Aniversário de Cafú....Aquela que tem Buda no Coração e sem papas na Lingua!!!!


Exibições: 2675

Responder esta

Respostas a este tópico

Soube na hora do almoço que uma das minhas sobrinhas que latem morreu. A mais doce e linda cachorrinha do mundo. Estou arrasada. Imaginem minha irmã que está viajando e não pôde antecipar o retorno. 

Este Ano do Coelho -para mim e  para um monte de gente que conheço- está sendo dose pra leão. Totalmente diferente das pacíficas e benfazejas previsões para 2011. Quando ele acabar eu vou soltar foguetes, dar pinotes, várias cambalhotas  e mandá-lo com prazer para a lata de lixo do esquecimento.

 

CAFU,

 

Então, para o epitáfio de

sua sobrinha, estes versos

de meu cão BENE, ou

Vito Benevites Andolini Corleone,

feitos pra uma cadela,

sua namorada,

que morreu atropelada.

Inspirado em Camões:

 

Se lá no canil celeste onde estás

lembrança dos amores se permite,

saibas que por ti sofro meus ais,

pois desde que partiste sou tão triste.

Cafu,

  Sinto pela sobrinha. Acho que meu ano deve ser coelho porque já caíram vários elefantes em minha cabeça.Mas sobreviveremos.

     Segue a música dos santos gêmeos. Talvez alivie um pouco e traga muito boas energias.

         Bjos

 

CAFU,

 

Pela sua sobrinha,

esta quadra do mineiro

BELMIRO BRAGA, de

Juiz de Fora.

 

"Pelas estradas da vida subi morros,

desci ladeiras e, afinal, te digo:

se entre amigos encontrei cachorros,

entre cachorros encontrei-te, amigo."

ô, cafu, isto é triste demais.

mas, veja esta. acabo de receber do meu mano. acho que ele errou a destinatária!

 

(nos comentários, alguém diz, melhor que a lady gaga, sabe quando parar...)

 

ô Cafú,

que pena!

nunca pude esquecer da minha primeira cachorrinha...

é muito triste mesmo, a perda de um bichinho  querido..

 

Marco, Ivone, Luzete e Stella,

Obrigada pelas palavras de carinho e solidariedade. Quem gosta de animais sabe que eles se tornam autênticos membros da família. Um afeto é um afeto é um afeto é um afeto.

Beijos para todos.

cafu,

você não desaparece, não, viu?

tô preparando uma surpresa procê, prá nós. quer dizer, prá vocês... deixa só dar um tempinho que mostrarei a arte culinária, ao pé da letra!

me aguardem, pois!

 

Lembrando um cadinho os bichinhos.. vou tentar falar( escrever pouco) pra gente não ficar melancolica..

quando meus filhos eram pequenos..lá pelos idos de num sei quando...

tevemos uma onda de criar bichos em casa.. galinha, patos, coelhos, gatos( tanto os que eles pegavam na rua, quanto os que iam nascendo,cachorros( 2) e sei lá mais o que..

eu permitia tudo.. só não passarimm( coitadinhos na gaiola.. não posso nem vê..)

pois bem.. a bicharrada era praticamente solta e moravamos aqui mesmo, dito bairro quasenobre..

certa vez foi umas galinhas que fugiram no amanhecer do dia.. então, lá pelas 5 da manhã.. tava eu com milho nas mãos..em plena rua.. catando galinhas..Oh! Céus!!! E o pior ,os filhos de vez enquanto iam no quintal.. pra contar as galinhas, toda vez que eu cozinhava uma..( eu era uma madrasta de galinha..e o choro deles!!)

bom.. mas esta aqui ( creio ) que é a melhor..

tinha um gato, que só aparecia pra comer.. então fora batizado de "hospede" pois era de regra todos os bichos terem seus nomes..

desde o ceará( pois era preto e branco) até o bolinha( tinha uma hernia, e tinha sido encontrado na rua)

o presuntim.. pois adorava  presunto,a madona..que paria muito( ??)e muitas vezes eu tinha que presenciar os partos.. e não me aborrecer..quando lençois meus, eram rasgados, pra servir de cama.. pra cachorrinho, toalha de coelho, e quando tive que rezar pra São Francisco, curar o coelho..cujo nome era Xico .

Bom! estava no trabalho.. quando fui atender o telefone..minha filha aos prantos.

__ mamãe.. a senhora num sabe o que aconteceu!!!

__ O  que minina! fale logo!

__O..O.. foi atropelado...( soluços..)

___ QUEM!!

Silêncio na sala, os colegas me olhando, eu amarela..

__ O hospede! ele veio comer, saiu tão depressa, foi atropelado!

__ Vem cá , mãe,  vem ajudar a gente..

mãos nos queixos, na cabeça, na mesa.. Alivio no Juízo( se é que eu tinha.. 4 filhos, separada, e uma bicharrada enormeeeeeee)

resperei..e falei..

__Vão fazendo o velório.. que quando eu  chegar a gente faz o enterro.

E assim, foi feito..

E assim, fico abestalhada, cada vez que conto estes momentos com esta minha turminha.

me emocionei..ahahahahaha

 

Hora de descanso na casa da Stella. :)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Então... era disto que eu falava: a arte culinária ao pé da letra. e vcs sabiam que cada detalhe desta delícia (o clássico pão de mel) são feitos à mão, sobre o próprio biscoito. eu fico impressionada pela delicadeza desta arte que será devorada em tão poucos minutos...

Estou sem pique para festa, mas esses pães-de-mel estão muito lindos e irresistíveis. Trouxe um cafezinho para acompanhar.
Gracias e beijos.

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço