Mercedes Sosa - Uma Celebridade Latina!

Exibições: 292

Responder esta

Respostas a este tópico

HAYDÉE MERCEDES SOSA nasceu em San Miguel de Tucumán - Argentina, em 9 de julio de 1935, em um lugar humilde. Em 195o ganhou um concurso de música e iniciou sua carreira tumultuada, focada sempre no folclore dos povos latinos (ou pré-latinos, como deveriam ser denominado os povos pré-colombianos e pré-cabralinos).
.
Na década de 60 seu primeiro disco: Canciones con fundamento. A partir desse uma série de outros como: Romance de la muerte de Juan Lavalle, Palomita del valle, Yo no canto por cantar, e uma dezena de canções antológicas como: Canción del derrumbe indio, Canción para mi América, Chayita del vidalero, Los inundados, Zamba para no morir, Tonada de Manuel Rodríguez, Zamba al zafrero, Hermano, entre outros. (pelos títulos percebe-se a obra)
No final da década de 60, La Negra, como é alcunhada, ganhou admiradores nos países europeus e em todo continente americano. Foi considerada A VOZ DA ARGENTINA. A partir de 1970, Mercedes teve um papel fundamental na conturbada situação política da Argentina. Passa então a cantar músicas de cunho político e social como: El Grito de la Tierra, La voz de Mercedes Sosa, Homaje a Violeta Parra, Hasta la victoria, Cantata Sudamericana.
Com a Argentina sob uma ditadura militar, La Negra, foi proibida de cantar e ela acabou se exilando na Espanha. Sua voz, porém não se calou e gravou: Trago un pueblo em mi voz, A que florezca mi pueblo

Regressando à pátria em 1982, Mercedes percorre todo continente americano. Esteve no Brasil onde gravou "Gente Humilde". En 1988 gravou "Amigos Meus", cantando com Milton Nascimento, Pablo Milanés, Teresa Parodi, Charly García, Fito Páez e Raimundo Fagner, entre outros. Durante esta caminhada, Mercedes ganhou prêmios e condecorações em quase todos países importantes da Europa e América, prncipalmente na França com a medalha de Comendadora das letras e artes.
.
Vale a pena visitar o site oficial dessa cantora, com suas músicas, biografia. É só cutucar aqui = www.mercedessosa.com.ar. Aqui no meu blog você também poderá ouvir alguns vídeos, ali à direita.
.
http://archie57.blogspot.com/2007/12/mercedes-sosa-alma-americana.html
MERCEDES SOSA E A DEMOCRACIA:


No último trimestre de 1983 nasce “Mercedes Sosa” um disco que perpetuará alguns dos seus maiores êxitos como é o caso de "Un son para Portinari" e "Maria Maria", "Inconciente colectivo", de Charly García"La maza" e "Unicornio", de Silvio Rodríguez "Corazón maldito", de Violeta Parra e"Me voy pa'l mollar" em conjunto com Margarita Palácios.

Em 1984 vivia-se a euforia da Democracia depois de uma dura Ditadura e de uma dura Guerra. Mercedes surge com o disco “Será posible el sur?” em que se misturam canções de esperança, os ritmos folclóricos e o canto latino americano.

A 21 de Dezembro com Milton Nascimento e León Gieco participou num espectáculo denominado “Corazón Americano” que fez reunir um publico poucas vezes conseguido.

1985 foi um ano duplamente importante, desde o ponto de vista discográfico, Mercedes deu uma vez mais o seu apoio aos compositores argentinos com “Vego oferecer mi corazón” em que regista canções lindíssimas como por exemplo as de Fito Páez que lhe dá o titulo a este trabalho, mas também “Razón de vivir” e “Madre de Madres” de Victor Heredia, “Entre a mi pago sin golpear” de Carlos Carabajal e Pablo Raul Trullenque, “Canción para carito”, de António Tarragó Rós e León Gieco.

No primeiro semestre de 1986 realizou uma extensa torné pela Alemanha e Europa Central.

Em Agosto, "Lisneer Auditorium", de Washington; "Teatro de la Corte", o Central Park, de Nueva York; "Teatro Auditorium Lakeview", de Chicago. Alemanha: Hamburgo, Munich, Stuttgart, Dreieich e Erlangen, Rotterdam, Holanda, Atenas, Grecia.

Dos 25 concertos que deu no Brasil edita-se “Mercedes Sosa 86” que teve como artistas convidados o bandoneonista Leopoldo Federico e o grupo Markama. Um disco onde predominam os ritmos argentinos.

No ano seguinte surge com o disco “Mercedes Sosa 87” em que foram incluídas uma dezena de canções e em que contou com a presença de Pablo Milanês, Teresa Parodi, Víctor Heredia e Fito Páez.

Nesse mesmo ano, durante dois meses e meio realizou uma torné pela Suíça, Alemanha Federal, Noruega, Suécia, Holanda, Estados Unidos, Porto Rico, República Dominicana e México.

As actuações mais importantes foram sem dúvida em Contcergebouw, de Amesterdão e no Carnegie Hall de Nova Iorque, onde a sua actuação foi aclamada com uma ovação de dez minutos.

http://lamercedessosa.blogspot.com/2009/03/com-democracia.html
BALDERRAMA -- MERCEDES SOSA





http://www.youtube.com/watch?v=k4LJDTlviKw
Mercedes Sosa - Todo cambia




http://www.youtube.com/watch?v=g8VqIFSrFUU
Mercedes Sosa - Gracias a La Vida






http://www.youtube.com/watch?v=WyOJ-A5iv5I
Mercedes Sosa - Alfonsina y el mar





http://www.youtube.com/watch?v=fpQvuquMhNY
Mercedes Sosa - Sólo le pido a dios w/ León Gieco in1984



http://www.youtube.com/watch?v=JlVB9erD-Vw
Oi, Lena, boa lembrança, essa música lembra os nossos anos de chumbo!

Obrigada por olaborar com o post, vc é 10!

Beijos.
Lindo e oportuno post, Márcia...

Abs

Beleza sua colaboração, Luiza, a Mercedes merece todo nosso carinho e respeito!

Obrigada.

Beijos.
Em tempos de golpismos pelas bandas da nossa Améica Latina, sempre é bom lembrar de mercedes soza. ela que canta a minha oração de todos os dias.
ela que, com violeta parra, com victor jara, reescreveram a história da música latina.
aqui ela cantando uma música de jara:
Luzete, eu trabalhei por muito tempo na área de turismo e hotelaria e aqui no Rio, tínhamos o Hotel Nacional, em São Conrado ( ele está fechado lá, um tempãooo...!) eu me lembro dela com carinho, sempre simpática com todos, de fato; uma Diva que fez espetáculos maravilhosos por cá!!
"...se va enredando...enredando...como el musgo en la piedra...." Você tem muita razão no comentário deste belo post de nossa Querida Márcia!! beijos para as duas.
beijos de Nina.

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço