PARA PENSAR e discutir.
A legalização da maconha e demais drogas.Drogas é questão de saude pública não de policia.
A regulamentação do uso das drogas, até mesmo para curtir, como já existe em S Francisco, California, é uma atitude polemica mas certamente irá atingir frontamente as "finanças do crime organizado" que não está nas favelas.
A participação em massa de policiais no trafico de drogas contribui com um percentual alto para o aumento da violencia notadamente nas cidades.

ACREDITO que a regulamentação do uso das drogas, para começo, deverá melhorar em muito as condições dos presidios no tocante a diminuição da população carcerária pois continuida em grande parte de "mulas", MUITOS usuarios, pequenos traficantes (que nem chegam a ser) e pouquissimos, pouquissimos mesmos, traficantes.

Exibições: 134

Responder esta

Respostas a este tópico

Alcides,sempre tive a convicção de que as drogas são sintomas ou aplacadores de sintomas. Droga não é causa de nada,apenas pode liberar o monstrinho que você criou ou foi criado dentro de você devido a frustrações e castrações de causas várias. A proibição é políticamente indefensável e medicamente apenas parcialmente defensável. Acho que após um início de afluxo para as drogas,a intensificação das campanhas de esclarecimento e a instalação de clínicas para os viciados,a sociedade viveria melhor com a descriminalização. Mas nêsses tempos reacionários de falsos liberais fica difícil,pois o interêsse é o de liberar apenas as coisas ligadas a grana,ao economico e a tudo que impeça o deus mercado. O resto os liberais querem bem proibidinho,bem dominadinho e legislado. Hipócritas!
Sérgio, é verdade, viveremos melhor sem o trafico determinando as politicas publicas, contaminando todas as instituições públicas, principalmente a policia - todo advogado criminalista sabe da intimidade policia/bandido.
Penso que a politica anti drogas planetaria, capitaneada e controlada pelos E Unidos é a maior responsavel pelo alastramento e fortalecimento de um negocio tao lucrativo como o trafico.
Dita politica em aplicação mundial tem sua base na hipocrisia oficial dos governos.
Se a base é a hipocrisia publica oficial dos controladores do poder (juntos também os controladores ilícitos do poder).
FAÇA O QUE MANDO MAIS NÃO FAÇA O QUE FAÇO. É a base da filosofia de combate as chamadas drogas (tenho para mim que as drogas não são tão drogas assim).
SABEMOS - eu sei porque vivo nas ruas e em contato direto com os pobres que andam de bicicleta, a pé, de van ou de onibus quando podem - QUE o consumo de maconha (atinge todas as classes), cocaina (além dos ricos toda a classe média cheira muito) e de crac (o vilão do momento que está esquentando a cabeça dos pais ricos com seus filhos fumando o perigoso crac), os mais usados, são consumidos por grande parte da população, sem distinção.

É UMA QUESTÃO DE SAUDE PUBLICA
Mesmo porque estamos carecas de saber sobre a medicina que advem da maconha e da cocaina
Sou do tempo, menino em C Grande - Recife, 9/10 anos, meu amkigo Reinaldo asmático. O Doutor aviava a receita de 2/3 cigarrilha de cannabis e iamos para a Drogaria (no terminal do onibus) deixava a receita, voltando mais tarde recebia os cigarrilhos e Reinaldo fumava para aplacar a sua asma braba.
Já há estudos sobre a importancia medica das plantas (maconha considerada uma das tres plantas sagradas da India, único pais em que a maconha é permitida até pela ONU em razão do uso medicinal baseado na religião). Evo Morales o cocaleiro está desenvolvendo uma nova politica de recuperação da planta e combate ao trafico de cocaina de forma correta para eles lá)
Alcides não acredito em melhoria na liberalização ou descriminalização do uso de drogas. Temos exemplo das bebidas e dos custos dos acidentes e das mortes. Precisamos de bons projetos nas escolas e de políticas sociais e de emprego. Atitudes individuais que levam a conseqüências desastrosas para coletividade não devem ser tratadas como simples curtir.
Grande Sergião, a sabedoria da mão-na-massa.
Tudo que se proibe cria uma rede subterrânea de controles, esquemas e corrupções. Lavagem de dinheiro acontece porque há dinheiro pra lavar. Quanto menos proibições, menos esquemas escusos e mais controle de qualidade.
Um exemplo que cito e recito pra encher o saco mesmo: Reino Unido cheio de dedos com moral e os mandamentos de Deus, processando papoula na Birmânia e Indochina, bombardeando frotas de junco com destróiers, destruindo vilarejos, pra encher a Ásia de ópio.
A proibição pros brancos não valia pros amarelos. Então, que valha pra todos.
Libera geral, que pior não fica.
LIU, na liberação todo mundo ganha, só o traficante filho da P perde. Já Pensou cara.
Agnaldo cara é isso, fica dificil acreditar em melhora sem bons projetos públicos.
Penso que a violencia no transito por efeito de bebidas - uso de drogas - aumentou muito após a nova Lei porque;
Aumentou a repressão a direção perigosa com pena para o motorista bebado
Mas NÃO tratou de educar o motorista bebado (ninguem muda o hábito de repente)
Aumenta a repressão ao infrator e se anula a possibilidade de educação (em Pernambuco os palhacinhos do sinal deixaram de trabalhar orientando pedestre e motorista)
É isso companheiro. O conhecimento de todos os aspectos que envolvem o uso das drogas será necessario para uma politica pelo menos NÃO desastrosa com a atual politica ainda comandada por interesses de grupos interessados na manutenção da criminalização para a obtenção do lucro fácil e máximo engordando as contas suiças dos traficantes

RSS

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço