Inspirada, e até comovida, por dois vídeos de e sobre Clara Nunes, postados pelo Fernando Luiz na minha página e por um post de Adriano Ribeiro, colocado em destaque pelo Nassif, acho que a gente bem que poderia montar um retrato com elementos da história do samba, das suas origens e dos registros mais significativos que ainda se mantém preservados (como o jongo, o samba de roda), além daqueles registros e intérpretes que denunciam a grande beleza deste ritmo que tão bem interpreta a alma nacional.

 

 

 

 



E aqui a prova de que ele é eterno:

Exibições: 2418

Responder esta

Respostas a este tópico

Oi Luzete, antes de seguir, como todo fim de semana, pros sertões das Gerais, passando pra te deixar um abraço e um sambinha do show de um mineiro que adoro, vander lee. Cantado com o Zeca Baleiro. Este show foi no palácio das artes, aquele lugar onde tomamos um cafezinho, lembra? Acho que a colega das alterosas postou faz tempo, mas vale o bis. Adoro!

emília,

vc me permitiu descobrir porque eu não sou avisada de postagens do meus próprios tópicos... eles estão marcados com um tal de não seguir... veja só! descubro no grito!

e, olha, não conhecia esta parceria bonita. delicada. legal demais.

mas, então, vou colocar um mocinho a quem fui apresentada outro dia.éinteressante:

gosto demais da conta deste programa.

mas aqui ele pegou pesado: thalma, caê e diogo nogueira falando dos efeitos colaterais do samba

:

nossa, querida isabeau,

quanta beleza de uma vez só.

e, olha, há muito temmmmmmmmpo, a estudantina fez parte da minha história. rapidamente, mas ficou o registro.

mas, claro, vc tava certa, o dia nacional do choro é homenagem ao pixinguinha mesmo, né? aliás, a laura macedo fez um post sobre o tema o ano passado e, neste ano, homenageou jacob do bandolim. tá aqui: 

Dia Nacional do Choro é sinônimo de Jacob do Bandolim

os quatro retratos tecidos por gnatalli são lindos, hein?!

Isabeau,

A data do Dia do Choro foi escolhida em homenagem, justíssima, ao grande Pixinguinha. Ou seja a data é a do nascimento do Pixinguinha, e por causa disto, escolhida como Dia do Choro. 

então, isabeau, tava vendo os teus vídeos e como uma coisa puxa outra, descobri este aqui (lindo) com imagens super legais da estudantina:

muito bom, 

vou acompanhar o requebrado da Isabeau

então segue esta prá isabeau requebrar bem muitcho: (as imagens do vídeo são lindas e inspiradoras)

 E DICRO , se foi..

Num gostava muito das letras de suas músicas,

mas vamos deixar o politicamente correto pras favas..

e curtir...

uai, uai, uai!

cadê isabeau que tava aqui?! o gato comeu! ai meu deus!

pois então, stella, tu sabes que eu nunca ouvira nada antes sobre este dicró?! um grande gozador, pelo jeito. do que vi, gostei. me divertiu. claro que alguns haverão de não gostar, né?

mas, então, deixando uma música mansa. linda demais. e deste jeito fica muito, mas muito bacaninha. é samba? não, né? mas tem um pé nele, então passa...

e temos a laura, mais uma vez nos lembrando dos aniversários que merecem ser celebrados.

desta vez ela nos fala de ataulfo alves, aqui neste post centenário de Ataulfo Alves.

dela vou tomar emprestado um clássico de ataulfo, aquele que fala de uma mulher que já não se encontra mais. ou estarei enganada?

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço