Contra truculências haveria argumentos, se de algo servissem II - Tô contigo Sergião

Metendo de leve a colher rasa nesta questão que pode voltar a causar celeumas vazias e denúncias vazias. Parece que tudo se estabelece entre ser Lula ou não-Lula, PT ou qualquer outro partido que exorcize o demônio, e aí vale o que pesa, mesmo que se explicite insistentemente não se tratar disso a questão, que há mais nuances no mosaico que o chapisco e o chapado.

Nenhum problema, wue seja, desde que os debates tratem de idéias, programas, projetos e metas.

Não estou petista e vejo 3 vertentes por onde questionar o governo PT e 5 linhas por onde questionar o projeto popular-democrático empenhado em administrar/recolocar um programa de transformação estrutural.

Isto interessaria à direita monopolista aliada à especulação internacional ou à social-democracia aliada à direita privatista e pródiga em propinas e cargos?

Por que não debater? Ou o intuito é simplesmente cagar no meio da rua?

Recebemos diariamente mensagens com o teor do abaixo reproduzido. Bastante próximo-similar à mensagem postada que provocou reações iradas de variados calibres de agressividade. Mas a mensagem não era agressiva? Alinhar o povo como um aglomerado de vagabundos, ignorantes, oportunistas e desonestos, em detrimento de uma casta decente, ilustrada e asseada (na qual, evidentemente o autor da mensagem e o colador da mesma se colocam, como desde sempre e segundo critérios subjetivos, impossíveis de comprovação concreta).

Quem manda (ou posta, ou aplaude) mensagens desse tipo se alinha automaticamente ao lado da “virtude”, dos poucos eleitos, seres em extinção, como os virtuosos que saíram na nefanda Marcha Pela Família e os virtuosos que amordaçaram, cercearam e torturaram jovens, artistas, estudantes, militantes, trabalhadores e intelectuais em nome de uma suposta moralização e didatismo cívico.

O nome da rosa? Hipocrisia.

O motivo? Ressentimento.

O escamoteado? Medo das mudanças, preconceito racial, de classe e cultural.

Se alguns retrucam, mesmo com certa virulência, é motivo de correr a reclamar de má-educação, agressividade, impropriedade?

Acho qté que foi pouco. Quem tem peito de fazer piada macabra, que segure a onda e responda à altura. Não se lamuria, nem se vitimiza. As vítimas reais, são vocês que produzem com sua hipocrisia classe média imbecilizada, e pior, deslustrada. Não sabem nem sequer articular o idioma que tiveram o privilégio de aprender em situação privilegiada, inimaginavel à maior parte da população brasileira; e que, no entanto, sabe pensar e se articular com qualidade infinitamente melhor que vocês.

“Apreciem” o que vira por aí. Tem como levar a sério gente assim, Sergião? Não são sérios. Puxam a palavra democracia como quem puxa um tacape. Nem fazem idéia do que significa a expressão. Mas louvo a sua disposição heróica. No pasarán, ainda.

Apreciem a qualidade do texto, o "humor" reciclado,, as "ideias" postas.
Confrontem com o texto apócrifo. Cabocla entregou a jogada. Jabor é reaça, mas não é imbecil pra escrever aquele lixo.
(Notem a "cutucadinha" ressentida: "kkkkk... Vocês votaram"). Haja Freud...


kkkkkk,e vcs votaram,kkkkkkkkk

LULA E CONFÚCIO:

Lula morreu e foi para o Céu... ((ESSA JÁ VALEU A PIADA !!!!)
Chegando lá, após breve entrevista, São Pedro recomendou que
ele ficasse quinze dias na ala dos filósofos, para aprimorar sua
cultura, já que tratava-se de um ex-presidente.
No dia seguinte, preocupado com a decisão que tinha tomado,
São Pedro foi até a ala dos filósofos e pela fresta da janela
surpreendeu Confúcio conversando com Lula.
O velho sábio estava com uma péssima aparência, mais amarelo
que nunca e, profundamente irritado, dedo em riste, gritava com Lula.
- Olha Lula, é a última vez que repito:
- Platão não é aumentativo de prato..- Epístola não é a mulher do apóstolo; - Eucaristia não é o aumento do custo de vida;
- Encíclica não é bicicleta de uma roda só;
- Quem tem parte com o diabo não é diabético;
- Quem trabalha na Nasa não é nazista;

- Annus Domini nada tem a ver com o cu do Papa;
- E meu nome é Confúcio ...
Companhêro Pafúncio é a puta que te pariu....

Exibições: 195

Responder esta

Respostas a este tópico

Zezinha, minha santa, desculpa chegar assim, tão imediatamente após você, mas é que estou comovida e lembrei destes versos de um poeta português muito do idignado, para não dizer mesmo, puto da vida. não é grande coisa, mas, vale pela indignação...

É de Alberto Pimenta e diz assim:

Filho da puta

I
O pequeno filho-da-puta
é sempre
um pequeno filho-da-puta;
mas não há filho-da-puta,
por pequeno que seja,
que não tenha
a sua própria
grandeza,
diz o pequeno filho-da-puta.


no entanto, há
filhos-da-puta que nascem
grandesefilhos-da-puta
que nascem pequenos,
diz o pequeno filho-da-puta.
de resto,
os filhos-da-puta
não se medem aos
palmos,diz ainda
o pequeno filho-da-puta.


o pequeno
filho-da-puta
tem uma pequena
visão das coisas
e mostra em
tudo quanto faz
e diz
que é mesmo
o pequeno
filho-da-puta.

o resto está aqui:
http://poesiaparaninguem.blogspot.com/2006/06/alberto-pimenta-filho...

RSS

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço