Portal Luis Nassif

A polêmica que envolve os bombeiros do Estado do Rio de Janeiro e o governador do Sérgio Cabral é fruto de longos anos de gestão administrativa sem planejamento. Desde já quero manifestar o meu apoio irrestrito ao pleito desses valorosos funcionários públicos, todavia, entendo que uma postulação desse porte precisa, sob pena de esvaziamento, de uma liderança.
Entendo que a remuneração vergonhosa percebida atualmente pelos integrantes da corporação é passível de revisão urgente. Por outro lado, qualquer pessoa desprovida de paixões políticas sabe muito bem que uma alteração salarial de uma classe funcional não é feita a ‘toque de caixa’.
Uma evolução remuneratória que chegue ao patamar para um mínimo existencial precisa de um trabalho de gestão administrativa gradual. Nesse sentido, não há como analisar a questão de forma simplória e focá-la apenas nas últimas declarações de Sérgio Cabral.
Trata-se de uma questão de ordem econômica, onde os impactos de um possível aumento salarial devem ser discutidos sob pena sacrificar-se a máquina administrativa. Ao meu sentir, precisamos observar onde se encontra o nascedouro dessa problemática.
Quais foram os principais erros administrativos dos últimos governos estaduais que não possibilitaram um reconhecimento maior, via regular remuneração, desses trabalhadores?
Não há nesse momento espaço para tiragens espetaculosas de cunho partidário. Temos que contabilizar o que foi feito nos últimos anos para a classe, pelos últimos gestores. Quais foram às manobras de ordem monetária inseridas na administração que pudessem viabilizar um gradual e linear aumento real para os integrantes do Corpo de Bombeiros?
O ‘buraco’ do contexto é mais em baixo. Essa história oportunista de sair por aí, como muitos fazem, a mando de outros, atacando o Governador não leva a lugar nenhum. Nunca se precisou tanto de ordem.
As prisões efetuadas que, ao meu sentir, precisam ser avaliadas quanto à forma e extensão, não é sinal de avanço e sim de que há necessidade urgente de um comando para equilibrar as forças. Nunca na história recente, uma manifestação, diga-se de passagem, legítima, obteve êxito pautado no enfrentamento.
Os meios de comunicação e os sindicatos são vias mais seguras de luta. A imprensa deveria ser o alicerce ao passo que o sindicato a matriz postulatória e envolta em sobriedade e maturidade.
Apoio à solicitação dos Bombeiros, todavia tenho as minhas dúvidas se o caminho escolhido até o presente momento é o mais eficaz.
Cláudio Andrade

Exibições: 100

Responder esta

Respostas a este tópico

É valida a manifestação dos Bombeiros e merecem o aumento para R$ 2.000,00 reais.

Acompanhei pela manhã de sábado o movimento dos bombeiros e percebi uma atitude autoritária do governado do RJ. É certo que a classe utilizou manifestação erronia junto à invasão ao Quartel, mas fica a duvida, será que uma simples paralisação como a classe vinha fazendo desde Maio, seria tão bem vista como foi pela sociedade? A resposta é não e essa é minha opinião.

A maior parte da sociedade brasileira não esta preocupada com o outro, prevalecendo o individualismo, o capitalismo reina pleno, mesmo com seus momentos de crise. Concordo com Ariano Suassuna, o capitalismo implantou uma cultura que é um lixo e querem que aceitemos isso.

 

“Eu falo mal é do lixo cultural que querem nos apresentar como modelo, como parâmetro. Querem a uniformização da cultura e querem que eu ache que uniformização da cultura é universalização da cultura. Não é.”                                                                        (Ariano Suassuna)

 

Às vezes penso que atitudes mais pesadas sejam uma forma da sociedade ver o quanto trabalhadores sofrem com salários baixos e injustos pelo tanto que fazem.

O Brasil vive um momento de estagnação, não vemos movimentos políticos de brasileiros para um país melhor, vemos manifestações e opiniões como a minha em blogs, em conversas de boteco, em rodas de amigos e familiares, faltando o fundamental, a pratica.

 

Já temos demais a teoria e sinto que continuaremos por muito tempo estagnado nela.

MEU CARO CLAÚDIO ANDRADE, AQUI NO BRASIL SÓ FUNCIONA SE TIVER UMA PRESSÃO REAL, OS POLITICOS BRASILEIROS SABEM QUE O POVO É CORDEIRINHO E TEM MEMÓRIA CURTA, POR ISSO OS BOMBEIROS SÓ VÃO CONSEGUIR UM AUMENTO SE UNIREM E CONTINUAREM A GREVE E A MANIFESTAÇÃO, ELES TEM O APOIO DA POPULAÇÃO DO RJ. COMO PODE UM ESTADO TÃO RICO COMO O RJ, QUE RECEBE BILHÕES DA PETROBRAS, QUE É O ESTADO QUE MAIS RECEBE AJUDA DO GOV FEDERAL. QUE É SEDE DA GLOBO, DA PETROBRAS, ELETROBRAS, NUCLEBRAS E TODAS AS BRAS EXISTENTES NO BRASIL, QUE TEM A MAIOR RENDA PER CAPITA DO BRASIL, QUE VAI GASTAR BILHÕES COM A COPA E OLIMPIADAS ALEGAR QUE NÃO TEM DINHEIRO PARA PAGAR UM SALARIO DIGNO PARA OS HERÓIS DO FOGO, RJ É UM ESTADOM MUITO MAL ADMINISTRADO, TEM DINHEIRO SOBRANDO MAIS VAI TUDO PARA A CORRUPÇÃO. SE SP TIVESSA AJUDA FEDERAL QUE O RJ TEM SERIAMOS UM ESTADO BEM MELHOR. BOMBEIROS PERMANEÇAM EM GREVE, NÃO ESMOREÇAM.

Caro assobradado professor,

 Peguei "emprestado" do Latuff via Bruxa OD uma explicação a respeito de invasão:

Meu prezado Miloch, permita-me pegar uma carona no seu comentário para dizer que todo o Brasil conhece a tradição do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro o que dispensa quaisquer comentários quer construtivos, muito menos destrutivos pois a Instituição, queiram ou não os políticos governantes corruptos, é parte da história brasileira e jamais seria desmoralizada por um Governadorzinho corrupto que vive da política como é o Sérgio Cabral do Rio de Janeiro que procura conquistar crédito junto a opinião pública brasileira com inflamantes  mentiras de que os bombeiros invadiram o seu próprio quartel, quando se sabe ser a Instituição o prosseguimento do lar de cada soldado bombeiro. A desacreditada Justiça brasileira ainda tem em seus quadros homens íntegros que fazem valer a nossa constituição e zelam pela moral e dignidade de nossa gente como o Desembargador que mandou soltar os heróis presos. O Brasil aplaudiu esse Ato e vai estar de mãos dadas com esses heróis do fogo e políticos como o Sérgio Cabral é que deveriam ser trancafiados em uma Penitenciária.

 

Miloch,

 Essa questão me é muito cara. O começo da minha vida profissional, diria além, como minha vida e minha profissão se fundamentam, deu-se como servidor público, no início como extra-numerário (ACT-like) na adminstração direta, e parte como CLTista na administração indireta, isso desde a década de 70.

 Conheço, respeito e admiro uma parcela, parcela que é maioria, desses trabalhadores que colocam como meta o serviço à população. E abomino, desprezo e detesto a parcela daqueles que se servem dessa ínfima posição de poder para massacrar mais ainda a nossa gente. A esses sim, todo o peso da lei.E não àqueles que, em pleno exercício de seus direitos como cidadãos, são impedidos de manifestar suas legítimas aspirações ao reconhecimento de seu valor como trabalhador e profissional por estatutos e códigos baseados em conceitos anacrônicos, até em desacordo com a CF de 88.

(em corpo 1,5: perdoe o lapsus calami, mas é que vos tenho por monumento... kkkk honni soit qui mal y pense)

 

 

 

Então,

mario.

é parecido de quando Globo beleza e cias... dizem que:

o MST invadiu...

o certo é Ocupou....

Novamente os funcionários públicos são hostilizados por reinvindicar seus direitos a um salário melhor. O fato é que não muda o tratamento, independente do partido que está no poder, o estado e as condições socioeconômicas deste estado.

professor,

eu juro prô senhor que eu não pensava que fosse assistir mais coisas deste tipo, sabia?

lembram coisas que eu queria esquecer.

e, daí, professor?

 

(escuta, eu queria ver o senhor repetindo aquelas suas idéias formuladas no tópico... hum... sisqueci... sobre coisas que deveriam ser pensadas para se avançar na nossa pobre democracia... o senhor lembra?) ah, sim, mas queria que o senhor fizesse um contraponto com as idéias do flávio. acho que rende uma boa discussão... que tal? vamos nessa?! 

 

 

Não vamos perder o foco. A questão é: o salário aumenta?

 

Pelo andamento da força dos bombeiros e pelo papel ridículo do governador do Estado do Rio junto da sua policia (autoritária e penso como deve ter sido na pratica a invasão das favelas), os bombeiros estão próximos da vitoria salarial.

 

Fico feliz com a força dos bombeiros em sair às ruas e do apoio da sociedade, dos professores, de outras classes de trabalhadores e até mesmo de alguns deputados oportunistas que estão apoiando os bombeiros (nesse momento acho valido o oportunismo de alguns políticos).

 

Fico feliz em ver uma idéia que há semanas atrás havia postado no blog, tenha acontecido. Pessoas saíram as ruas para melhores condições.

 

Precisamos fazer o mesmo pela educação com o pedido de 10% do PIB no ensino (que hoje é de 3,2%).

 

Para não perdemos o ponto, o governador se mostrou ridículo, não foi apoiado pela sociedade e ainda deu força para os bombeiros, fico na espera do aumento da classe. E fico na espera de novas manifestações.

RSS

Publicidade

© 2018   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço