Bloco Lira da Vila alegra a cidade, mas é taxado por Kassab

 

 

 

Os blocos de São Paulo estão voltando, e o Lira da Vila está aí, há dois anos, na Vila Buarque. Ponto de reunião, Bar do Raí, esquina da General Jardim com Dr .Vila Nova, na Vila Buarque. Uma vez por mês, o Lira promove, no buteco, uma apresentação de música popular. Até Paulo Vanzolini já esteve por lá.

O Lira sai dessa esquina, sobe a rua Dr. Vila Nova, onde está o Sesc Anchieta, dobra à direita, na histórica rua Maria Antonia, onde havia a Faculdade de Filsofia da USP e o Bar do Zé, volta pela Major Sertório.
À frente vão os músicos: trombone, clarineta, sanfona(!), cavaquinho, e o pessoal da bateria. O carrinho de som é empurrado pelos amigos.
Marchinhas o tempo todo, e inclusive a homenagem ao centenário de Noel Rosa, com As Pastorinhas.
Crianças, menina com seu caõzinho, mulher na perna de pau, avôs, avós, pais, mães, bonecões, gente de todos os sexos , estandartes de blocos amigos, gente de outros estados, de todas as idades.
Gente sinceramente alegre em Sampa.
É quando reconhecemos nossa cidade, vida comunitária.
Marcha, suor e cerveja.
Mas,
janelas dos prédios , a maioria fechadas, todos fora da cidade. As poucas acesas, um ou outro se interessava em espiar.
São Paulo é esquisita, diz alguém, se tem um acidente ou tiroteio, todo mundo sai pra ver. Já a alegria... estamos desacostumados. Achamos estranho, como a senhora que saía do supermercado e fez uma cara horrível ao se deparar com o Lira.
Mas , nem todos. Nos ônibus, passageiros e motoristas saudavam o bloco.
Transeuntes paravam para olhar.
E seguiu o Lira, na sexta e no sábado, das 19 às 21 horas. Depois, todos para outro bar, que ninguém é de ferro, até o dia raiar.
Só uma coisa atrapalhou a alegria: o bloco, que não tem fins lucrativos, nem sócios pagantes, teve de desembolsar R$ 1.500,00 para pagar a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), orientando o trânsito. E olhem que por DUAS HORAS APENAS.
Mas como pagar? Eu perguntei. Diz que há uma lei da prefeitura, para todos os blocos.
Eu até agora entendia que a orientação do trânsito é um serviço público, que está contemplado nos altos impostos que nós, paulistanos, pagamos, inclusive para ter em troca enchentes sem solução, falta de água, falta de luz, etc.
Agora, Kassb inaugura a Taxa- Bloco. As comunidades se esforçam por resgatar os nossos velhos carnavais de rua, e o que faz o alcaide? Taxa.
Isso não tem nem como se comentar, para não empanar o brilho de tão lindo bloco. São Paulo nao merece os governantes que tem, e espera-se, reza-se, faz-se qualquer coisa para que não os reeleja.
 
PS. O Lira é do Portal
 

 

 

 

 

 

 

 

 

Exibições: 245

Responder esta

Respostas a este tópico

Ah, essa ponte, Serjão.É belissima, imagem de fundo dos jornais da globo, que fica perto. Mas só serve pra automoveis, coletivos não podem passar:uma solução bem da cabeça dos tipos que nos governam, na contramão do mundo inteiro, que prega a substituição do individualismo dos carros pelos veículos de transporte coletivo.
Enquanto isso o rio Pinheiros, também ali, continua correndo negro e insuportavelmente malcheiroso: globo e multis, às suas margens, o metro quadrado mais caro de Sampa, estão se lixando.
Corretissima descrição da cabeça desses tipos, Zezita. Bem lembrado esse passeio ciclistico, mas como é de diniz e da vênus , nem devem cobrar nada, certamente, porque tem retorno$$$$$.
Que delícia! Longa vida para o Lira! Que ele espalhe muitas sementes de alegria e diversão por outros bairros. No Rio os blocos carnavalescos estão voltando com tudo, resgatando a brasileiríssima tradição de carnaval de rua. Poucos anos atrás participei de um ensaio da Vai Vai pelas ruas do Bexiga. Foi bom demais.
Essa Taxa-Bloco é ridicula. E ainda tem a cara-de-pau de propagandear por aí a história da Martaxa. Eita turma que não toma jeito. Quando os paulistanos vão abrir os olhos?
Beijos.
Cafu.
Ah Cafu, paulistano não abre o olho não, já tõ descrente, mas quem sabe os astros lembram da pobre cidade aqui na próxima eleição, e os deuses e os orixás.Tenho vontade de ir pro Rio conhecer os blocos, ainda nao deu, adoro isso.
Beijão
Beth tomara que o paulistano ponha juizo na cabeça e o próximo prefeito não cometa estas barbaridades. Vida longa ao Lira.
beijos
Tomara, cherie Marise, tomara, bjs
Beth,

Seria ótimo se no Carnaval de São Paulo, cada vez mais pessoas se desvinculassem do Carnaval oficial.
E tomassem as ruas com sua alegria sem regulamentos e competições.
Se bem que, a seguir alguma cervejaria ou que tal, trataria de assumir o patrocínio, é não?
Vida longa à Lira da Vila!

Abraços
Oi Luiza, precisa aparecer por lá e conhecer, quanto tiver apresentação de músico , que é uma vez por mês, vou avisar aqui. É, certamente, tem esse risco. Mas o Lira já tem dois anos, e nada se passou até agora, a não ser a multa kassabiana.kkk
Sabe que no Bexiga tem os Esfarrapados? Olha só o que meu amigo Jesus Carlos fotografou, ligado à Vai Vai, o bloco existe desde a década de 1940. Bem esfarrapados mesmo,kkkkkkk.Lindo Bexiga, gente nas janelas.

Pois é, Beth

Kassab multou porque são poucos os blocos para uma cidade das dimensões de São Paulo... para enquadrar mesmo...
Que proliferem... aí quero ver...rs...

Abs

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço