Bud Powell, o trágico e notável gênio do piano

Nascido em 27 de setembro de 1924, um dos gigantes do jazz moderno, o pianista Bud Powell mudou a forma de praticamente todos os pianistas pós-swing tocarem, inserindo o vocabulário de Charlie Parker para o piano, confirmando o status de lenda do jazz. Tragicamente, Bud Powell era um gênio gravemente doente. Em um incidente racial, ele foi espancado na cabeça pela polícia e nunca se recuperou totalmente das dores de cabeça e colapsos mentais que o acompanharam para o resto de sua vida. As internações que resultaram em tratamentos de eletrochoque o enfraqueceram ainda mais e seu comportamento errático resultou em oportunidades perdidas. Sua calorosa e bem-vinda estadia de cinco anos em Paris prorrogou a sua vida um pouco mais, mesmo ele tendo passado dois anos no hospital. Ele retornou para New York em 1964, e desapareceu depois de alguns concertos, vindo a falecer em 1966. No entanto, sua influência no jazz, até a ascensão de McCoy Tyner e Bill Evans na década de 60, foi muito forte e ele continua sendo um dos maiores pianistas de jazz de todos os tempos.

Comentar

Você precisa ser um membro de Jazz, Blues & Rock para adicionar comentários!

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço