PADARIA DO SORIPES EM FESTA!!! ANIVERSÁRIO!!!!!!! E VIVA O FLUMINENSE!!!!

 

Sinto que, muito provavelmente ficarei muito tempo sem abrir um tópico aqui no portal. Mas este eu não podia deixar de abrir porque é um presente, um presente pra uma pessoa muito especial que sempre está por aqui: Eurípedes Ribeiro, o qual, carinhosamente,  chamamos de Sôripes.

Antes de inaugurarmos o espaço, permitam-me uma breve retrospectiva. Eu cheguei por aqui exatamente no dia 21 de setembro de 2009, trazida pelas mãos do acaso.  Lembro-me bem porque era início da primavera, a minha estação predileta. Caí de pára quedas, nem entendi como funcionava e onde estava. Meu primeiro post foi lamentando profundamente a indicação de Lula pela  última indicação que fez para o STF. Silêncio sepulcral.

Aí a Helô, que à época era assídua por aqui abriu um tópico sobre Drummond. Mineiro, poeta,  pensei: vou colocar o melhor que tenho dele aqui: um áudio dele falando sobre quando descobriu que, na simplicidade de sua vida, era mais feliz que  Robison Crusoé. Uma  tal de Luzete, que fala pouco que só vendo,  me respondeu, foi a primeira pessoa que falou comigo aqui. A Helô nem ligou pra mim.... pensei que ela devia ser  inacessível....  como estava enganada....que criatura mais  simples e afetiva é esta Helô! O segundo foi o  Hermê , com seus binóculos. Eu doida pra puxar assunto com um monte de gente, mas receosa: gente tem medo de gente. Ainda por cima sou tímida. Ninguém acredita, mas quem já me conheceu pessoalmente já viu que isto é verdade. Falei das três primeiras pessoas sobre as quais pensei algo a respeito. Depois foram vindo outras dezenas. Teria um caso pra contar de como foi o primeiro contato com cada uma. Lembro-me de todas, sem exceção.

Depois das eleições dei uma sumida do portal. Primeiro porque tive uma cirurgia de urgência, um abdômen agudo que me sugou a energia que já andava pouca  e segundo, porque logo depois  fiz uma longa viagem,  elegi outras prioridades e perdi o tesão. Fui pra outras bandas.

Há pouco mais de um mês , um dia tive vontade de voltar e pensei: vou montar uma cozinha mineira pra eu receber os novos e velhos amigos. Tirei um monte de fotos do fogão de lenha onde cozinho nos fins de semana, e pensei em como seria  e resolvi  começar com uma conversa com alguém aqui do portal. Mas quem? Quem? A resposta me veio clara como o dia: Sôripes. Um mineiro, septuagenário, marido de D. Gladys, com o coração do tamanho do mundo, uma cultura  que não passa desapercebida, um senso de humor, muitas vezes “politicamente incorreto”, jamais grosseiro. E aí eu lhe mandei um e mail perguntando se ele topava. Ele me respondeu:

“ Uai, Vera. Podemos tentar bater um papo, como se estivessemos "aquentando fogo". Era assim que minhas tias diziam, quando aconchegadas ao rabo do fogão de lenha falavam da vida alheia. A coisa que mais gosto é de conversar. Inclusive, aqui em Tupaciguara, carrego a pecha de falastrão. Acusam-me de ser "garganta", metido a entender de tudo e às vezes, até culpam-me de algum "diz-que-me-diz". Estou às tuas ordens.  Abração!”

E o papo começou. Passado uns dias me vem Sôripes com a seguinte pergunta:

Olá Vera! Respondi tua pergunta, mas fiquei cá comigo matutando. Por que cargas dágua? Por que eu? Afinal, sou apenas um dentistinha do interior, metido a besta, que se vale do fato de ter um olho em terra de cegos. No Portal que frequentamos, tem gente muito mais interessantes do que eu. Tem o ....... que compõe, produz, canta e escreve que é uma beleza. Tem aquele outro lá, que se assina apenas ....... que me parece uma sumidade. Tem o ...., meio sofisticado e às vezes até esnobe, mas um "grande cara". Tem o Serjão,( deste eu estou deixando o nome porque estamos todos saudosos dele)  que eu gostaria de conhecer pessoalmente e deve ser um companheirão.( E É MESMO!)  Quer dizer que tem os chatos também, mas esses a gente deixa pra lá. Estou aproveitando e mandando efusivos abraços.  

E eu respondi:

Sôripes, vc mesmo respondeu porque. A sua beleza e grandeza está em ser o que é, e o que é é encantador. Sim, há muitas pessoas interessantes no portal, mas nem mais e nem menos que vc:  o são de forma diferente. E esta diferença é que faz nossa riqueza. Mas tudo em ti é genuíno, é fruto de aprendizado de quem vive curioso pela vida e desafia barreiras de tempo e espaço para buscar aprender. E porque eu sou apaixonada por Soripes e a cozinha vai começar é com ele. Precisa mais algum motivo?  


Adiei “sine die” a abertura da minha, que queria nossa cozinha mineira. A última semana me consumiu energia, entristecida que estava. Parei minha conversa com Sôripes que tava tão boa.... Ele não me perguntou nada, Entendeu, eu sei, minha pausa. Não me sinto motivada a tocar um tópico, porque sempre cuidei dos tópicos que abr muitoi de perto. Mas também não queria que o pouco/muito  que tenho  do Soripes  ficasse retido comigo,  ficasse esperando outro momento. Porque dá um bom início de prosa.Vou colar o que tenho nos próximos dias.

Então amigo querido, acabas de ganhar uma padaria, que seja muito mais bonita que aquela que a D. Gladys te manda ir comprar pão todo dia kikiki. Quando morei em São Paulo eu entendi o que era uma padaria. Isto é uma instituição tipicamente paulistana, acho. Quando me sentia sozinha, morando no Paraíso, ia pra padaria encontrar outras solidões. Pão na chapa, um pingado,um suco  ou um almoço, TV ligada no futebol ou na novela, todo mundo no balcão, alguns com saudades de casa, como eu. Papos rendiam nas padarias de Sampa.

Por favor, continuem de onde eu parei, vou colando aqui o que perguntei. Perguntem mais, acolham quem chegar – é difícil chegar, sei bem como é isto. Andaram aparecendo umas figuras tão bacanas por aqui: O Sr Miloch ( um pouco formal, mas eu gosto tanto dele....figura instigante, me lembra um dos professores que mais admirei e ao qual sou muito grata). Tem também um tal de Emílio,,,, que fala meio feito estrangeiro.... Tem uns novos com cara de antigos: Isabeau, ( que tá com tudo e não tá prosa, é a única que o Sr Miloch chama de senhorita);  Da Lama, Suely Farah e até uma tal Samantha Stephens, a feiticeira. Esta é muito minha amiga. Tem gente sumida e gente que tá tentando manter a chama aqui acesa.....  gente que sei ainda vai voltar. Tem a Cabocla, nossa agente 99, sei lá se não é ela o Stanley Burburinho kikiki. E mais um monte de gente sumida, que uma hora aparece, um monte de gente que não falei, mas pensei e mais Zezita, aquela desclassificada que , prá mim, estava em cárcere privado por imposição do primo, mas voltou hoje.

Daqui a pouco eu volto, a gente vai revezando, mas como disse Cabocla, o espaço é nosso, de todos, todos que queiram construir conhecimento e afetos, porque não?



 

 

 

Exibições: 1606

Responder esta

Respostas a este tópico

Um dia feliz. 

Um abraço,

Ana

Euripedes,

Felicidades,

Hoje meu filhote( 24 anos) tb tá de Niver..

Voces são gente boas..

beijos.

 

Muita Saúde e Paz!!! Um Feliz Aniversário, Eurípedes!!!

Sr. Euripes ,

brincando  brincando e 

me esquecendo  de felicitá-lo, vixe!!

 

parabéns e feliz niver.

bjos Lena

HAPPY BIRTHDAY, CARO EURIP, uh, digo, CARO SORIPES!

Sinuca de bico, é quando a bola branca fica a meio caminho de cair na caçapa e o jogador tem que acertar a bola da vez, que está atrás de uma preta (7) ou rosa(6) ou qualquer outra maior que ela. Raríssimos os que conseguem sair dessa. Pois bém, o meu aniversário me colocou numa dessas. Estou, desde a manhã, pensando no que escrever para agradecer as felicitações, daqui e do facebook.  Já "caraminholei" de toda maneira possível para achar as palavras, mas elas simplesmente se "avoaram", como as do Beto Rushel. Só que as dele "avoam" para ele e as minhas avoam para longe de mim. Candido Figueiredo, Caldas Aulete, Aurélio e Houais também não foram de boa ajuda. Que fazer então? Estivesse eu num microfone, apenas balbuciaria um simples muito obrigado e todo mundo ouviria. Mas escrevendo? Como se balbucia em linguagem digital? Tartamudear até que é possível. É só repetir as silabas entre várias reticências: ca..ca...ca... Para rir também existem várias maneiras: kikikiki - hahahaha - rsrsrsrs. Mas balbuciar? Não sei como! Então, sem querer parodiar o dilema daquele principe dinamarquês, inventor da omelete, mas já o fazendo, lá vai:

"ser ou não ser? Eis a questão.

Acaso, é mais nobre à cervis

curvar aos golpes da ultrajosa fortuna?

Ou já lutando, extenso mar, vencer de acerbos males?

Morrer?... Dormir?... Sonhar... quem sabe?

é um sono apenas que as angustias extingue

e à carne, a herança da nossa dor eternamente acaba!

E assim, muito...muito...muito obrigado amigas e amigos.

 

Dia seo, meu, nosso, amigo Soripe!

 

Soube, mas é como se num soubesse, eu mesmo num to nem aí presses festejos, de preferência, festejo de repente, acho mais saudável.

 

Mas há um porém! Nos dias de festejo, vejo que envelheço igual tu, daí que acho que o que fica pra deixar na mala são os amigos. Lo demás, aprendizados, alegrias e tristezadas, grandes ceias, pequenos cafezinhos, são nada quando já se abraçou um amigo, ou amiga, de forma honesta.

 

Vai um abraço honesto praí! Já! E se num pegar, azar seu, eu já bracei e senti muita alegria no meu coração.

 

Sou uma peste, abraço quem eu quero e do jeito que eu querê!! A minha mala é minha e só eu mando nela, de tão peste que sou, me alegro de forma egoistóide...mas muito carinhosa!

 

Viva tu, Soripe, e o rabo do tatú!  

 

E eu que, mesmo que atrasado, dei um abraçu ni tu!

 

Beto, feliz por tu ser quem é!

 

 

Puxa, a padaria está em grande festa! Parabéns, Sôripes, muitas felicidades! E muitas piadas que ninguém é de ferro. Continue com seu alto astral, que isso é uma maravilha da natureza. Abs

AnaLú

Euripedes, eu cheguei atrasado, pois tinha de dar carona para a sua amiga, que fez questão de lhe dar os parabéns, e as saudações tricolores pessoalmente. Outra coisa, eu me enganei e disse para ela que a festa seria na piscina, mas eu tenho certeza que vc não vai se importar em recebê-la.
Ah, meus parabéns, já ia esquecendo, rsrsrsrsrs

Sr . Euripedes pedi ao Fernando a gentileza de trazer a moça em privativo.

Imagina o inferno que seria ela dentro do ônibus,

sem contar que nós mulheres  poderíamos despacha-lá janela a fora.

 

Tadinha da moça, é tudo culpa minha, não sabia que vocês não sabiam, que nas muitas festas do Sr . Euripedes, no final todo mundo cai na piscina. E não falta o elefante, presença garantida.

 

 

 

 

 

 

Mas uma coisa, não pensa besteira não que eu trouxe sua amiguinha direto para cá, o trânsito é que estava uma m.....

RSS

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço