Villa-Lobos, cinquententário da morte

Informação

Villa-Lobos, cinquententário da morte

Videos, áudios, trabalhos, estudos, mp3 sobe o maior compositor brasileiro

Membros: 76
Última atividade: 11 Jun, 2016

Fórum de discussão

INTERPRETES DE VILLA LOBOS: 5 respostas 

Iniciado por Marcia. Última resposta de VILMAR BARBOSA SANTANA 26 Nov, 2010.

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Villa-Lobos, cinquententário da morte para adicionar comentários!

Comentário de Marise em 6 julho 2009 às 0:35
Prelude número 3 live in Spain - Andres Segóvia interpreta Villa Lobos
"
Comentário de luzete em 6 julho 2009 às 0:22
nossa, dava erro na postagem. mas queria dizer que segue aí embaixo o trenzinho e que a escolha da orquestra é homenagem à doce Helô.
Comentário de luzete em 6 julho 2009 às 0:21
Comentário de Ricardo Monier em 5 julho 2009 às 23:33
Muito boa a idéia de pesquisar sobre Villa-Lobos. Na biblioteca Mario de Andrade, pesquisando sobre história da música há alguns anos, encontrei um livro curioso do próprio Mário de Andrade sobre o assunto. E uma das passagens era muito boa, comentando sobre um concerto em que Villa-Lobos era maestro, no Teatro Municipal.
Mario relatava que acompanhava os concertos para escrever no Estadão, ao que me lembro. E, falando sobre um desses concertos, dizia que Villa-Lobos era cobrado demais pelos brasileiros, pois sendo um regente de bom nível, passava por músico normal e sujeitava-se às críticas. Entretanto era nas suas composições que aparecia o gênio, e eram estas que o povo deveria conhecer para reconhecer o valor do músico, comparando o maestro aos melhores europeus.
Vou procurar novamente o livro, para colocar este trecho aqui.
Comentário de Theotonio de Paiva em 5 julho 2009 às 23:18
Bachianas Brasileiras nº 5, de Villa-Lobos - Parte 2


Concerto com a Filarmônica de Berlim, dirigida por Gustavo Dudamel, em 15 de junho de 2008, para uma platéia de 20 mil pessoas. No repertório, Bachianas Brasileiras nº 5, de Heitor Villa-Lobos. Atuação espetacular da soprano porto-riquenha Ana Maria Martínez. Villa-Lobos buscou inspiração em Bach e conseguiu um resultado sublime. Essa é provavelmente uma das melhores execuções da obra.
Comentário de Theotonio de Paiva em 5 julho 2009 às 23:16
Bachianas Brasileiras nº 5, de Villa-Lobos - Parte 1


Concerto com a Filarmônica de Berlim, dirigida por Gustavo Dudamel, em 15 de junho de 2008, para uma platéia de 20 mil pessoas. No repertório, Bachianas Brasileiras nº 5, de Heitor Villa-Lobos. Atuação espetacular da soprano porto-riquenha Ana Maria Martínez. Villa-Lobos buscou inspiração em Bach e conseguiu um resultado sublime. Essa é provavelmente uma das melhores execuções da obra.
Comentário de Theotonio de Paiva em 5 julho 2009 às 23:15
Heiltor Villa-Lobos - Bachianas Brasileiras n°1 - Prelúdio (Modinha)


A apresentação, realizada em 2008, no Verbier Festival, é de grande força e serenidade. A performance dos violoncelista Mischa Maisky impressiona pela sua entrega e virtuosismo.
Comentário de Theotonio de Paiva em 5 julho 2009 às 23:08
Impressiona como Villa-Lobos, junto com alguns outros artistas e intelectuais de sua geração, consegue estabelecer novos parâmetros de brasilidade, de entendimento da alma nacional, do sentimento mesmo que o homem brasileiro da primeira metade do século carregava no bolso do paletó, ou sob a proteção da cabeça, debaixo de um chapéu de palha.
Em síntese, havia uma espécie cortejar nominalmente aquilo que seria uma das mais significativas possibilidades que se avizinhavam à época: conhecer o Brasil profundo. Uma nação enigmática, de difícil discernimento. Tanto assim que Mário de Andrade a denominará de "entidade nacional".
Concretamente, naquela época, dá-se uma espécie de ruptura com a tradição. Ao mesmo tempo, paradoxalmente, aqueles homens reelaboram essa mesma tradição em bases infinitamente diversas. Texturas muito mais sensíveis distanciam-nos dos predicados românticos e da salvaguarda do pensamento oficial. E isso obviamente tem um preço.
Embora para as gerações subsequentes seja um tanto difícil deslindar o esforço daquela empreitada – aquilo que nos ocorre é essencialmente um exercício de imaginação – há naquele componente de ruptura um risco notável. No caso do compositor, esse risco o predispõe a criar um novo estágio de consciência do ser brasileiro, na dialética do nacional e universal. Fica posto o embate, com rara dignidade, do que é realizar arte num país tão violentamente contraditório, e, ao mesmo tempo, pleno de possibilidades.
Há naquelas investidas, e em Villa isso é decisivo, um projeto cultural impactante, de grande esforço artístico e intelectual. Nesse sentido, resguarda um gesto que poderíamos simbolizar como de uma espécie de rigor para com a obra de arte e, por conseguinte, em direção ao pensamento elaborado e forjado no seu tempo presente.
Lembro de uma máxima do mestre Antunes que se aplica muitíssimo bem a uma evocação dessa ordem, ao compreender, a propósito, a própria natureza subversiva da cultura, e o seu desprezo realizado pela maioria dos governantes. E, então, o encenador paulista se reencontra na tese de que fazer “contracultura no Brasil é ser rigoroso, porque vivemos a estética da besteira no dia-a-dia. Portanto, a contracultura aqui é a cultura, o rigor, a disciplina”.
De certo modo, a produção musical de Villa-Lobos, os seus saltos para uma nova adequação da estética brasileira, e, consequentemente, do homem brasileiro consigo mesmo é o que lhe dá essa aura especial. Inquestionavelmente, trata-se de um dos artistas que melhor soube decifrar aquela tensão posta pela nossa modernidade tardia, entre a tradição popular, os encantamentos da arte erudita e os desafios da vanguarda, a ponto de nos rendermos nessa homenagem. Viva Villa!
Comentário de Laura Macedo em 5 julho 2009 às 23:01
No link "Villa-Lobos, Homenagens pelo Mundo", vocês encontrarão alguns videos, inclusive o de Segóvia interpretando Villa-Lobos.

**********

O belíssimo Choro nº1, de Villa-Lobos na interpretação do violonista Turíbio Santos.


Comentário de Marise em 5 julho 2009 às 22:24
 

Membros (75)

 
 
 

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço