Portal Luis Nassif

O preconceito é uma chaga da humanidade, algo que nos chama a atenção diariamente; é preciso combater esse mal insistentemente e de todas as formas possíveis. Os casos como o da estudante de direito Mayara Petruso contra os nordestinos, do arrogante jornalista da afiliada da Globo de Santa Catarina, Mario Prates (clique AQUI para vê o vídeo), dentre vários outros, precisam ser rechaçados. Mas um dos casos que assombra cada vez mais é a homofobia, como aconteceu a agressão a alguns jovens em São Paulo e que o SBT, através do seu jornalismo, desmascarou o argumento do advogado dos agressores: a agressão foi gratuita e pensada, tipicamente um caso de homofobia. Como se não bastasse, há várias demonstrações no Twitter de homofobia: há um que já tem mais de 16 mil seguidores, já beira 17 mil, o perfil @HomofobiaSim. É preciso urgentemente que se tomem as providencias cabíveis, pois, é inadmissível esse tipo de comportamento. Pergunta-se: por quê até agora as autoridades não fizeram nada? O que devemos fazer então? Isso é uma afronta a democracia e a toda forma de liberdade. Assim como os agressores dos jovens em São Paulo, é preciso punição e evitar esse tipo de aberração. Não podemos ficar simplesmente esperando que algo aconteça, como um milagre que venha do céu.Conclamo a todos para lutarmos contra essa onda sórdida fundamentada nos ideais nazistas e fascistas.

Exibições: 171

Responder esta

Respostas a este tópico

"Contra toda forma de preconceito", tudo bem:

Preconceito com anões


Exibido no Repórter Rio em 16/11/2010
Toda forma de preconceito nasce da não compreensão do diferente, o que leva a uma aversão, nos casos mais extremos. Isso não é de agora, vem da própria natureza animal, é inerente à condição das convivências em grupo. Adotamos por um atavismo próprio da nossa espécie, vem do berço. O bullyng, tão em moda a sua discussão atualmente, é uma matriz para isso. As guerras motivadas por contestações étnicas ou religiosas são a exacerbação de tudo isso.
Ou seja, queiramos ou não, esse comportamento é mais comum em nossa sociedade do que imaginamos.

A solução para incentivarmos a coexistência? Educação. Conhecimento. Manter as normas e princípios sociais, de assimilação de valores contrários aos nossos.

RSS

Publicidade

© 2018   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço