Eu sou a favor de mudar o sistema bicameral para unicameral,extinguindo o senado federal,ja imaginou a economia por ano para o país?que poderia ser revertido para a educação,saúde,infraestrutura e outras áreas.

Exibições: 982

Responder esta

Respostas a este tópico

Um comentário rápido. Sou favorável também à adoção do sistema unicameral, mas, me permita a franqueza, o seu argumento é para justificá-la é inaceitável, pelo seguinte: se a razão de extinguir uma instituição política é a economia que ela faz, então, para economizar mais ainda, em vez do sistema unicameral o Brasil deveria adotar o sistema não-cameral. Isto é, extinguir Câmara e Senado de uma vez. A economia seria muito maior. E já que vamos extinguir os dois, maior economia ainda seria extinguir assembléias e câmaras de vereadores. Quem iria representar o povo? Ora, um caudilho, um ditador, enfim, um tirano qualquer. Bem mais barato que todo o aparato demorcrático.
Por certo, não é isso que v. sugere, mas a justificativa que v. deu permite essa extensão. Vale a pena extinguir o Senado porque, resumindo, é um órgão perfeitamente dispensável. Mesmo que seu custo fosse 0, deveria ser extinto.
Ok Luiz!
Realmente sua extensão está correta,na verdade,como sabemos o senado ja é obsoleto,citei a economia sim,mais isso não é tudo,sou a favor sim das instituições e do sistema democrático('") do brasil,mais como está nosso senado hoje,não tem condições de existir,cabide de empregos,corrupções etc...eu acho que está na hora de se debater e extinguir o senado e todas as raposas velhas que lá se encontram.
Abraço!
Sou inteiramente a favor de um Parlamento Unicameral!!!

O Senado não serve para absolutamente nada, a não ser para gastar um oceano de dinheiro (quase R$ 3 Bilhões anuais) que poderia estar sendo investido, por exemplo, para melhorar o sistema de transportes coletivos das grandes cidades brasileiras, que é caótico.

Afinal, já temos a Câmara dos Deputados para representar a população e, logo, não precisamos de Senado algum.

Fim do Senado Já!!!
Qual critério para se determinar a quantidade de congressistas de cada estado seria usado? Um misto dos critérios atuais? =]
Finalmente surge a discussão em torno do sistema bicameral brasileiro que sempre foi escamoteada. Parece que a lucidez está baixando na consciência de tantos pobres cidadãos do nosso país. Sempre defendi o sistema unicameral não apenas por uma simples questão de economia, mas principalmente por respeito a princípios éticos e democráticos que nunca como agora foram tão desrespeitados. Espero que a ética e a democracia seja amplamente incluida nessa discussão porque sem as duas não teria sentido sequer discutir o tal do sistema bicameral.
Existe uma matéria na revista Fórum deste mês especialmente sobre isso, disponível no blog do Biscoito Fino e a Massa: A esquerda e o unicameralismo

[]s
Se conseguirmos um sistema que dê equilibrio entre os estados da federação, sou a favor.
No mais, sou mesmo a favor é da moralização do serviço público. Termos representantes que verdadeiramente nos representem. Que discutam, debatam e cheguem a um consenso para o crescimento do país.
Caros,
publiquei artigo a esse respeito em junho último em meu blog, mas por outras razões, e não pelas razões listadas pelo João Sidney Pontes:
http://richardjakubaszko.blogspot.com/2009/06/o-que-precisa-mudar-n...
como não sou "filiado" aqui neste fórum do conhecimento, mas outros, não sei se meu comentário será aceito.
Richard Jakubaszko, jornalista
Um sistema unicameral do século XXI, uma representação mais autêntica do povo e dos que querem mudar este pais, um lugar que não permita que 99,999% da população se sinta envergonhada pelos políticos que a representem.
Pessoal, esse debate é bem vindo. Eu sou favorável à extinção do senado e
à criação de uma câmara única.

Temos que usar os recursos financeiros e administrativos que sobrarão com a reforma política e democrática para fortalecer os inúmeros conselhos existentes em nivel federal, estadual e municipal.

Uma das mazelas da semi-democracia em que vivemos é o fato de que os parlamentares, os partidos e as lideranças políticas esvaziaram todo o poder dos conselhos de participação e decisão política.

Eles imaginam que a população só sabe votar.

Basta darmos uma olhada em como se dá a eleição e a composição de conselhos nacionais como CONAMA e CNE (Educação), ou em conselhos estaduais como CONSEMA e CEE ( educação e meio ambiente paulistas), ou no CADES (conselho ambiental da cidade de São Paulo) para formarmos a convicção de que
é preciso urgentemente investir nessa instância.

É um problema de todo o Brasil. São Paulo é tão vítima quanto outros estados.

Salvo raras exceções, especialmente quando olhamos para as representações da sociedade civil ambientalista, os conselhos foram aparelhados, ou pelo estado, via partidos políticos, ou pelas empresas que se associam aos gestores de ocasião e que transformam conselhos em balcão de negócios.

Na proposta de uma câmara representativa, temos que inserir os conselhos previstos na CF/88.

A democracia direta ganhará força e a sociedade civil mais instrumentos para impedir desmandos, ingerências, omissões e crimes.

Precisamos alocar os recursos que vão para senadores, deputados federais e estaduais, bem como para vereadores, para os conselhos, empoderando tanto os conselheiros da sociedade civil quanto as instituições, redes e coletivos que se candidatarem às vagas nos conselhos.

Abraços, Gustavo Cherubine.
É.
O Senado é um entulho que vem dos quintos dos infernos.Senão vejamos:a maioria dos que se elegem são ex-governadores, lobistas e mafiosos que se passam por megaemprsários e velhos coronéis.Não tem cabimento a existência do Senado.Como se sabe, o Senado se mete em tudo, o mesmo ocorre na Bolívia e em Honduras.Que as entidades dos movimentos sociais encampem a luta pela extinção pura e simples do Senado. Nós precisamos todos erguer esta bandeira.O Senado tem sido o achado do imprensalão, pois como a maioria dos senadores tem ficha suja fica fácil esta mídia nojenta fabricar arapucas para, ao sabor de seu visível partidarismo, culpar quem faz oposição a Serra, e somente por isso, como responsáveis pelo mar de lama nesta casa de Mãe Joana chamada Senado.Uma lástima a existência do Senado.Pela extinção do Senado já, não tem outro jeito, esta Casa dos Lordes não tem conserto.E nem adianta tirar um para colocar outro.Tirar Sarney para colocar o vice Marconi Perillo, de confiança de Serra?Isto seria umaforma de calar o imprensalão. Mas nem pensar.Perillo carrega nas costas vários processos abertos contra ele por prática de corrupção.O "ético" Pedro Simon?Então tá.Se ele fosse um santo não estaria defendendo com unhas e dentes a corrupta governadora Yeda/RS, nem CPI contra ela o Simon aceita.Cristóvam Buarque?Contra estes pesam acusações de contração de assessores de forma ilegal e lesiva aos cofres públicos.De forma que a única saída é dar um fim no Senado.

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço