Portal Luis Nassif

O embate entre o fator trabalho e o fator capital é maléfico. O bom funcionamento da economia depende da cooperação entre esses dois fatores no bom uso da tecnologia. A equânime distribuição de renda é necessária para a criação da riqueza porque o trabalhador também é consumidor e contribuinte do erário público. Os fluxos financeiros capazes de promover eficiente criação de riqueza ocorrem quando o consumidor consegue dar destino à produção ao consumir. Se não houver consumo suficiente, tem-se a estagnação. Em condições de estagnação, não se realiza todo o potencial de rentabilidade do capital. Do ponto de vista do Poder Público, a condição de contribuinte do trabalhador viabiliza a construção da infraestrutura sem recorrer ao endividamento. Endividamento é uma forma de postergar/agravar o problema da insuficiência de recursos (ou de arrecadação) na esfera pública e esse mesmo fenômeno ocorre na esfera privada. Uma das causas das crises periódicas da economia é o recurso à dívida pública para compensar deficiência na arrecadação. Da mesma forma, o recurso ao capital de terceiros faz o consumidor endividado ter dificuldade para contribuir/pagar impostos.

Exibições: 24

Responder esta

Publicidade

© 2018   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço