Portal Luis Nassif

Flavio Lyra.

Os alicerces da direita brasileira são profundos e foram constituídos ao longo de uma história repleta de utilização do poder para construir e manter instituições e privilégios em favor de minorias que concentram a propriedade em suas mãos.

Não cabe subestimar, pois, a possibilidade de o país ser dirigido por aventureiros, incapazes, oportunistas e aproveitadores, como aconteceu nos últimos dois anos, e dá sinais de que é a tônica do momento atual, com a máfia da família Bolsonaro ocupando o lugar deixado pela máfia de Temer.

Para a direita brasileira, que controla a atividade econômica, o descalabro da administração pública pode até mesmo ser um fator de facilitação dos negócios escusos, das negociatas e da submissão do povo a condições terríveis de exploração pelos grupos capitalistas nacionais e internacionais.

Isto, por certo, não favorece o fortalecimento do país, nem seu processo de afirmação internacional, mas do ponto de vista dos interesses corporativos ajuda muito na concentração do poder econômico em poucas mãos.

A classe dominante aceita, assim, sem maiores preocupações pagar o preço da convivência com dirigentes corruptos e sem qualificações para comandar o país.

O que a elite empresarial deseja é reduzir a carga tributária, os encargos com a força de trabalho e a liberdade para valorizar seus patrimônios através de lucros e juros extorsivos, sem maiores preocupações com as questões sociais e o quadro mais geral da atividade econômica.

As denúncias surgidas, de forma tão prematura, de nítidos atos de corrupção por parte da família Bolsonaro, apenas vão se adicionar às ações deletérias do governo Temer no mesmo campo. A mobilização da burocracia estatal e dos movimentos de direita para abafar o escândalo já se acha em plena ação com atuação do Juiz do Juiz Fux do STF, do Ministro da Justiça, Sérgio Moro e dos novos dirigentes instalados no poder. Todos buscam minimizar os atos de corrupção condenáveis.

A esquerda precisa se conscientizar de que não será por geração espontânea que a situação vai mudar. É preciso agir, conscientizando e organizando o povo para fazer face à ação dessa direita nefasta que controla a atividade econômica do país e se apresenta ao povo nos meios de comunicação, através dos jornais diários, dos Datenas, dos Hulks e assemelhados.

Brasília, 21 de janeiro de 2018.

Exibições: 18

Responder esta

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço