Souto.

 

Terezinha,

Eu, também, tenho esse sonho: Quero um país decente!

Também, não estou à procura de "salvadores da pátria"!

Tenho minha visão para as mudanças que necessitamos e publico neste Portal:

1. Que educação básica necessitamos? Sem educação não teremos um país decente!

2. Black blocs ou um partido muito diferente? Sem a participação do povo não teremos um país decente! 

Lafaiete de Souza Spínola,

Obrigada por vir aqui ler meus humildes escritos.

Então, um País decente é o que queremos.

Um dia desse foi chamada para conversar com os alunos do ensino fundamental aqui onde eu moro sobre água.

A principal preocupação foi: como deveria  dialogar com aquelas crianças de modo que houvesse comunicação entre nós, já que não fui "treinada" para ser professora?

Dizer-lhes para fechar a torneira enquanto escovam os dentes? Não desperdice água? ? Mas, e a responsabilidade do proprietário da terra onde nasce o rio? E a responsabilidade do Estado com o dever de fiscalizar e fazer cumprir a obrigação de preservar???

Quando o conhecimento deixar de ser uma mera transmissão de informação e de responsabilização de apenas uma parte das obrigações como um todo, para haver comunicação entre as pessoas, sonharemos o mesmo sonho: um País decente!

Enfim, 

"Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara." Jose Saramago.

RSS

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço