Serra e Mendonção se esgoelando por causa dos carros chineses, um discuso fácil de desmontar

Enquanto Mendonção, aquele que confessou ter chegado ao limite da responsabilidade no processo das privatizações, investe contra as recentes medidas em defesa da indústria e dos empregos nacionais no jornal Valor Econômico, Serra o faz em seu túmulo na internet. Ambos com o mesmo discurso que faz deles presas fáceis de serem fisgadas pela boca

Exibições: 105

Responder esta

Respostas a este tópico

E repare bem que o "jornalista" apresentador "comentarista" da Radio CBN passou o dia todo falando do "absurdo" do aumento do IPI dos carros importados! Falou muito da "ameaça" de veto pela OMC! Chamou diversos "especialistas" para teorizar sobre o assunto e clamar contra tal "desfaçatez" do governo brasileiro que estaria desse modo mostrando a sua "verdadeira face protecionista" muito diferente da "face liberal" do (des)governo FHC (ECA!!!!) - desculpe pelos termos de baixo calão que acabei de usar. O GLOBO também convocou seus articulistas engajados para recriminar o aumento de IPI e nos "telejornais" da rede também se puseram a falar e falar recriminando a medida acertadíssima do Governo Dilma. Afina, é papel do governo do BRASIL DEFENDER os INTERESSES NACIONAIS BRASILEIROS e não os INTERESSES NACIONAIS das OUTRAS NAÇÕES.

 Acho que ele prefere exportar empregos em vez de proteger os empregos brasileiros no Brasil. Essa me pareceu verdadeiramente a intensão da medida de aumento do IPI dos automóveis importados. E que incidem numa parcela muito pequena dos negócios de importação de automóveis.

Curioso é que os donos do capital, os empresários, adoraram. Oposição no Brasil (e o PIG junto) só não fede mais porque a latrina é insubstituível.
Mais uma vez se tem uma discussão bizantina (coloquei gótica em outro aparte, mas o certo é bizantina mesmo). Quando o governo Lula aceitou a China como uma economia de mercado, a aposição reclamou que era um absurdo a medida que a moeda chinesa é mantida artificialmente sub-valorizada, como agora para compensar a entrada maciça de carros chineses, artificialmente sub-desvalorizados, a oposição questiona. O que parece que a oposição está sem rumo, ou reclamava antes ou não reclamava depois ou ao contrário. Mas reclamar numa direção e posteriormente reclamar noutra parece antes de tudo reclamar só para incomodar.

E as contradições da trupe de opositores em relação à questão dos carros importados não para de crescer (sim , porque falar em partidos de oposição é piada). Agora a Globo deu de trazer às telas o presidente da JAC Motors, que tem Faustão como garoto propaganda, para dizer que desse jeito não tem fábrica no Brasil. Não é difícil imaginar quanto so chineses prometeram descarregar de verbas publicitárias na Globo sse os Mrinho derem uma forcinha.

Mas nem dura uma semana a chantagem Global e a própria matriz da JAC manda anunciar uma fábrica de 1 bi na Bahia, pedindo apenas que se relaxe algo das restrições a compnentes importados. Nenhum problema, manda um recado o Ministério da Indústria e Comércio, desde que a fábrica venha mesmo.

Registrado o desfecho da tentativa de blefe que teve por protagonista o jornalismo publicitário da Globo, seria o caso de a mesma reconhecer que funcionou a estratégia do governo Brasileiro. Quer vender bugigangas por aqui? Entaõ paguem o pedágio exigido: 60% de peças nacionais.

Os chineses que não são bobos sabem que vale o preço, afinal um incremento de vendas de 136% de um ano para o outro obriga a considerar. E terminamos assim, com a Globo mais uma vez dando um show de brasilidade, pensando mais nos seus anunciantes que no país que lhe deu a concessão para falar aos concidadãos.

 http://brasilquevai.blogspot.com/2011/10/e-as-contradicoes-da-trupe...

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço