Gen Heleno envia “recado” ao novo ministro da defesa, Celso Amorim.



No Jornal da Noite da Band de 05 de Agosto de 2011, o Gen. Heleno comentou a demissão de Nelson Jobim e enviou um “recado” ao novo ministro da defesa, Celso Amorim:
Lembro ao novo Min da Defesa, que as Forças Armadas são instituições de Estado, apoliticas, apartidarias. Comprometimento ideológico tem repercussão altamente negativa no meio militar.

 

Notícia completa em: Band

Exibições: 507

Responder esta

Respostas a este tópico

Ele pode, voce pode e eu posso, mandar tantos quantos recados forem necessários não somente a um Ministro de Estado, mas a presidenta da República, desde que não nos esqueçamos de que direitos e deveres sejam adotados respeitosamente 

"A hierarquia militar é a base da organização das Forças Armadas e compõe a cadeia de comando a ser seguida por todos os integrantes das forças em sua estrutura organizacional. No Brasil, a constituição prevê que o Presidente da República exerce o comando supremo das Forças Armadas."

Deixem o general de pijama falar. Agora ele tem tempo, se quiser tem ainda happy hour, piscina, churrasco, xadrez, esgrima, academia, buffet, baile, uisquinho, tudo isso à disposição dos velhinhos no Clube Militar na Zona Sul do Rio de Janeiro. Levar os netos ao parquinho, viajar, ver novela, futebol, a qualquer hora.   

De quando em quando, pode ser convidado para uma cerimônia, ganhar uma placa, medalha, ritualisticamente. Pode até arranjar um emprego extra de comentarista da Band, não precisa nem de diploma.

É um cidadão comum, idoso, o farol do seu carro só poderá iluminar o passado. Não tem qualquer poder que a lei lhe confira, nem responsabilidades com qualquer cargo público, ao contrário dos ex-companheiros na ativa que cumprem seus deveres e obrigações conforme a Carta Magna determina. Pode marchar e receber continências, como um sargento recebe de um cabo.  

Pode ser canditado a cargos eletivos, se a saúde permitir. Quem sabe fazendo campanha ao lado do Bolsonaro? Não faltarão convites de puxa-sacos para manter a vaidade e a ilusão de um reformado.

Ou então virar blogueiro defendendo o Golpe de 64, como já fez em seus discursos anteriores no aniversário da Redentora.

 

Eu não entendi a dica do boliviano aí acima. Mas se é intimidação perdeu tempo. Adeus, jagunço.

Participei de várias palestras do Gen Heleno em instituições militares pelo Brasil e muito me impressinei pelo seu alto conhecimento em relação aos problemas nacionais, notamente no que tange à preservação e proteção territorial da Amazonia e de suas riquezas minerais contra o "ataque" estrangeiro.  Demonstra grande espírito nacionalista, posições firmes e coragem para dizer o que pensa, inspirando confiança aos seus subordinados.  Entretanto, quando ele diz que "comprometimento ideológico tem repercussão altamente negativa no meio militar", embora fazendo-o na reserva, ela está, na realidade, expressando o sentimento da maioria da oficialidade das Forças Armadas, que, contrariamente ao que diz o general, demonstram alto grau de comprometimento ideológico rotineiramente, visto que desde seu ingresso na Academia Militar são doutrinados ideologicamente pró-EUA.  Poucos oficiais se desvinculam dessa doutrina americana ao longo de sua carreira militar. Portanto, por mais que eu admire o Gen Heleno (cheguei a sugerir campanha para que fosse candidato à Presidente da República), discordo totalmente do seu "recado" ao novo Ministro da Defesa, por considerá-lo contraditório e irreal.  

Continência não significa obediência ou subordinação, mas sim "cumprimento respeitoso", "saudação" emitida por um militar. "Posição de sentido" sim, significa subordinação.  Por questão óbvia (respeito), normalmente a continência parte do militar com patente menor para o de patente maior.  Mas, muitas das vezes, essa saudação por continência pode partir do militar de patente maior.  Por se tratar de uma saudação militar, o uso da continência é estendida, sem obrigatoriedade, para a reserva. Simplesmente é a forma de cumprimento entre militares (seja na reserva ou na ativa).

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço