Ontem participei com o Greenpeace de uma atividade muito legal na Laje de Santos, a grande baleia de pedra no meio do mar. Uma grande celebração à vida, reunindo ambientalistas, mergulhadores, turistas, pesquisadores, autoridades do governo, o Arctic Sunrise, lanchas e até uma canoa havaiana. Áreas marinhas protegidas como o Parque Marinho Estadual da Laje de Santos são o caminho das pedras para salvar os oceanos. Mas temos hoje menos de 1% dos mares do planeta protegidos de alguma forma, quando o razoável seria ter pelo menos 40% de reservas marinhas.

Passei o final do dia de ontem e praticamente o dia inteiro hoje por conta da divulgação do evento e produção de alguns materiais de comunicação, muitos dos quais espalhei pela internet - isso inclui uma pequena e sincera homenagem à Lelê (o último vídeo deste post), uma pessoa adorável, da qual sou fã. Vai, Lelê!

A produção foi intensa. Eu, Alê e Johnny nos viramos em oito para fazer textos, fotos e vídeos de qualidade que resumissem bem a emoção do que vimos, agitamos e refletimos na Laje de Santos. E até que a gente não fez feio. Então leia os textos aqui e aqui As fotos do Alexandre Cappi, no Flickr e no slideshow abaixo:


E os vídeos do João Talucchi:


Exibições: 63

Responder esta

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço