Durante o governo Lula, a UNE e seus dirigentes tiveram todo o apoio para fortalecer a história entidade de defesa dos direitos não apenas estudantis, mas acima de tudo da Cidadania. Inclusive apoio financeiro, é mais do que chegado o momento para a UNE mobilizar o movimento estudantil para defender e apoiar não apenas a Dilam, mas acima de tudo, os valores democráticos que historicamente a entidade defendeu.

Exibições: 119

Responder esta

Respostas a este tópico

Se Cristo é referência, então é a.C., antes de Cristo.
O século de ouro, século V a.C. (uns 600 anos...).
Dá uns mil anos de diferença. No século V o próprio império Romano tava indo pras cucuias.

Legal essa conversa, legal a preocupação.
Mas UNE nasceu brigando e vai seguir brigando sempre (como tem que ser).
Igualzinho nós aqui, na maior cordialidade, viu?
Abração mesmo.
Marcelo, tive um papo outro dia com um colega a respeito de algo semelheante ao que vc está colocando sobre a UNE, só que com relação ao sindicato.
A impressão que eu tenho é que sua geração (que é a mesma do colega que mencionei) não passou pelas encrencas que a gente beeeeeeem mais velho passou para reconstruir a UNE, os sindicatos, as organizações civis de uma maneira geral, todas elas liquidadas pela ditadura.
Então, a gente não tinha como falar o que a UNE, o Sindicato pode fazer por nós... nós tinhamos a certeza que nós éramos a UNE, o sindicato, etc... e a maioria, talvez muito mais que hoje, era classe média...
Ficou assim aquela idéia de que reconstruídas essas instâncias políticas, inclusive partidos, estava tudo pronto... era só esperar algo acontecer...
Mas não é assim.
Se o posicionamento das entidades não nos satisfazem, temos mil canais de comunicação para dizer isso a elas, participar, transformar... muito mais do que no passado.
O que não é possível é esperar que venha tudo de mão beijada, porque não virá... é participação, tomada de posição no dia a dia, em cada pequena luta, na defesa de um professor, de um colega... Não precisa esperar por nada de grandioso, pelos momentos de eleição... (ou de campanha salarial no caso a que me referi inicialmente).

A UNE somos nós, nossa força, nossa voz!

Abraços
Uma boa notícia, Marcelo, a UNE definiu indicar o voto para Dilma no 2º turno, assim como o fizeram anteriormente MST e várias centrais sindicais.
Além de Leonardo Boff e Frei Betto, da Teologia da Libertação...
Cara Luiza, concordo com vc, acho que a UNE é uma instituição que pertence a todos, embora, como disse, tenha dirigentes que por vezes estão mais preocupados com a emissão de carteirinha e a disputa por cargos. Mas, sei que isso não se confunde com a instituição UNE.
No colégio público em que leciono incentivei a formação de grêmio estudantil, pois, foi desta forma que há alguns anos, e eu não sou táo novo assim (estou bem conservado), pois, foi assim, que comecei minha militância politica.
Fique feliz em saber que a UNE definiu o voto de apoio a Dilma, espero que ela possa mobilizar os estudantes para irem às ruas. E eu, tb, lá estarei.


Abrçssss

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço