Frente popular fecha propostas para reforma política O projeto de lei de iniciativa popular que será apresentado pela Frente Parlamentar pela Reforma Política com Participação Popular abordará quatro pontos: financiamento público exclusivo de campanhas, listas pré-ordenadas com alternância entre homens e mulheres, o fim das coligações partidárias e a regulamentação dos mecanismos de participação popular como plebiscito, referendo e iniciativa popular.
Um ponto relevante que está fora desta proposta é o voto livre,e ou facultativo,que tem que colocar nesta proposta e em discussão com toda a sociedade

Exibições: 83

Responder esta

Respostas a este tópico

Eu e milhares de pessoas por todo o brasil, somos a favor do voto facultativo,ja está na hora de acabar com o voto de cabresto no brasil.
frente voto livre...voto facultativo já!
Na verdade não é a quantidade que faz a diferença e sim a qualidade dos eleitores,pessoas com consciência política,o povo brasileiro é muito acomodado,tem que se participar ativamente das decisões relevantes do país e cobrar resultados,do contrário,como estamos vendo os parlamentares pintam e bordam no poder,precisamos reciclar,concordo com um plebiscito para colocar para todo os brasileiros a questão do voto livre,ou seja ja estamos discutindo com todos os segmentos da sociedade.
Obrigado pelo seu posicionamento.
Abraço!
Se o voto for livre, vai diminuir a participação popular. Isso só interessa à Direita.
Não,necessariamente!
O que acontece hoje em dia,os políticos vão compram votos,e fazem mil e uma mutreta em cima dos eleitores menos esclarecidos,e quanta mais eleitor menos esclarecidos,melhor para este tipo de políticos.Agora se tiver um eleitorado por menos que seja,mais bem instruido,ele só vai sair de sua casa para votar,se realmente tiver um candidato que ele confie e queira ver o mesmo eleito.Quase todo o mundo é voto livre,só o brasil e alguns países latinoamericanos que preservam até hoje o voto obrigatório,afinal,votar é um direito e não um dever,pois vivemos em uma democracia,entre aspas"
Prezado amigo Fabio!
Concordo com muitas coisas que expressou,e discordo de outras.
Gostaria de convidá-lo a visitar nosso site,para conhecer mais sucintamente nosso movimento e o que o voto livre pode fazer pelo nosso brasil.
http://movimentovotolivre.multiply.com/
Abraço!
Bom dia Fabio!
Você falou tudo,na verdade o que falta é opção mesmo para votar,aí que entra o voto facultativo,você não se obriga a votar,pois não tem opção mesmo,e o melhor não vai pagar multa.
Abraço!
João Sidney,

O que você chama de esclarecidos?

Nâo é o caso de entrar aqui na discussão sobre esse tipo de conceito, mas enquanto professor de filosofia, não posso deixar de chamar-lhe a atenção para o movimento histórico chamado de Iluminismo. Trata-se de um modelo filsófico que ascendeu num período em que os reis foram denominados déspotas, cuja postura resume na sentença proferida por Luis XVI, da França, que chegou a declarar: "L'Etat ces mois", por exemplo.

Será que os esclarecidos, os conscientes são os eleitores paulistas, que elegeram Serra? Ou piauienses, que elegeram Wellington Dias? Ou os gaúchos, ao eleger Yeda Crusius? Ou baianos com Jacques Wagner?

Não é o quantum de esclarecimento que explica a opção eleitoral da pessoa, porque se fosse, como explicar que o Rio Grande do Sul, cujos eleitores são considerados esclarecidos tenham transitado de PMDB (Brito) para PT (Dutra), PMDB (Rigotto) e PSDB (Yeda)? Esclarecidos são os eleitores que transitam o voto entre os partidos? ou os que mantém os governantes com doutorado? ou os que mantém governantes metalúrgicos com uma política de crescimento com inclusão social?

Uma vez que todas estas definições são inseguras, melhor assegurar mesmo o direito e a obrigação do voto universal, porque todos participam da construção da sociedade.
Bom dia Edmar!
Quando me refiro a esclarecidos,estou falando das pessoas que detém informações,você ha de convir comigo,Aplique uma prova de história por exemplo para mil pessoas,500 destas pessoas estão interadas da matéris,enquanto as outras 500,não estão,o que vai acontecer,quando você for corrigir suas provas?è isso que me refiro quando digo menos esclarecidos e mais esclarecidos,por isso que é importante a educação de um povo para poderem discutir e resolverem problemas relevantes.
Como vou opinar um assunto que não conheço,como vou dar aula de matemática,se sou um professor de português,e por aí vai,precisa ser visto a política por este ângulo também,como pessoas menos esclarecidas,ou seja que não detém informações sucintas de um determinado canditado vai votar,sem ao menos conhecer a história e o que o determinado candidato ja fêz,fica complicado.Por isso a importancia de acabar com o voto de cabresto,porque se determinada pessoa acha que não está preparada para votar,simplesmente não vota,e da mesma forma se ela acha que está preparada,vai e vota,o voto é muito importante para votado sem consciência alguma,por isso a necessidade de todos participarem ativamente da política e cobrarem resultados dos parlamentares e também ajudarem no tocante a criação de novas leis e normas que beneficie a sociedade como um todo,não somente uma minoria,como acontece na atualidade,justamente porque?porque os políticos detém informações que o povo não tem,e pintam e bordam,e o povo brasileiro aceita tudo...é isso que precisa ser mudado.
Abraço!
Qual é a vantagem que você vê no fato de que as pessoas menos esclarecidas (não estou dizendo mais pobres!) deixem de votar?

As decisões resultantes dos mais esclarecidos ficará ainda mais distante daqueles. O fato deles serem obrigados a se manifestar, ainda que possa piorar a qualidade dos representantes eleitos, faz com que haja uma consciência de que as responsabilidades pelo destino da nação é deles também.

Romper com este princípio é reduzir significativamente a legitimidade do sistema. Além disso, muitos setores sociais simplesmente vão deixar de dirigir-se aos pobres sequer para atraí-los à eleição, de tal modo que sua existência será ignorada pelos agentes políticos das classes mais abastadas. Os interesses dos pobres deixarão de ser objeto de atenção política.

Considero um absurdo essa proposta!
Caro Edmar!
Veja bem,não é isso que estou falando,todos poderão votar normalmente,esclarecidos e menos esclarecidos todos participarão normalmente,só que ninguém será obrigado a votar se não quiser.
Porque a gente sabe que os politicos se aproveitam da ingenuidade de certas pessoas para persuadi-los,então se a pessoa não tem a obrigação de votar,vai ser mais dificil persuadir e tirar esta pessoa de casa para votar.
Agora me diga uma coisa,com o voto obrigatório ja fazem tudo isso,com o voto facultativo ja vai ser mais dificil,comprar votos.
O que me diz de acrescentar nesta proposta o voto de cassação e o voto distrital,facultativo é claro!

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço