Oposição reage à manobra do senador Renan Calheiros de fundir CPIs

Com a decisão, presidente do Senado faz o jogo do governo de tentar inviabilizar investigações sobre a Petrobras. Questão pode parar no STF

Apesar de declarar que não defende o governo, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), fez nesta quarta-feira (2) exatamente o que o governo queria. Ao fundir duas CPIs em uma, aceitou ampliar o foco da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, o que tende a torná-la inviável.

Depois que a oposição conseguiu as assinaturas necessárias para o requerimento da Petrobras, senadores da base governista assinaram outro pedido de CPI. Renan, em uma atitude inédita, tida como inconstitucional pela oposição, decidiu juntar as duas em uma só. Contrabandeou para a lista dos temas a investigar fatos ligados a administrações estaduais que não têm ligação com a Petrobras.

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) alertou que a “inovação” da decisão de Renan, de juntar temas completamente distintos, na prática inviabiliza a investigação dos escândalos da Petrobras. Aécio disse que Renan mostrou “o caminho das pedras” para o governo inviabilizar qualquer CPI proposta pela minoria – basta os senadores governistas acrescentarem diversos fatos determinados à lista original do que deveria ser originalmente investigado.

O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) havia pedido a impugnação da CPI governista porque problemas relacionados aos Estados não podem ser investigados por uma CPI do Senado. Renan negou o pedido, mas disse que vai submeter a questão à Comissão de Constituição e Justiça. Aloysio declarou que analisa a possibilidade de ir ao Supremo Tribunal Federal, como forma de assegurar o direito de investigação.

O pedido protocolado pela oposição lista a investigação da compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, que provocou prejuízo superior a US$ 1 bilhão à Petrobras; o suposto pagamento de propina a funcionários da estatal pela empresa holandesa SBM Offshore; denúncias de que plataformas inseguras estariam sendo lançadas ao mar; superfaturamento na construção de refinarias.

Em: http://www.blogbrasileiro.com.br/?pagina=post&id=72

Exibições: 94

Responder esta

Respostas a este tópico

De novo, presentinho para a troll: 

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço