EUA suspeita de atividades em usina de Resende, diz pesquisador.

Washington desconfia da possibilidade do Brasil se tornar um fornecedor de urânio enriquecido ao Irã.

O Brasil desperta “suspeitas” no governo dos Estados Unidos devido à sua negativa em aceitar inspeções completas na usina de Resende, segundo o pesquisador argentino Federico Merke

Autor do livro “A Defesa no século XXI”, lançado pela editora Capital Intelectual, Merke afirma que Washington desconfia da possibilidade do Brasil se tornar um fornecedor de urânio enriquecido ao Irã.

Segundo ele, chegou-se a um acordo em 2009, mas “o acesso dos inspetores continua sendo menor que o total”.

Para os Estados Unidos e a Alemanha, o Brasil seria um dos oito países do mundo com capacidade para enriquecer urânio.

Fonte: BOL 

Exibições: 49

Responder esta

Respostas a este tópico

Lá vem esta conversa fiada novamente para os “gringos” conhecerem nossas centrífugas enriquecedoras de Urânio que funcionam com supercondutores (levitando como os trens bala, e assim evitando o atrito).

Com a merda de governo que temos, eles abrem tudo, até as pernas…

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço