Para los agricultores sembrar su propia semilla estará prohibido o deberán pagar un impuesto

En el terreno de la agricultura, la utilización libre y gratuita de las semillas será muy pronto solo un dulce recuerdo de los métodos campesinos de otros tiempos. Estas semillas llamadas “semillas de granja”, eran entonces seleccionadas por los agricultores en sus propias cosechas y vueltas a plantar al año siguiente. Desde hace algunas décadas, está práctica ha desaparecido desde que las semillas se han protegidas por un Certificado de Obtención Vegetal (COV) o sea el derecho de propiedad de los “dueños” de la especie. Volver a sembrar esos granos se hallaba teóricamente prohibido. Pero esa costumbre, en los hechos, se toleraba ampliamente en Francia. Pero desde ahora estará reglamentada más estrictamente por un proyecto de ley de la UMP sancionado el 28 de noviembre por el Parlamento francés.

http://www.rebelion.org/noticias/ecologia_social/2011/12/para-los-a...

Exibições: 81

Responder esta

Respostas a este tópico

Uma experiência de quem resolveu correr dos transgênicos:  

Desde o início da década de 80 a família Dervaes tem transformado seu quintal de 400 m² de sua casa em Pasadena, Califórnia em um sítio auto-suficiente no meio da cidade. O vídeo é uma amostra de 10 minutos sobre a experiência deles: uma inspiração para o mundo todo.
Produção de alimentos no quintal da casa, um exemplo inacreditável!
O recorde do quintal, em 2003: 3 MIL kg de alimentos em 400 m²!


Caro Marco: O mais grave é viver sentindo que o "sentido do privado" para os grupos que já tem tudo praticamente não para em lugar nenhum. Só para contraste chamo a este artigo publicado no Opera Mundi (http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/19271/hoje+na+histor...)

Hoje na História: 1865 - Morre Pierre-Joseph Proudhon, principal teórico do anarquismo

Lembrando muito bem o que já no seu tempo era um problema: "Como consequência de sua oposição ao lucro, ao trabalho assalariado, à exploração dos trabalhadores, à propriedade da terra e do capital, bem como à propriedade estatal, Proudhon rejeitou tanto o capitalismo quanto o comunismo, adotando o “mutualismo”, que implicava no controle dos meios de produção pelos trabalhadores".No artigo lembra muito bem esse assunto tão atuante no nosso dia a dia: "Para Proudhon, a única fonte legítima de propriedade era o trabalho e a venda de produtos por um valor justo."

RSS

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço