Somos milhões de mulheres como Dilma.
A onda de difamação e boataria que tem marcado a campanha contra a candidata à presidente Dilma Rousseff é um enorme retrocesso na vida política do país.

Vemos, indignadas, as tentativas de desqualificá-la e de transformar uma campanha democrática em uma “guerra suja”.

Comprovamos, indignadas, como as camadas mais retrógradas da sociedade brasileira não suportam as transformações que o governo Lula – com Dilma – trouxe para o país. Fazendo-o crescer com distribuição de renda e mais justiça social. Mais educação. Mais emprego e moradia. Mais saúde. Mais cultura. Mais comida na mesa dos brasileiros.

Como os ataques e boatos contra a Dilma têm sido, sobretudo, dirigidos a ela em sua condição de mulher, queremos aqui, ao lado de milhões de mulheres brasileiras, defendê-la.

Somos mulheres cidadãs, trabalhadoras, independentes, profissionais, donas de casa. Somos mulheres de todos os feitios, profissões e crenças. Somos mulheres de todas as idades: jovens, filhas, mães, avós e bisavós. Muitas entre nós foram, como Dilma, presas, torturadas, perseguidas, viveram no exílio, na clandestinidade. Muitas, entre nós, viveram, como ela, o mesmo processo de luta contra a Ditadura Civil-Militar que por 21 anos esmagou e envergonhou nosso país. Muitas, entre nós, viveram, como a Dilma, todo o processo de luta que nos trouxe ao país de agora que ela está ajudando a construir. Somos todas Marias, Clarices, Dilmas e Severinas.

Queremos a continuidade das transformações pelas quais o país vem passando. Queremos uma vida melhor para todos os brasileiros. Queremos homens, mulheres, jovens e crianças vivendo felizes em um país de tolerância e justiça social.

O que decidiremos, no dia 31 de outubro, é o aprofundamento dessa alternativa de crescimento com justiça social, ou o retrocesso de crescer concentrando renda e aumentando a miséria do país. É isso o que está em jogo. Por isso, queremos Dilma como presidente!


São Paulo, 16 de outubro de 2010

 

 

http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/7273



 

Exibições: 167

Responder esta

Respostas a este tópico

cabocla,
se estava deitada em berço esplêndido no primeiro turno,
no segundo acatei que um filho teu não foge à luta.
e as respostas chegam a ser emocionantes.
política em estado puro!
olha luzete, aqui em sampa tem sido "emocionante" militar também...
se me entende...
Aqui em SJ Campos é duro. A tucanada reina soberana. TODO MUNDO aqui é Serra, é impressionante. Quando questiono, quando começo a desmontar os argumentos bestas de quem não vota na Dilma nem morto, começam os olhares tortos. Desmontados os argumentos, um por um, fica o olhar reto de pateta vencido na discussão, mas a certeza de que vai votar no Serra mesmo assim. Na verdade o fundamental por aqui é NÃO votar na Dilma. Aqui a coisa é emocional, é no fígado, não tem nada a ver com o cérebro. Terrorista é um palavrão em si mesmo. Aborto e união civil homossexual são crimes capitais hediondos. Aqui a família brasileira manda e lugar de mulher não é na presidência. Até agora, tenho certeza, não conquistei um mísero votinho sequer, mas já angariei um caminhão de desafetos.

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço