Comissão de "juristas" sugere liberar plantação de qualquer droga para uso próprio.Sensacional! Qualquer criancinha vai poder pegar no pé e começar seu mundo de sonhos mais cedo.Acaba o tráfico, somos apenas usuários, a nação agradece tão belas inovações no código penal - sempre feito em nome e para o povo!

Exibições: 604

Responder esta

Respostas a este tópico

eu coloquei o link e a fonte PF, não sei a razão que foi retirado, sempre coloco a fonte ao contrário do que afirma

Já existe um número enorme de laboratórios de drogas sintéticas, em fundos de quintais, nem por isso acontece "chuva de usuários". Nada indica que as plantações legalizadas de maconha aumentarão o número de usuários, apenas diminuirão a dependência deles do atual tráfico clandestino. O consumo de tabaco é legalizado, as campanhas de esclarecimento direto aos usuários estão diminuindo o seu consumo, essa é a grande vantagem de dar visibilidade a um hábito social.

O filme "Quebrando o Tabu" expõe o problema em termos políticos razoáveis, para uma discussão séria, afastada do moralismo rastaquera sobre o assunto.

"Pensar num mundo livre de drogas é uma coisa utópica, não houve até hoje na história", diz Fernando Henrique Cardoso, com muita razão sobre o tema. As palavras finais de Anthony Papa são definitvas, para descrever o fracasso das políticas atuais antidrogas: "A questão fundamental que quero levantar é: se não é possível controlar o uso de drogas, dentro de um presídio de segurança máxima, seria possível controlar o uso numa sociedade livre?"


E se 5 dias em um? e se é presente de casamento? e se? e se? anvisa avisa se penaliza? continua subjudice se juristas imaginam [fantasyam] hortas fashion em condomínios descolados. Em perifas a ordem dos fatores faz resultados outros. O fator que maNu adverte: liberar é liberar, horta caseira é paz e amor = simpatia momentosa e mais tarde deixa por conta dos homens de cáqui.
maNu diz e opina: Liberar é buscar na padaria farmácia banca da esquina :)
igualzinho ypióca+pipoca+free baixos teores. [senão deixa como tá]

[senão deixa como tá] = deixa por conta dos homens de cáqui?

[deixa] cáqui por cáqui vacilÔ dançÔ. Acontece sem precisar e quem liga $$$$? o desembargador?
Quem dança pelo menos sabe porque dançou > não precisa carregar manual de NOVAS instruções.

Planta e dá pro vizinho se ele pede? na horta do amigo do andrei conGestiona nóia só filando linguicinha lajeana, iMaginot uma chance de pequenos negócios grandes empresas?
Igualzinho aborto. Libera? [LIBERA] não precisa ser estuprada nem enganada... sósósó comida e na boa, arrependida ou não.
Quem quer liberar faz assim >>>>> pronto Q ninguém é sorvete na testa.

... ou é?

falôoo, isso ahi....na moral...caqui comeu melancia, bebeu o rio  amazonas tá limpo..compra pó, pô!valeu. libero - vai ai PM? si num dê prá compra vô roba morô?

Putzsternefaziamelhor

< < < < < ....................................1759

Andrei Tristan? É internetês joyceano regado a ouzo. Ele é um leitor dos mais hipócritas, formalista.

Quando escreve desenha sem tretas. O jornalismo matou a literatura, Andrei pega a cobra e mostra o machado.

Arrasta todos para o delírio, vamos entendendo.

Ciao.   

Um pouco tarde, estão dormindo talvez. Bem rápido.

É o que o ministro do contra lembrou. Por ser pequeno, 5 gramas malhados, o agricultor-usuário traficará, traficaria se entrasse nessa, que tal uma rede de motoboys? Traficante quer grana do trampo, mesmo que comerciante. Os caquis também, quem quiser, ficariam no controle, rotando no pé do vapor. Haveria invasão de domicílio legal, para conferir, com ou sem mandato law and order? Escuta, disque-denúncia? 

O cara pegou bem, o usuário passaria a ser alvo, um possível traficante, passível de constrangimentos ou coisa pior. Hoje, se for pego, dependendo do "desembargador", Andrei cantou, pega uma comunitária. O kid da periferia, pobre. Paga um pau?

Acho tudo sério, o grande tráfico continuaria protegido anonimamente como é. Libera geral, institucionaliza, como as loterias, impostos, sob o comando da Saúde? Interessa? É um problema  financeiro, mano, droga é capital, movimento.    

prezado, o tráfico continuaria para vender para menores,etc - não somos país de primeiro mundo para liberar drogas - daqui a pouco vão querer também liberar o assalto e o homícidio...sabe como é assalta porque tem o direito de buscar suas necessidades materiais e matar porque tem direito de de vez em quando ter um mal estar momentâneo - façamos o seguinte libera tudo, cada um faz o que quer e vamos todos passar umas férias no inferno

Senhor Pessoa

O legal é a outra face da lei. Obvio quanto isso é saber que o comércio ilegal de qualquer coisa não acabará nunca, enquanto existir o comércio, o lucro, está entendendo? A polícia também não acabará, o crime, idem. O problema das drogas é um terror para  os viciados e famílias, ricos e pobres, adultos e kids, é um terror internacional. Já fomos to the hell, ligou?

Até agora, tudo foi infernal, como o senhor descreve, os nenês já são usuários de crack na  barriga da mama. Gastaram bilhões de grana no mau combate que ajudaria todos os menores, ajudaria as vítimas em potencial, se estivessem mais preparados, suas famílias e a educação, contra tiras, religiosos, políticos, vizinhos, militares, bandidos pobres e ricos, todos enfiados no mesmo saco do capeta barato total.

O Senhor Pessoa brade, reclame, Manu dá força. Não faltam drogas legais e ilegais no estoque. O problema ainda será a "qualidade" e as oportunidades dos consumidores. Sem essa de mais polícia ou mais desembarcadores.  

RSS

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço