ESPANHA QUER QUE DESEMPREGADOS DE LÁ VENHAM TIRAR EMPREGOS DOS BRASILEIROS

BRASIL 247

Beija-mão real escondeu propostas indecentes


ALÉM DA SUGESTÃO PARA QUE O BANCO DO BRASIL COMPRASSE 10% DO SANTANDER, AJUDANDO A CAPITALIZAR A INSTITUIÇÃO QUE SOFRE PERDAS COM O MERCADO IMOBILIÁRIO NA ESPANHA, A TELEFÔNICA QUER COMBATER O DESEMPREGO EM SEU PAÍS DE ORIGEM TRANSFERINDO TRABALHADORES PARA CÁ; DILMA NÃO DEVE TOPAR

 

07 de Junho de 2012 às 09:44

247 – Quando um rei se curva e vem ao Brasil de pires na mão, como foi o caso de Juan Carlos, nesta semana, convém desconfiar. A Espanha, como se sabe, vive uma das maiores crises de sua história. O desemprego supera 20%, os bancos necessitam de 90 bilhões de euros e o Banco Central Europeu tenta convencer o país a receber ajuda financeira.

Foi nesse contexto que Juan Carlos foi recebido por Dilma Rousseff, rodeado por uma comitiva de empresários. E as propostas apresentadas foram, quase todas, indecentes. O Santander, como se sabe, quer vender 10% de suas ações ao Banco do Brasil (leia aqui). Assim, o Tesouro Nacional brasileiro se tornaria sócio minoritário do banqueiro Emílio Botín, que se curvou diante de Dilma como um soberano diante de uma rainha. Ao que tudo indica, o governo brasileiro vetou a proposta.

Mais indecente foi o pedido apresentado pelo presidente do grupo Telefônica, Cesar Alierta, que também fazia parte da comitiva do rei Juan Carlos. Controlador da operadora espanhola, que também assumiu o comando da Vivo, Alierta pediu a Dilma para facilitar a concessão de vistos a trabalhadores espanhóis. Como a Telefônica pretende cortar 6 mil empregos na Espanha, uma das soluções, para evitar um impacto muito negativo em seu país de origem, seria transferir essas pessoas para cá, substituindo funcionários brasileiros.

Segundo informa a jornalista Karla Mendes, que escreveu, de Madri, para o Estado de S. Paulo, a Telefônica pretende aproveitar a disposição do governo brasileiro para flexibilizar vistos para estrangeiros “nos casos em que não houver mão de obra com a referida qualificação no Brasil”. Mas será mesmo que há algo que os espanhóis saibam fazer que não se encontre no Brasil?

Exibições: 265

Responder esta

Respostas a este tópico

Perfeito Rogério, acolher sim, em primeiro plano atendendo nossas necessidades mas com muito respeito aos donos da casa.

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço