Com má gestão, DEM e PSDB faliram SP:Próximo prefeito de São Paulo terá dívida de R$ 72 bilhões

O próximo prefeito de São Paulo deve assumir o cargo em 2013 com uma dívida de R$ 72,8 bilhões -quase duas vezes o Orçamento anual- e uma receita crescendo menos do que cresceu durante a gestão de Gilberto Kassab (PSD). Também herdará um bom número de obras iniciadas pelo atual prefeito, mas que não serão concluídas, apesar de algumas serem compromissos da Agenda 2012, o plano de metas deste mandato. As previsões estão na proposta de LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) para 2013 enviada na sexta-feira passada por Kassab à Câmara. O documento servirá de base para o Orçamento de 2013. A receita chegará a R$ 38,9 bilhões em 2013, um aumento de 8,7% em relação à prevista para este ano. O crescimento fica muito abaixo da média de 13,5% na expansão da arrecadação verificada entre 2006 (quando Kassab assumiu a prefeitura) e 2011. Pior: a projeção da LDO aponta que o aumento da receita será ainda menor em 2014 (6,4%) e 2015 (6,7%). A questão, diz a prefeitura, é macroeconômica: as previsões de mais inflação, queda do consumo, redução da produção industrial e expansão menor da economia afetam a estimativa de receita. "O que se vislumbra no momento é um cenário frágil, exigindo da administração ainda mais prudência na gestão fiscal, financeira e patrimonial da prefeitura", afirma o prefeito no texto da LDO. Kassab se beneficiou do bom desempenho da economia em parte do governo Lula, como em 2010, quando a arrecadação municipal teve o aumento recorde de 20,6%. Sobre a dívida, a gestão tenta acordo com o governo federal para mudar o indexador -o IGP-DI, mais alto que outros índices- e reduzir a taxa de juros, de 9% ao ano. Quando Kassab assumiu, a dívida era de R$ 33,3 bilhões. Apesar do montante atual, com ele a dívida cresceu menos que a receita: enquanto a primeira aumentou 118%, a segunda evoluiu 158%. A Folha tentou ouvir o secretário de Planejamento, Rubens Chammas, mas ele não concedeu entrevista. HERANÇA A LDO também confirma a previsão de que parte das obras iniciadas por Kassab será concluída pelo sucessor. Entre elas estão obras de drenagem (como piscinões) e três novos hospitais. Também constam da lista intervenções viárias de grande porte, como o anel de Guarapiranga, o prolongamento da Radial Leste e a duplicação da estrada do M' Boi Mirim. Na Folha

http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2012/04/com-ma-gest...

Exibições: 141

Responder esta

Respostas a este tópico

Ou seja, Dirce, se o Haddad ganhar pegará um abacaxi? Vai ser difícil fazer bom governo nessas circunstâncias... 

Ana
Pode saber que vai mais de 20 anos se tudo correr bem para colocar São paulo em ordem,O mesmo tempo que desmantelaram.

Pois é. 

O PT tem pago caro pela corrupção do PSDB em São Paulo e no entanto não procura fazer uma varredura no governo paulista durante o período em que este esteve nas mãos do partido opositor. Às vezes penso que o PT merece as torturas da oposição como nos mostrou a campanha do José Serra em 2010 cujos absurdos cometidos pelo PSDB, nada foi apurado tampouco punido e nunca será e eu até pagaria para ver o que o PSDB faria se fizesse o presidente da República nas próximas eleições, mas isso não irá acontecer jamais pelo menos nesses 20 anos durante e depois do governo Dilma.

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço