Quase todo mundo gosta de cinema. Pra mim é uma arte "ecumênica". Pode misturar música, teatro, artes plásticas, literatura, fotografia... Um filme pode ser instrutivo, revelador ou meramente distração. Vamos lembrar dos filmes que mais gostamos?

 

Na medida do possível coloco pequenas fichas de meus filmes favoritos. Sem ordem de preferência, sem distinção do gênero. Junto com as dicas de vocês vão servir como base para uma votação do tipo "Os 100 filmes do PLN". A pensar como organizar isso...

 

Muita gente cadastrada no portal não tem o costume de acessar o "Fórum". Que tal convidar os amigos para a conversa? Em "Caixa de entrada" você encontrará a guia "+ Escrever". Aí é só escolher aqueles que você acha que podem se interessar pelo papo e informar o link permanente do tópico:

 

http://www.luisnassif.com/forum/topics/um-filme-por-dia

 

(Pode ser bom avisar: se alguém está recebendo emails demais, em função de comentar no tópico, basta desabilitar o recebimento de avisos de novos comentários, o que é feito por link no rodapé da página.)

 

Alguns blogs ou portais sobre cinema:

http://www.adorocinema.com/

http://melhoresfilmes.com.br/

http://www.interfilmes.com/

http://www.webcine.com.br/

http://blitznocinema.diariodamanha.com/

http://cinema.cineclick.uol.com.br/

http://www.filmesdecinema.com.br/

http://www.telefilme.net/

http://www.cineplayers.com/index.php

http://www.cinereporter.com.br/

 

Dica de Maria S. Magnoni:

http://lisandronogueira.blogspot.com/

 

Dicas de Cláudia Stefani:

http://blogs.estadao.com.br/luiz-carlos-merten/

http://blogs.estadao.com.br/luiz-zanin/

 

Exibições: 2658

Responder esta

Respostas a este tópico

Dr. Fantástico

titulo original: (Dr. Strangelove or How I Learned to Stop Worrying and Love the Bomb)

lançamento: 1964 (Inglaterra)

direção: Stanley Kubrick

atores: Peter Sellers , George C. Scott , Sterling Hayden , Keenan Wynn , Slim Pickens
Bela lembrança. Kubrick não muito prolífico (quantos filmes fez? uns 15), mas era completíssimo, fez filmes de (quase) todos os gêneros. Muitas obras-primas. Lembro de Laranja Mecânica (ficção sócio-científica), o Dr. Fantástico (ficção política), De Olhos bem fechados (semierótico, ficção social), Barry Lyndon (drama histórico, o meu favorito, com uma trilha sonora incrível) e de O Iluminado (suspense). Sem contar a obra-prima de todas, 2001. Só vi esses, preciso um dia achar Lolita e Spartacus...
Nunca entendi essa admiração por 2001. Eu tinha visto há muito tempo atrás, e nao lembrava bem dele, lembrava tipo uma historinha, como ET, por ex. Aí um professor de Filosofia que eu tinha, e que eu admirava muito, me disse que era o melhor filme que ele já tinha visto. Fiquei impressionada, achei que tinha perdido algo. Fui rever o filme. Puxa, que decepção. De novo, achei uma historinha de ficção científica normal, que nao era ruim, mas sem nada de especial. E o filme era longo demais... Foi a mesma coisa com Casablanca. Todo mundo falava, fui ver, achei uma patriotada irritante.

Pior ainda é quando a gente adora um filme. E aí, muitos anos depois, vai rever, e acha uma droga! Foi o que me aconteceu com um filme de que nao lembro nem o nome (Queimada? Quaresma? acho que era com Q), com Marlon Brando. A primeira vez que vi achei um dos melhores filmes que tinha visto. Quando revi, achei um panfleto. Por via das dúvidas, evito rever O Anjo Exterminador e Deus e o Diabo na Terra do Sol, dois filmes que achei maravilhosos. Tenho medo de revê-los e desfazer essa impressao.

Barry Lyndon eu vi, gostei, achei muito bonito, mas meio "sem sal". Já de Laranja Mecânica gostei muito.
Acho que a importância de 2001 é o tratamento dado ao tema da inteligência artificial. isso marcou e até hoje se fala em "Hal" (IBM) quando acontece algo de "informática paranormal". Mas aí é mérito do Clarke, não tanto do Kubrick.

Alguém sabe se "Eu, Robô" foi filmado? (O que me lembra de um filme que não gostei muito, onde Robin Williams faz papel de um robô)

Eu não senti nada de especial com "Quemada" (o nome da ilha.) Não lembro detalhes, acho que era uma analogia com as ditaduras latinoamericanas contemporâneas e o imperialismo. Foi essa a impressão que ficou.

O que lembro bem é da época para nós. Como a censura aos filmes acabou antes que a volta das eleições, isto é 1978 versus 1982/1989, houve uma enxurrada de filmes produzidos nas décadas de 60 e 70 que só vimos no Brasil em 1979, 1980... (Quemada incluído) Esse foi um momento muito interessante, pois houve quase uma overdose de bom cinema, pelo menos nas cidades maiores. Eu via dois filmes por semana e não "vencia".
Li Eu Robô, mas nao sei se foi filmado. Você leu um filme de Ray Bradbury chamado (acho, porque li em Francês) Amanhã os Cachorros? Demais. Tb gostei muito de toda a série de Fundação. Nao me lembro muito mais, mas me lembro de ter gostado muito.
Eu gostei do livro "Eu, robô". Os mandamentos de um robô são uma grande sacada. Mas também gostei da concepção do Planeta Aurora, uma quase utopia em que as pessoas viviam isoladas em fazendas e seus contatos eram a distância. Meio precursor da internet (ou do ensino à distância em regiões como Amazônia e Austrália.) Ou isso foi de "Contos Marcianos" (ou algo assim) de Bradbury? Faz 30 anos, li na mesma época e misturei tudo.

Ficções científicas dão ótimas estórias, apenas às vezes são difíceis de transpor. Fico imaginando "Não Verás País Nenhum"

E hoje, com o passamento de Saramago, percebi que não assisti "Ensaio Sobre a Cegueira"...
Laranja Mecanica eh realmente um classico de S. Kubrick que nos remete aos tempos violentos que estamos vivendo (ou assistindo na realidade atual de grandes cidades...)

2001 e sua continuação, 2010, rejuveneceram os filmes de ficção cientifica. Gostei muito da classica cena do osso jogado pelo macaco-hominideo se transformando depois de séculos numa nave espacial, onde pomos todo o conhecimento humano adquirido...

Eh verdade, Ana, a gente depois de rever se decepciona com alguns filmes, como me aconteceu ao rever, com mais idade, o musical HAIR... pois sim!!

CASABLANCA para mim eh um caso a parte, sabe, tem a ver com minha lua de mel...rs e portanto inesquecivel (soh acho dificil decorar a data do casorio...rsrsrs). Alem do filme, do poster, e da musica As time goes by, temos muito a respeito aqui conosco...
Eu reconheço que a música é lindíssima, e os atores muito bons. Mas odeio patriotadas; e tb aquele tipo de uso de "música de suspense", criando ansiedade em certos momentos do filme, e havia isso tb.
Concordo; mas há o risco de nós 2 sermos linchados...
Com o risco ou com o linchamento? Nao sabia que você era tao violenta... (rs, rs)
Ainda bem que você nao concordou com o linchamento! (comentei aqui porque lá nao tinha mais link)
Não creio que o Filme Laranja Mecãnica nos remete ao mundo violento de hoje mas sim,algo de se pensar em o transtorno obcessivo, a mente doentia do ser humano, muitas vezes entralhada desde a infancia. Creio que a violencia atual passa longe de remetermos ao filme Laranja Mecãnica, que por sua vez mostra um quadro explícito de transtorno mental

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço