Documentário de John Pilger,  repórter australiano, legendado em português. Um vídeo educativo sobre a história do nosso continente e a hipocrisia ianque.

Exibições: 136

Responder esta

Respostas a este tópico

Excelente, Ene!
Assisti, recomendo e agradeço.
abraço
N almeida. Que brinde!!!
Este filme é muito interessante.
Ele nos dá uma ideia mais ampla do mundo em que temos vivido.

Abraços
Viagem à Bananalândia, nosso continente na visão da United Fruit, uma empresa que financiou ditadores, armou golpes de estado e preparou invasões militares americanas. O espólio da United Fruit foi parar nas mãos da família Bush.

Yes, nós temos banana, que engorda e faz crescer, principalmente as contas dos gringos.


Parte 1



Parte 2


Parte 3

Marco, a novidade, que não é novidade é a que antes os EUA usavam as bananas para financiar o imperialismo, para financiar golpes, assassinatos, corrupção, etc, agora é a cocaina da colombia administrada pelo cocaineiro Uribe.
ene,
começo hoje, se tudo der certo, a assistir sua sugestão.
e sei que não vou me decepcionar.
ainda que esteja com saudade de ver um kurosawa.
falei dele em outro tópico e me deu saudade da delicadeza do homem...
beijão e apareça mais vezes, viu?! é sempre bom quando vc chega.
Ene,
assisti a parte 1.
licencinha, vou postar para o nunes.
quem sabe a gente desenhando ele apreende o que queremos dizer...

(hummmm. bom demais...e eu não conhecia! como pode?!)
agora falta a parte 8 e 9.

mas, realmente, EXCELENTE.
nada que a gente não soubesse, mas ver os caras dizendo, assim, na tua cara:

-para os estados unidos era uma questão de segurança nacional... (para, por toda a américa latina, apoiar e financiar golpes, destituir governos legitimamente eleitos, treinar torturadores, lançar bombas, promover o terror, ...) realmente... dá muito mais do que nojo e raiva...

-não matamos tantos... você exagera!

e a democracia? eles nunca souberam o que é isto. nunca! precisamos mesmo resgatar o sentido desta palavra.
Obrigada, n almeida, pelo documentário de Pilger.

repassarei para os amigos.
realmente,
quanto caminho a percorrer.
e quanto dano o imperialismo americano fez (e faz) ao mundo e pessoas insistem em não enxergar...
mas dias melhores tem vindo e virão...
e lembrei desta música:
(ao procurá-la achei com estas imagens!)

O país sem nome tem, como mito fundador, o Destino Manifesto.
É difícil a convivência com os outros.

Sobre este assunto, recomendo a leitura do artigo de Domenico Losurdo: "As raízes norte-americanas do nazismo".

Cenas como esta abaixo povoaram a paisagem americana até meados do século passado, aconteceram mesmo após a derrota nazi-fascista na Europa. A luta contra linchamentos foi o primeiro capítulo da conquista por direitos civis dos negros americanos, o direito de não ser linchado era negado na prática para eles pela "civilização" americana.


RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço