22/11/2012 - Antonio Fernando Araujo  

É difícil tratar com ironias uma cerimônia do porte da posse de um presidente da mais alta instituição jurídica do país sem também levar em conta que nesse universo de eventos desconcertantes há pouco mais de dois anos nossa Família GAFE da Imprensa (Globo/Abril/Folha/Estadão) protagonizava sua desejada assunção de Marina Silva à presidência da república.

Não que Joaquim Barbosa tenha se tornado uma Marina Silva de toga e, muito menos pelo fato das iniciais do seu nome coincidirem com as de Jader Barbalho e que apenas isso nos autoriza a fazer de conta que a moeda de troca em qualquer dos casos tenha sido a mesma, justamente aquela que também foi utilizada para transformar Fernando Collor de Mello de um exótico "caçador de marajás" em Presidente da República e daí no maior patife que o Planalto Central, até então já vira florescer.

Apesar disso e se for esse o caso, pois nada nos impede, vamos então apostar que algumas capas de revistas e meia-dúzia de manchetes bem postadas no topo das suas páginas sejam as varinhas de condão que ainda conservam o mesmo fascínio que não só encantou aquele hóspede da "Cada da Dinda" e comprou o silêncio venal do senador do Pará quanto exaltou o moralismo desajeitado da ex-seringueira do Acre e agora se dispõe a borrifar a purpurina negra da toga sobre o verde-amarelo da faixa presidencial que o agora, tornado "caçador de corruptos" e nossa Família GAFE, tornada agora madrinha, já sonham exibir-se em janeiro de 2015, numa espécie de maquinação antecipada com ares de patriotismo de oportunidade.

Se assim for, a ironia que se pretende aqui não é nem de longe a advinda do fato dessa grande mídia empresarial já, há algum tempo, ter percebido o quanto sai barato produzir um herói a cada semana, mas a jubilosa constatação de que, ao menos nesse aspecto e talvez até de forma idêntica ainda que fortuita, não é assim que a grande massa costuma forjar seus verdadeiros heróis.

Por seus veículos, grande massa e grande mídia, tão perto de uma legítima e profunda identidade com a parcela maior da população brasileira se encontra a primeira quanto tão distante e desassociada dela se encastela a outra.

Embora saibamos que em qualquer dos casos seus custos possam ser similares, seus significados contudo, em muito ultrapassam o preço de uma bala disparada contra o peito de Getúlio, a vida de algumas centenas de jovens brasileiros dependurados e torturados em "paus-de-araras", de outros tantos exilados como o foi José Dirceu, ou simplesmente mortos na luta heróica contra o fascismo tupiniquim, não importando aqui se, em um rosário de ironias, nos for permitido incluir - e apenas como um símbolo -, a perda de um dedo mindinho da mão esquerda, nem que seja tão somente para que boa parte dos ideais daquela juventude não se perca assim de todo, vazada pelos ralos de uma democracia caricata que se instalou no país pós-ditadura civil-militar.

No entanto, de uma coisa estamos certos, por mais irônico que tudo possa parecer. Nesses cenários não há sarcasmo algum que se mantenha como tal. Será simplesmente insustentável que floresça a crença de que o barro que se utilizou para moldar a História heroica de toda uma geração tenha sido o mesmo empregado pelas caducas algumas e decadentes outras, Redações - ainda que conservem o glamour e as garras afiadas -, da nossa Imprensa GAFE quando ela se dispõe a produzir lendas e mais lendas, todas elas, desafortunadamente calcadas sobre seus tristes heróis de purpurina.

Exibições: 134

Anexos

Responder esta

Respostas a este tópico

COMO SE FORMA UMA DITADURA

     COMO SE FORMA UMA DITADURA
     Quem não conhece a historia do seu país sempre será obrigado a repeti-la.Essa frase eu sempre escuto do Eduardo Bueno o historiador, também conhecido como Peninha.Os intervalos golpistas no Brasil sempre se deram entre 20 e 25 anos.Isso mostra que são sempre premeditados e  direcionados sempre a uma nova geração. Ela sempre obedece a um ciclo de 25 anos ou um pouco mais.O objetivo dos golpistas é sempre preparar uma nova geração nesse intervalo de tempo.No Brasil esses paradigmas seguem uma regra sistemática de distribuição equitativa entre os poderes.Tivemos em 1930 uma ditadura de cunho populista com a ascensão de Getulio Vargas ao poder e esta se prolongou até o termino da segunda guerra mundial de 1945.A ditadura de Getulio foi de caráter populista e trouxe benefícios para o país principalmente para a classe trabalhadora.O estado Novo preparou o país para um futuro que nos colocaria em pé de igualdade  com outras nações, mas a Segunda Guerra Mundial nos levou a dependência da mais nova potencia mundial os EUA.
              Veio a volta da democracia. Esta já nasceu fragilizada pelas correntes reacionárias de direita,comandadas pelo Sr. Carlos Lacerda e setores das forças armadas.Tentaram a todo custo conter a volta de Getulio à presidência do Brasil. Embora fosse ortogado pelo voto popular.O Sr Carlos Lacerda lançou um manifesto no Jornal Tribuna da Imprensa, em 1º de junho de 1950 que dizia:
"O senhor Getúlio Vargas, senador, não deve ser candidato à Presidência. Candidato, não deve ser eleito. Eleito, não deve tomar posse. Empossado, devemos recorrer à revolução para impedi-lo de governar."
      Eleito Getulio, passa ele então a ter uma oposição feroz,até que o forçam a suicidar-se em 24 de agosto de 1954.Getulio cumpriu a sua promessa perante os seus inimigos:" Do Catete só saio morto". Estava então abertas as portas para um golpe de direita e para isso Lacerda contava com o apoio da Aeronaltica na chamada Republica do Galeão, que se tornara um estado paralelo ao governo de Getulio.Malgrado, ela volta com a tentativa de não empossar Juscelino. Novamente liderados por Lacerda e setores da aeronáutica em 1956,Esta (ditadura)volta a carga em 1964 no governo de Jango Goulart.Primeiro tentaram tirar os seus poderes como executivo.Quiseram impor o sistema parlamentarista,como não tiveram êxito através de um plebiscito popular vencido por uma esmagadora maioria pelo o presidencialismo.Então aproveitam-se da ascensão do comunismo e procuraram as asas da igreja católica nos seus setores mais conservadores.Armada a trama declararam um golpe de estado no dia 31 de março de 1964.E assim completara um ciclo de 20 anos.A ditadura militar dura 21 anos e em 1985, volta mais uma vez a frágil democracia, desta vez reforçada com os antigos lideres civis que apoiaram a ditadura. Os militares já desgastados em todos os setores e sem poderem mais controlar uma divida externa monstruosa de mais de 120 bilhões de dólares,resolvem  dar mais um golpe.Um golpe de alivio. A volta da democracia. E aí então entregam “embrulho” aos civis de maneira gradual. Para essa farsa conta com o apoio do amigo Roberto Marinho, herdeiro do sistema midiatico, cuja recompensa  foi a subida vertiginosa das Organizações Globo e a derrocada das concorrentes.A ele coube a "missão"  de criar um novo herdeiro confiavel.A batalha pelas as Diretas foi árdua. O candidato  dos militares era o Sr Paulo Maluf e do outro o Tancredo Neves, tendo como vice o Senhor Feudal do Maranhão.O José Sarney. Vencedor no colégio eleitoral, Tancredo não chega a assumir pois morre logo em seguida. E aí o Sarney herda a presidência de mão beijada.Terminando o seu mandato,então depois de mais de 25 anos o brasileiro vai finalmente eleger pelo o voto direto o seu presidente.E assim form passa-se mais  uma geração
             O sistema mediático temendo a eleição de um líder popular, no caso do Brizola,que era favorito em todas as pesquisas e inimigo numero 1 dos militares,que não o queriam ver subindo a rampa do Planalto.A partir daí a Globo parte para o processo de alienação dessa nova geração.Uma geração embalada na idolatria dos idolos de papel, He Man, Xuxa, Regina Duarte a "namoradinha do Brasil", as musicas melosas do Rei RC e etc.A Venus Platinada começa então a mexer seus pauzinhos.Com a aproximação das eleições diretas, ela e a revista de ultra direita a Veja, começam a forjar um ídolo de barro na figura de um dos seus herdeiros. O Fernando Collor de Melo, ex prefeito bionico de Maceió.Um filhote da ditadura.Inventam  nele o protótipo do justiceiro.O Caçador de Marajás, até hoje eu não de onde tiraram esse diabo de marajá.Da Índia foi que não foi.O imaginário golpista é muito fértil quando se trata de enganar analfabetos políticos.Essas deletérias forças apresentam: Tchan tchan tchan! Collor! O Brad Pitty tupiniquim da época.Garoto bonito (pra suas macacas de auditório)e justiceiro.Esse é o cara!Ele não tinha eleitores.Tinha fã clube. Garotas e marmanjos de todas as idades o idolatravam.O ator falastrão funda o Partido da Reconstrução Nacional e ganha a eleição, e aí então cometeu um erro fatal.A criatura volta-se contra o criador e isso levou a sua queda.O sistema midiático distribuiu tinta e borrou a cara de uma juventude despolitizada e burra que aceitou esse engodo e passa a  ser o fiel da balança dessa guerra de quadrilha.Destronaram o mocinho.A farsa acabou assim como começara.
             Começa uma nova fase de lavagem cerebral.Surge então outra figura.Um novo “messias” as avessas o “anti cristo” da política brasileira.Fernando Henrique Cardoso.O grande sociólogo empreendedor. O seu governo é marcado pela entrega criminosa das nossas riquezas e para isso conta com o seu macabro parceiro O José Serra.Apoiado pelas Organizações Globo e a Veja essa dupla vende o território brasileiro a CVRD já privatizada por uma quantia tão vil que tenho vergonha de apresentá-la nesse texto.As nossas riquezas não tem preço, porque são incalculáveis, já dizia o saudoso Celso Brant.Assim fizeram com outras estatais estratégicas para a segurança nacional.Não bastasse já planejavam vender a Petrobrás.O Serra foi o autor de uma proposta indecente, vil e anti patriótica, queria trocar o nome desta para Petrobrax.Sugestivo não?E até hoje não se sabe para onde foi o dinheiros dessas ignominiosas  privatizações.Esse escândalos nunca foram apurados, até hoje e essa CPI nunca saiu.Nessa época o STF dormia em “berços estendidos”,como ainda dorme quando as coisas não são do seu agrado.O mais corrupto da historia do Brasil continua solto juntamente com o seu fiel escudeiro o Serra.(Leiam:A Privataria Tucana)
             Então para o desapontamento geral das elites,o Lula ganha depois de quatro tentativas e assume a presidência da republica.INCONCEBIVEL! Grita a turba raivosa.Um metalúrgico! Um empregadinho de fabrica presidente?Não pode!Isso é contra a nobreza.Levantai Barões!Condes!Marqueses! Senhores de engenho! Coronéis da velha republica e do voto do cacete!Empresários!Generais saudosistas!PIG (Partido da Imprensa Golpista)! Isso é uma blasfêmia!Um torneirozinho mecânico mandar no que é nosso? Não pode!
              Daí começam as perseguições. As vésperas de todas eleições eles se apresentam com escândalos pré fabricados.E tome “banho” de urna do PT.Lula é reeleito e indica Dilma uma ex combatente da ditadura que foi barbaramente torturada nos quartéis do Dops.Essa foi a gota d’água. - Temos que fazer alguma coisa diz o PIG desesperado.Precisamos de um outro herói!Bradam! Enfim já temos uma nova geração para enganar: E de onde vamos tirar esse novo “herói”? Temos que bajular a suprema corte.Vamos ressuscitá-la! Ela anda desacreditada há décadas.A antiga Casa de Suplicação do Brasil, esse era nome dado na regência de Dom João VI. A partir da Constituição de 1824, D. Pedro I muda e ele passa a se chamar pelo nome de STJ*. no tempo do Imperio.A partir da Republica recebe o nome de STF. E assim essa casa foi “Abençoando” o arbítrio.Foi ela quem extraditou e mandou para a morte em um campo de concentração na Alemanha nazista Olga Benário a Mulher de Luis Carlos Prestes,cuja crime foi ser Judia.Foi essa mesma casa que cruzou os braços e aderiu a ditadura militar de 1964 e que até hoje só faz trapalhadas.Agora aparece com mais uma farsa jurídica ao condenar pessoas sem provas concretas e sem considerar a presunção de inocência dos réus.Quem esteve em julgamento não foi nada de réu de mensalão. Foi um partido político O Partido dos Trabalhadores.O Dirceu foi mais uma vez vitima do arbítrio e torna-se pela segunda vez um preso político.DIGO PRESO POLITICO. O primeiro dessa nova ditadura.O que vimos foi uma tribunal digno da época da Inquisição.Voltamos a Idade das Trevas.O que mais espanta é ouvir um procurador da republica dizer que para se condenar não precisa de provas,basta uma delação, assim como fez o deputado Roberto Jeferson, um inimigo declarado de José Dirceu.Se algum desses réus apelar para um tribunal de direitos humanos internacional ganha em primeira instancia.
           Ora! não era assim na Inquisição?O vizinho denunciava ao padre,o padre ambicioso denunciava ao bispo e daí o condenado queimava na fogueira e seus bens eram rateados.Assim também faziam os Puritanos na Caça as Bruxas na Nova Inglaterra (EUA). O espolio nesse caso é a queda do PT.
            E quem vai assumir esse papel de justiceiro? Aí foram buscar um Ministro conhecido por seus modos deselegantes para com seus colegas.O Sr Joaquim Barbosa.A sua entrada no Supremo gerou preocupação,  a única representante feminina,a Ministra Ellen Grace, que questiona ao Ministro Roberto Velloso dizendo: - Agora mandam para cá um espancador de mulher?Ele tempos atrás agrediu a esposa e esta fez um BO denunciando-o a agressão em uma delegacia de Brasília.Dentro do tribunal começa a colecionar desafetos, entre eles o Ministro Eros Graus, por causa de habeas corpus.Graus escapou por pouco de ser agredido, graças a intervenção de colegas.
            Esse julgamento foi marcado pelo Populismo escancarado no qual ele procurou aparecer de todas as maneiras possíveis.Portou-se como um verdadeiro tirano de aldeia, impondo os seus colegas a votarem de acordo com as suas convicções.Dosimetria de penas no mais alto possível.Tornou-se um espetáculo para o sistema midiático sobre a batuta das Organizações Globo e a ultra direitista revista Veja.Até teste de popularidade nas ruas ele fez.Agora é o cara da moda.A sua megalomania chega ao auge de mandar fazer quase dois mil convites para a sua posse.Vai ser uma festa de arromba regada a Rock, MPB e canapés e bebidas a granel.Fato inédito na historia do STF.Não me lembro de tanta pompa na eleição de um ministro do supremo,o que aliás todos os que passaram pela a presidência, por tradição tiveram cerimônias simples.Não fica bem essas demonstrações de poder exacerbados.Não é de bom tom para o judiciário.Daí dar-se vazão para especulações de golpe de estado.Onde há fumaça há fogo.
             Toda essa armação(julgamento),fatalmente chegará ao ex presidente Lula.Por certo cassarão os seus direitos políticos. O direito do próprio povo brasileiro que o tem como o maior líder que esse país já teve em sua historia.O Lula é o inimigo numero 1 das elites carcomidas desse país.E qual foi o seu crime?Transformar um país humilhado repleto de miseráveis a sexta potencia econômica do planeta e tirar 30 milhões de brasileiros da miséria total.Um analfabeto como eles dizem,que espalhou dezenas de campus universitários e centenas de polos de ciências nesse país e implantou dezenas de escolas técnicas profissionalizantes, um sistema de cotas para negros,índios,pobres e deficientes físicos, o que hoje é ferozmente combatido pelo DEM,PSDB,PPS  e seus asseclas.Infelizmente ainda tem pessoas que pertencem a essas minorias que votam nesses políticos, como nos casos de Aracaju e Salvador.
              As classes sociais mais humildes da população melhoram o padrão de vida no seu governo.O Plano Real do FHC que só existia no papel, recebe uma correção total.A prova de tudo era que o salário mínimo era de apenas 70 dólares no seu governo, e no de Lula, ele começa a ser mais elevado e hoje no governo da Dilma já chega a casa dos 300.Conquistas populares são adquiridas para o ódio da classe conservadora,preconceituosa e racista brasileira.Esse é o grande pecado do Partido dos Trabalhadores.
                A historia política brasileira prova que um golpe de estado não é arquitetado de noite para o dia.é planejado cientificamente até atingir uma nova geração, habilmente preparada e direcionada para assuntos aleatórios e totalmente despolitizada.
         E assim a historia se repete.       Uma Geração tem um ciclo de 25 anos
* O novo STJ foi criado em 1988, com a nova Constituiução Federal
                   blog figueiroa

boa sintese , wellington

Supimpa resenha, caro jose wellington figueiroa melo reforçamos as trincheiras, precisamos. 

RSS

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço