Portal Luis Nassif

Postado originalmente: http://klaxonsbc.wordpress.com/2009/07/06/paraiso-da-literatura-sem...

O que vocês acham de um local que sedia um evento literário há dois anos, o último aconteceu em junho passado: http://www.cultura.sp.gov.br/StaticFiles/Mantiqueira/index.html e não possui uma biblioteca pública? Nele existe sim, uma biblioteca comunitária: http://www.bibliotecasolidaria.com.br/ bravamente organizada e mantida pelo bibliotecário Sidnei Pereira da Rosa, sem apoio de nenhuma esfera do poder público.

Essa é a situação da bela São Francisco Xavier, subdistrito de São José dos Campos onde é organizada há dois anos o Festival da Mantiqueira, resposta paulista á FLIP. Não sei se é omissão da Prefeitura de São José dos Campos ou do Governo do Estado de São Paulo, ou das duas partes. Mas é paradoxal a cidade receber Cristovão Tezza, Milton Hatoun, Moacir Scliar, Alice Ruiz, etc e não possuir, nem fomentar um espaço público que promova a leitura.

Ou uma Biblioteca Pública não é importante no desenvolvimento de ações para a promoção de leitura em uma cidade? Se é assim que pensam as autoridades, ao menos poderiam ser solidários com a Biblioteca Solidária da cidade, que é mantido por doação de particulares. Lembrando que garantir uma ação de fomento à leitura, não é só doar livros, mas principalmente investir em mediação da leitura.

Fica a sugestão para que os gestores e agentes de leitura do estado reflitam e tomem atitudes sobre essa incoerência. Ah, a cidade é muito bonita e acolhedora!

Exibições: 30

Responder esta

Respostas a este tópico

Pois é, quanto ainda teremos que caminhar sem livros? sem lenço, sem documento? sobretudo quando somos atacados por aqueles que se apresentam como os grandes reformadores do mundo e não enxergam um palmo diante do nariz? e olham que chutam palavras bonitas, sem sentido, mas aprendidas em livros da arrogância e da falta de respeito... mas, é assim: o caminho, andante, se faz ao caminhar...

e tem o poema, né?


No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

Carlos Drummond de Andrade

RSS

Publicidade

© 2018   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço