Jornalista brasileiro inicia dia 5 de agosto cobertura de eventos em Hiroshima e Nakagasaki pela paz e não violência

Dia 5 de agosto o jornalista Alexandre Sammogini lançará oficialmente a agência de notícias Pressenza (http://www.pressenza.com/) direto da prefeitura de Hiroshima, que preparou para este dia uma cerimônia simbólica para reforçar a importância da Marcha Mundial pela Paz e Não Violência no momento atual.

Esta agência é dedicada a notícias voltadas à prática do Peace Journalism, por meio de divulgação de informação voltada à paz, não violência, abolição das armas nucleares e temas afins.

A cerimônia em Hiroshima inclui a entrega de uma tocha acesa ao prefeito neozelandês Bob Harvey. “O objetivo da cerimônia é reforçar o caráter da Marcha Mundial no que diz respeito à eliminação da ameaça nuclear para a humanidade hoje, apesar de que reivindicamos também a retirada e devolução de territórios ocupados, entre outros pontos”, explica Sammogini.

Ele também participará, em Nagasaki, entre 07 e 10 de agosto, da assembléia anual da organização Prefeitos pela Paz, que congrega hoje mais de 3 mil prefeitos de cidades em todos os continentes, com o objetivo de conseguir o fim das armas nucleares até 2020, por meio da adesão de políticos ao chamado Protocolo de Hiroshima e Nagasaki. O encontro é considerado uma das iniciativas mais importantes de preparação para a Conferência da ONU de revisão do Tratado de Não-proliferação de Armas Nucleares, que acontecerá em maio do ano que vem.

Os detalhes podem ser obtidos no release anexo. A ideia é trazer aqui durante o período em que ele estiver lá as novidades para que todos acompanhem e possam participar, além de remeter para os textos mais longos direto para o site da agência.

Exibições: 39

Anexos

Responder esta

Respostas a este tópico

DIRETO DO JAPÃO

Alexandre Sammogini chegou a Nagoya. No avião aproveitou para escrever a seguinte nota que reproduzo abaixo. A agência de notícias voltada para temas ligados à Cultura de Paz e Não Violência, Pressenza, começa a cobrir a cerimônia em Hiroshima e Nagasaki http://pressenza.com/:

Paz radical

Nos dias anteriores à viagem ao Japão para participar das cerimônias e eventos de Hiroshima e Nagasaki surgiu uma reflexão relacionada à Paz e à Não Violência. O fato de participar das celebrações que lembram as bombas atômicas de 1945 instigou-me a perguntar: qual seria a prioridade mais imediata e radical de um pacifista no mundo atual?
Para buscar a resposta, comecei do extremo oposto: qual poderia ser a violência mais brutal contra os seres humanos? De imediato veio a imagem da detonação de uma bomba nuclear sobre a população de alguma cidade do mundo. Sempre ouço aqueles que não acreditam nessa possibilidade, mas a ameaça nuclear está mais alarmante do que nunca, maior até que na época da Guerra Fria nas décadas de 70 e 80. Se antes as tensões eram bipolares entre norte-americanos e soviéticos, hoje os conflitos são multipolares.
E o acesso à tecnologia de destruição atômica também se espalhou. As mais de 25 mil ogivas nucleares existentes hoje, apesar de concentradas em maior número nos EUA e Rússia, também se espalharam para diversos países como Paquistão, Índia, Coréia do Norte, sem falar em outras potências militares. Hoje existe a suspeita que tais armas possam cair até em mãos de grupos paramilitares e terroristas.
Diante da ameaça de conflitos com a utilização de armas nucleares, então a prioridade do pacifismo seria eliminar tais armas. Desde esta resposta, me preparei para viajar para o Japão, quando participarei de 5 a 10 agosto das cerimônias de Hiroshima e da conferência dos Prefeitos pela Paz em Nagasaki junto a uma delegação da Marcha Mundial pela Paz e a Não Violência. Na pauta, não estarão apenas a lembrança das tragédias do passado, mas principalmente a proposta de abolição das armas nucleares na próxima década.
As novidades e comentários estarão no blog do Nassif que nos abriu gentilmente um espaço para tratar do tema.
O dia 6 de agosto será lembrado em atos pelo mundo. Nos links abaixo informações sobre NY e SP

http://www.pressenza.com/npermalink/celebrity-billboards-for-peace-...




Desarmamento Nuclear, um Direito Humano

Marcha Mundial Pela Paz e Não Violência promove evento simultâneo em mais de 300 cidades do mundo

Ato marca 64 anos da bomba de Hiroshima

No próximo dia 06 de gosto, data que marca os 64 anos da explosão de bomba de Hiroshima, os integrantes da Marcha Mundial pela Paz e Não Violência promoverão uma ação
conjunta em mais de 300 cidades do mundo. Em São Paulo, as atividades acontecerão na Assembléia Legislativa Paulista, na região do Ibirapuera, e destacarão uma das grandes bandeiras
do movimento: Desarmamento Nuclear, um Direito Humano.

O evento contará com um painel central que tratará da questão do desarmamento e será integrado por Alexandre Motonaga, Diretor do Instituto Cultural Hiroshima de São Paulo, Hamilton Octavio de Souza, Editor da Revista Caros Amigos e professor de jornalismo da PUC- SP, Rodrigo More, professor e advogado atuante nas áreas de direito internacional e marítima e autor do livro “Direito Internacional do Desarmamento: o Estado, a ONU e a Paz” e Flavia Estevan, Porta-voz da Marcha Mundial de São Paulo. Na ocasião, Soninha Francine, atual subprefeita da regional Lapa, dará um
depoimento sobre a importância da atual campanha de paz e não-violência.

Vídeos e apresentações culturais estão entre as outras atrações do dia, além da exposição a respeito da Marcha Mundial e dos bombardeios a Hiroshima e Nagasaki, que ficará em cartaz no
hall de entrada da Assembléia Legislativa durante toda a semana. Essa programação faz parte das atividades da Marcha Mundial pela Paz e a Não Violência, maior iniciativa internacional com o
objetivo de criar consciência para as questões de Paz e Não Violência, idealizada pela ONG Mundo Sem Guerras e o Movimento Humanista.

Além de centenas de iniciativas que já acontecem nos mais de 120 países mobilizados, uma equipe internacional fará uma marcha ao redor do mundo que sairá da Nova Zelândia no dia 02 de outubro de 2009, passará por todos os continentes e se encerrará, no dia 02 de janeiro de 2010, em Punta de Vacas, aos Pés do Aconcágua.

A Marcha agrega uma série de ONGs, personalidades, organismos sociais e de governo – entre eles o cineasta Pedro Almodóvar, os escritor José Saramago,Eduardo Galeano, o pensador Noam Chomsky, os presidentes Michelle Bachelet (Chile),Evo Morales (Bolívia), Rafael Correa (Equador), a atriz Penélope Cruz, o medalhista de ouro olímpico, Rogério Sampaio, entre outros.
Para saber mais sobre a Marcha Mundial pela Paz e a Não Violência, acesse o site:
www.marchamundial.org.br
www.theworldmarch. org


Programação do Evento 06 de agosto de 2009

14:30 Abertura com vídeos da Marcha Mundial Pela Paz e Não Violência
14:45 Agradecimentos e Depoimento de Soninha Francine, atual Subprefeita da Lapa, sobre a importância da campanha de paz e não-violência
15:00 Início do Painel - Desarmamento Nuclear, um Direito Humano.
Alexandre Motonaga, Diretor do Instituto Cultural Hiroshima de São Paulo
Hamilton Octavio de Souza, Editor da Revista Caros Amigos e professor de jornalismo da PUC- SP
Rodrigo More, professor e advogado atuante nas áreas de direito internacional e marítima e autor do livro “Direito Internacional do Desarmamento: o Estado, a ONU e a Paz”
Flavia Estevan, Porta-voz da Marcha Mundial de São Paulo.
16:30 Perguntas para painelistas
17:00 Apresentações Culturais: Intervenção de teatro e música

Local: Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo – Auditório Franco Montoro - Av. Pedro Álvares Cabral, 201 – Ibirapuera
No segundo dia no Japão, Alexandre Sammogimi escreve relatando alguns aspectos da vida japonesa, os dekassegui e o início das cerimônias e eventos relativos às bombas de Hiroshima e Nagasaki. Mais detalhes na agência Pressenza no link:

http://pressenza.com/npermalink/segunda-queda-do-imperio-do-sol-nas...

http://pressenza.com/npermalink/caca-aos-imigrantes-ilegais
O Japão em crise mostra seus extremos: por um lado se torna cada vez mais rigoroso com os trabalhadores estrangeiros; por outro, mantem sua organização e eficiência. Na cobertura especial das cerimônias e eventos das bombas de Hiroshima e Nagasaki, que começam hoje, dia 5 de agosto, relato a experiência nos dias prévios para dar um contexto do pais no momento atual.
Fotos das cerimônia em Hiroshima:

http://noticias.uol.com.br/album/090806hiroshima_album.jhtm?abrefot...

Mais informações podem ser obtidas em

http://www.pressenza.com/

RSS

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço