Portal Luis Nassif

 

O de malas prontas, procurador Rodrigo Janot, entrega ao STF, meio a um dia e turbulência provocados por fatos e fotos que sacodem o Brasil, uma peça de ficção. Oferece denuncia no fechar do expediente, acusando não somente expoentes do Partido dos Trabalhadores, mas contextualizado no incrível período histórico compreendido entre os anos 2002 a 2016. Destaca-se que ele escreve com precisão o fim do período, maio do ano passado, mas não diz quando e onde teria tido início a formação da tal “organização criminosa”.

 

Quando exatamente ele imagina ter acontecido à reunião inicial, antes ou depois da morte misteriosa de Celso Daniel, ex-prefeito de Santo André e responsável até então pela campanha de presidência? ; Antes ou depois da escolha do candidato companheiro de chapa José de Alencar, experiente empresário e depois duas vezes na função (sem conflitos de interesse, diga-se, com o próprio Lula)? ; Antes ou depois da Carta Aos Brasileiros? ; Antes ou depois do primeiro turno de 2002? ; Antes ou depois da formação de “equipe de transição” chefiada por Antônio Palocci, que demonstrou serem os comandados de FHC uma equipe de governo formada por amadores e sem o menor conhecimento de planejamento estratégico; Antes ou depois da formação de uma “federação” de pequenos partidos de apoio, ainda sem o PMDB, Antes ou depois da saída de personagens como Marina da Silva e Heloisa Helena, futuras e fortes opositoras do PT? Enfim, antes ou depois de sua adesão (Janot), ao agora revelado, maior plano de conspiração contra o Brasil desde a Conspiração Mineira?

 

O autor da denuncia, visivelmente mais magro, se considerado imagens recentes, aplicada toda liberdade de criação, pode ser alvo ainda mais bombástico, de ter sido o principal personagem contratado, para um programa de desmonte do Estado Brasileiro. Paradoxalmente, ou não, tal denuncia é combinada com outra peça de ficção, o lançamento do filme golpista "Policia Federal – A Justiça é Para todos", marcado para esse sete de setembro, dia em que se comemora o que? A se confirmar essas suposições, por quem Janot está sendo patrocinado por um “consórcio de empresas multinacionais” sete de setembro vai ser lembrado a partir deste ano como o dia do consumatum est.

 

Existem temas e pautas para esse infortúnio que encheria a Bibliothèque Nationale de France biblioteca Nacional da França, se para cada um deles fosse escrito um livro com extensa pesquisa e redação detalhada, porém, para não espantar os possíveis leitores desse (pretenso) texto serei breve, destacamos, dentre centenas de perguntas que invadem a cabeça de cada brasileiro alfabetizado. Num dos trechos o personagem JB, em conversa gravada e relevada ontem para que ninguém alegue ignorância, a referência a “eles”, provavelmente os reais conspiradores que colocaram o país de joelhos, não poupando nem mesmo a atual presidente do Supremo. Quem são “eles” que JB cita várias vezes? E que pela narrativa do meliante, Janot teria ligações, como se tudo que nos assalta nesse momento estivesse sob a tutela de um Grande Irmão do Norte? Esse irmão tanto pode ser, ai sim uma organização criminosa, como um partido ultraconservador sediado em W.D.C. ou mesmo uma federação de empresas multinacionais ultra profissionalizada que se deu ao trabalho de investir, a partir de 2013, na queda de um período esplendoroso de governo popular.

 

Considerações finais:

 

Pela fragilidade de espetacular denuncia, com erro tão bisonho de tratar o período em que o PT esteve no Poder entre 2003 a 2016 e não de 2002; pela vergonhosa “coincidência” de tudo acontecer na Semana e da Pátria e do lançamento da peça mentira (filme já citado); pelo desprezo a inteligência do cidadão brasileiro médio concluo – Rodrigo Janot é o mensageiro do cavalo de Tróia dos tempos atuais a serviço do GIN (Grande Irmão do Norte).

Jair Antonio Alves - dramaturgo

 

(*) A pergunta que se faz não é porque ele tenha acusado o PT e seus expoentes, mas por estar provavelmente participando de uma traição contra uma Nação (e a Constituição do Brasil) que jurou defender. 

Exibições: 155

Responder esta

Publicidade

© 2017   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço