Prezados,

Apresento o documento “Será que conseguimos identificar QUEM é MERCADO ?”, http://pt.scribd.com/doc/234546318/Sera-Que-Conseguimos-Identificar... , onde empíricamente, entrelaçamos alguns fatos, na expectativa de identificar QUEM é MERCADO, aquele que serve de base para as avaliações dos Comentaristas Econômicos sobre a situação atual, e futura, do Brasil.

Abraços,
Plinio Marcos

Exibições: 180

Responder esta

Respostas a este tópico

Será que conseguimos identificar QUEM é MERCADO ?

NÃO. O mercado é como os números não o vemos, não o sentimos, só o abstraímos e bilhões de informações são geradas. Assim tambem é o mercado, através de trilhões de interações entre os indivíduos surge uma maravilha. 

Os burocratas teimam em controlar o que não existe substancialmente. E, são tantas a variáveis, cada uma em mutação contínua, que é impossível ao indivíduo ou corpo burocrático, controlar. E como a agua de um rio corrente,  é impossível passar na mesma duas vezes. O MERCADO NÃO É CONTROLÁVEL E SE FOSSE, PERDIA SUA PERFEIÇÃO.

As inúmeras tentativas de colocar cabresto no mercado, serviram apenas para piorar as relações relativas, aumentar os preços, desarrumar o sistema econômico e piorar a situação dos menos favorecidos.

Gde abraço

Prezado Capa Dura,

      Qual parte das afirmações voce não entendeu ?

"...

Os fatos, e comentários, acima apresentados, apenas e tão somente, empiricamente, tentam evidenciar que a Teoria da Assimetria da Informação, ou dos Mercados de Informação Assimétrica, apresentado no documento “Libertinagem ou Liberdade de Expressão - inclusa a Mídia”, existe, é factível, é concreto, e produz efeitos catastróficos, presumivelmente, dissimulados, pelo entendimento de fatores imprevisíveis, ou mesmo erro de uma Instituição Financeira desavisada, ou despreparada.

Vale ressaltar, que as Instituições Financeiras, podem não estar interessadas diretamente nas operações de derivativos, mas com toda a certeza, nos possíveis DÉBITOS que as mesmas podem produzir, concretamente, percebido no caso Naji Nahas acima mencionado, já que, no caso da desvalorização de 1999, presumivelmente, estas estavam na outra ponta das operações de derivativos.

"...

           O mercado não são as variáveis, e sim, o domínio das varíaveis, pelos MEGA INVESTIDORES, aqueles que por deterem o PODER de controlar os INVESTIMENTOS de vultosas quantidas, SOZINHOS, poderem INFLAR, ou DESINFLAR, cotações, índices...

               Você é de que Mundo ? Você tem certeza, e acredita, no que disse ?

               Quando um povo abre mão de sua moeda, reconhecendo a importância, do MERCADO, seu destino é cruel como o da Argentina, e o da Grécia....

           Para que não nos delonguemos muito, gostaria que você refletisse sobre o surgimento de uma "moeda" não institucional na Argentina quando de sua primeira grande crise, onde Argentinos, para facilitarem o "ESCAMBO" criaram uma moeda, onde sua cotação, e valorização, estava diretamente relacionada ao Respeito, a Confiança e a Credibilidade que TODOS os envolvidos dedicavam a nova, e não institucional, MOEDA.

              Portanto, qualquer MERCADO, que não esteja impregnado pela Teoria da Assimetria da Informação, as variáveis são calcadas em expectativas, e desvios, consideravelmente coerentes, e presumíveis, com alguma, pouca, distorção.

              Você acha que o Grupo dos TRINTA, aquele que se junta para trocar informações, e a partir daí, influenciar economistas, investidores, entidades avaliadoras de riscos nacionais, FMI, BIRD, estão a serviço da População, ou dos MEGA INVESTIDORES, que precisam OBTER LUCROS, a partir dos DÉBITOS existentes ?

               Cai, na real....

         Posso estar errando, em alguma avaliação, contudo, os FATOS internacionais, e nacionais, me permitem afirmar, que se erro, erro por muito pouco....

               Grande Abraço,

               Plinio Marcos

O mercado não são as variáveis, e sim, o domínio das varíaveis, pelos MEGA INVESTIDORES, aqueles que por deterem o PODER de controlar os INVESTIMENTOS de vultosas quantidas, SOZINHOS, poderem INFLAR, ou DESINFLAR, cotações, índices...

Plinio, seu primeiro equivoco, como a de uma grande parte de economistas e analistas, é partir do pressuposto que deve haver controle sobre tudo e todos. Quando "Mega Investidores" (só existem porque acobertado pela leniência estatal) Não pode mudar a direção de ações do mercado, e, se inflam é com a conivência do BC e aí já não é mais mercado, mas este sofrendo a intervenção do Estado.

Portanto, qualquer MERCADO, que não esteja impregnado pela Teoria da Assimetria da Informação, as variáveis são calcadas em expectativas, e desvios, consideravelmente coerentes, e presumíveis, com alguma, pouca, distorção.

Esse é mais uma das teorias falaciosas inventadas por acadêmicos que entende muito de intervenção e muito pouco ou nada de mercado. Ora, num ambiente onde haja a "ordem de mercado", Primeiro: a empresa poderá emitir títulos (ações), mas não significa a captação de recursos. Outra coisa, para o mercado o necessário e importante à empresas não visar a origem dos recursos mais sim seu custo.

Quando um povo abre mão de sua moeda, reconhecendo a importância, do MERCADO, seu destino é cruel como o da Argentina, e o da Grécia....

Na argentina e na grécia não houve ação do mercado, mas sim um estado monstruoso gastando o que não tinha e distribuindo benesses aos amigos.

 Para que não nos delonguemos muito, gostaria que você refletisse sobre o surgimento de uma "moeda" não institucional na Argentina quando de sua primeira grande crise, onde Argentinos, para facilitarem o "ESCAMBO" criaram uma moeda, onde sua cotação, e valorização, estava diretamente relacionada ao Respeito, a Confiança e a Credibilidade que TODOS os envolvidos dedicavam a nova, e não institucional, MOEDA.

Mesmo sendo uma decisão esdrúxula, mesmo assim foi quebrada por ações do governo Argentino e o inchamento monetário (Inflação) para financiamento das contas públicas. Caso em que o maior de todos os beneficiários (poucos) é o Governo.. Já que tem o monopólio de emissão de moeda e financia sua dívida emitindo dinheiros sem lastro....

SIMETRIA:   

Simetria: http://innovatrix.com.br/a-simetria-que-tem-que-existir/

 

Posso estar errando, em alguma avaliação, contudo, os FATOS internacionais, e nacionais, me permitem afirmar, que se erro, erro por muito pouco....

 

Com certeza está, e os fatos a que se refere, todos sem exceção, foram provocados pelo excesso de intromissão do estado no mercado. Plinio, a coisa é simples, e não existe mistério e nem equações sofisticadas - isto é uma invenção de economista no afã de tornar a economia algo parecido com as ciências naturais - Grosso modo: Se você tem dinheiro em um banco e sabe que ele está quebrando, mais que depressa, corre para sacar o seu. (CONFIANÇA) Se você está gastando mais que pode, com certeza chegará o momento que terá de se explicar (assimetria - está enganando), se você está se financiando com dinheiro emprestado e aplicando-o em passivos, com certeza perderá tudo e ainda terá que trabalhar para pagar a diferença..... Se você está dentro de um esquema, que se beneficia de políticas públicas e pra isto atende as peculiaridade de mandatos eletivos, quando estes cessarem, você quebra.....

Gde abraço.

Eu estou errado...

Você esta certo...

O Grande "baluarte" do "mercado livre" recentemente enfrentou um Crise tão profunda, que criou mecanismos de intervenção e acompanhamento do "mercado".

Sabe de que país estou falando ?....

Sim, estou falando dos estados unidos da américa, que, expôs sua ja conhecida crise, para o mundo, com o intuito de exportá-la para os Países do Mercado Comum Europeu, com o intuito de enfraquecer o EURO.

Tiveram grande sucesso, ao ponto, de alguns Países Membros do Bloco, duvidarem do própria moeda.

Contudo, tiveram que reconhecer que o Mercado (os Especuladores) não estavam preparados para controlar o Mercado Financeiro, ao ponto, de participarem do forum internacional da Basiléia.

Concordo com Você... rsrsrs

Eu estou errado... rsrsrs

Grande Abraço,

Plinio Marcos

PS.: Não existe no Mundo um País genuinamente Democrático, e não existe no Mundo um País genuinamente Comunista, contudo, existem "apologias" Democráticas e Comunistas.

Antes que me esqueça, minhas observações estão calcadas em colocações e avaliações de FATOS.

So pra não me alongar.

Todas as crises "ditas capitalistas" de "MERCADO", quando se buscas seus porques, AÍ ESTÃO AS DIGITAIS DO ESTADO.

A ordem de mercado nunca vigorou em nenhum lugar do planeta e, em todos os Estados, serviu apenas para levar a culpa dos caprichos dos políticos.

Gde Abraço.

rsrsrsrsrsrsrsrs

A verdade de cada é esta relacionada diretamente a capacidade ler, apreender, avaliar e concluir...

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço