Começamos conclamando vocês a selecionarem as melhores partidas da história.
Vou atrás de uma fantástica no Najdorf.

Exibições: 1774

Respostas a este tópico

Estou procurando A Imortal de Najdorf. Cinco sacrifícios, inclusive de dama
http://www.chessgames.com/perl/chessgame?gid=1100774
Enquanto não acho
Botvinnik-Capablanca, AVRO, 1938, com a combinação espetacular iniciada na 30ª jogada (30.Ba3). E contra Capablanca! Mando em pgn. Comentários de Kasparov.

[Event "AVRO"]
[Site "Holland"]
[Date "1938.??.??"]
[Round "?"]
[White "Botvinnik, Mikhail"]
[Black "Capablanca, Jose Raul"]
[Result "1-0"]
[ECO "E49"]
[Annotator "Kasparov"]
[PlyCount "81"]
[EventDate "1938.11.??"]
[EventType "tourn"]
[EventRounds "14"]
[EventCountry "NED"]
[Source "ChessBase"]

{El torneo de ajedrez organizado por la compañía de radio holandesa AVRO fue
la más representativa reunión de los mejores ajedrecistas de esa época.
Increíblemente Mihail Botvinnik obtuvo el tercer lugar en este magnífico
evento, pero sus dos espectaculares victorias sobre Alekhine y Capablanca le
dieron serias bases para reclamar el título mundial, un sueño que conseguiría
diez años mas tarde. La partida mostrada a continuación pertenece a la
selección de joyas del ajedrez. La misma demuestra que la visión estratégica
de Botvinnik ya era superior a la de los grandes genios de la vieja guardia.
Das Turnier wurde 1938 von dem niederländischen Radio-Hersteller AVRO
organisiert und war eine Zusammenkunft der weltbesten Spieler jener Zeit.
Mikhail Botvinnik wurde nur dritter (!) in diesem großartigen Turnier, aber
seine hervorragenden Siege gegen Aljechin und Capablanca untermauerten seinen
ernsthaften Anspruch auf den Titel des Weltmeisters Ä ein Traum, der zehn
Jahre später in Erfüllung ging. Die folgende Partie gehört zum goldenen
Schatz des königlichen Spiels. Sie beweist, daß Botvinniks strategische
Weitsicht bereits damals dem großen Genie der alten Garde überlegen war.} 1. d4
Nf6 2. c4 e6 3. Nc3 Bb4 4. e3 d5 5. a3 Bxc3+ 6. bxc3 c5 7. cxd5 exd5 {Hoy día
todos sabemos que debido a la prematura definición de la estructura de
peones en el centro, las blancas tienen mas oportunidades de ganar la
iniciativa. Pero en aquellos días ambos oponentes se encontraban perdidos
en "terra incognita", las variantes que serían desarrolladas en la defensa
Nimzo-India recién se estaban descubriendo. Heute wissen wir alle, daß die
vorzeitige Festlegung der schwarzen Bauernstruktur im Zentrum Weiß beim Kampf
um die Initiative bessere Chancen einräumt. Aber zu jener Zeit wanderten beide
Gegner noch auf 'terra incognita' - man hatte gerade erst begonnen, die
endgültigen Pfade in der Nimzoindischen Verteidigung zu definieren.} 8. Bd3 O-O
9. Ne2 b6 10. O-O Ba6 {Para los estándares que dominaban las mentes de los
ajedrecistas de los años 20 y 30 las negras no tenían nada de que quejarse.
Buena estructura de peones, rápido desarrollo, sin debilidades. Las Blancas ni
siquiera amenazaban ninguna acción inmediata. Sin embargo, Botvinnik
"sintió" correctamente que un avance central e3-e4-e5 (luego de la
preparatoria f3) podría conducir a un violento ataque sobre el ala rey.
?Difícil de creer? Bien, al menos usted está pensando al igual que el gran
campeón cubano. Nach allen gängigen Maßstäben der Meister der zwanziger und
dreißiger Jahre müßte Schwarz mit dieser Stellung ganz zufrieden sein. Eine
gute Bauernstruktur, leichte Entwicklung, keine greifbaren Schwächen. Weiß
droht nicht einmal, irgendwelche Aktivitäten zu entfalten. Allerdings fühlte
Botvinnik völlig zu Recht, daß die Möglichkeit eines Vorstoßes im Zentrum mit
e3-e4-e5 (nach dem vorbereitenden f3) einen scharfen Angriff im Zentrum
einleiten könnte. Sie glauben das nicht? Nun, das tat ebensowenig der
kubanischen Exweltmeister.} ({En la partida Kasparov-Ivanovich, 1983, luego de
hatte Weiß nach} 10... Re8 11. f3 Ba6 12. Ng3 Bxd3 13. Qxd3 Nc6 14. Bb2 c4 15.
Qd2 Qd7 16. Rae1 {las blancas terminan movilizándose rápidamente y con
efectividad. Esto es como, paso por paso, a través de constantes pruebas
prácticas, hemos mejorado los viejos planes. Pero la más valorable
contribución, por supuesto, es haber inventado una sólida estrategia a largo
plazo!}) 11. Bxa6 {Inzwischen haben uns viele Partien gezeigt, daß man besser
sofort 11.f3 spielen und den Zentrumsdurchbruch vorantreiben sollte. Die Dame
will ohnehin nach d3 ziehen, und der schwarze Springer erhält keine zweite
Option.} ({La experiencia posterior muestra que se debería preferir} 11. f3 {
inmediatamente trabajando sobre la ruptura crítica en el centro. La dama
blanca debe ir a d3 de todas maneras, y el caballo negro no tiene nuevas
opciones.}) 11... Nxa6 12. Bb2 $2 {Los pioneros están expuestos a cometer
errores. Un incorrecto orden de movimientos siempre daña un profundo plan
estratégico. Pioniere sind dazu verdammt, Fehler zu begehen. Die falsche
Reihenfolge der Züge verletzt den tiefen strategischen Plan. Nötig war 12.Dd3.}
(12. Qd3 {era necesaria.}) 12... Qd7 13. a4 {Forzada. Erzwungen.} ({Ahora
tampoco Nun war} 13. Qd3 {es buena por} Qa4 $1 {sellando el ala dama blanco.})
13... Rfe8 $2 {Capablanca desaprovecha el momento de tomar la iniciativa.} (
13... cxd4 14. cxd4 Rfc8 {seguido de} 15. -- Rc4 16. -- Rac8 {y las blancas
deben olvidarse de un plan activo en el centro y cambiar a un esquema
defensivo.}) 14. Qd3 c4 $2 {Este grave error posicional tiene un claro
antecedente. El Capablanca de 50 años de edad, dentro de su larga carrera
ajedrecística, nunca tuvo que lidiar con los factores dinámicos ocultos de una
posición. Su intuición única y su rica experiencia no le indicaron ninguna
señal de peligro aquí. En cambio el contaba con la larga maniobra de casillas
blancas Ca6-b8-c6-a5-b3. Capablanca simplemente subestimó el explosivo poder
de la posición de las blancas.[%cal Ya6b8,Yb8c6,Yc6a5,Ya5b3]} 15. Qc2 Nb8 16.
Rae1 Nc6 17. Ng3 Na5 ({Si} 17... Ne4 {entonces} 18. Nh1 $1 {y los planes del
blanco funcionan de todas maneras, por ej.} f5 19. f3 Nd6 20. Ba3 g6 21. Ng3 {
y luego de la inevitable e3-e4 la débil posición del Rey negro es fuente de
permanentes problemas.}) 18. f3 Nb3 {Ambos lados son enteramente persistentes.
El peón a4 está perdido, pero el largamente esperado avance central también
está listo.} 19. e4 Qxa4 {Este miserable peón ha jugado un importante papel
como la carnada del tigre!} 20. e5 Nd7 {[%cal Yb3c5]} 21. Qf2 {De otra manera
el aislado caballo podría volver a jugar con efectividad luego de Cb3-c5!
Ahora las negras deben tomar las amenazas de su oponente mas seriamente - el
caballo blanco progresa por f5 y d6, y el peón avanzado f se convierte en un
poderoso Ariete que parte en pedazos al enroque negro. Pero Capablanca no se
atemoriza por esas sombras en el horizonte. Su tenaz y económica defensa era
famosa por la sorprendente habilidad de cuidar su rey con un mínimo de
recursos mientras que el resto de su ejército obtenía la ventaja en otro lugar
del tablero.} g6 22. f4 f5 {Forzando la apertura de la columna e y el cambio
de torres.} 23. exf6 Nxf6 24. f5 {Acercándose cada vez más al rey negro.} Rxe1
25. Rxe1 Re8 {Usando un truco táctico para proteger el caballo de f6.
Capablanca va reduciendo el potencial ataque blanco, sin embargo, desde ahora
él no tendrá opciones para unirse al club de las joyas maestras del ajedrez,
solo que desafortunadamente esta vez estará sentado del lado equivocado del
tablero!} ({En caso de} 25... Rf8 26. Qf4 {El ataque blanco también es
imparable, por ej.} Qa2 27. fxg6 $1 Qxb2 (27... hxg6 28. Qg5) 28. g7 $1 Kxg7
29. Nf5+ Kh8 30. Qd6 Rf7 (30... Kg8 31. Qg3+) 31. Qxf6+ {dando mate.}) 26. Re6
$1 (26. fxg6 hxg6 27. Rxe8+ Nxe8) 26... Rxe6 {Ahora en cambio en vez de ser
consumido en el fuego del ataque el peón f está haciendo una prodigiosa
carrera. La aparición de este poderoso aliado de la dama blanca es imposible
de detener:} (26... Kg7 27. Rxf6 $1 Kxf6 28. fxg6+ Kxg6 (28... Ke7 29. Qf7+ Kd8
30. g7) 29. Qf5+ Kg7 30. Nh5+ Kh6 31. h4 $1 Rg8 32. g4 Qc6 33. Ba3 $1 {with
mate to follow.}) 27. fxe6 Kg7 28. Qf4 Qe8 {La dama debe volver.} (28... Qa2 $2
29. Nf5+ {con mate en cinco.} gxf5 30. Qg5+ {etc.}) 29. Qe5 Qe7 {El ataque y
la defensa han alcanzado una vacilante paridad, cada lado necesita reservas
para decidir una épica batalla a su favor. La cuestión es ?cuál de las dos
piezas menores desde los flancos olvidados es más rápida? El Caballo negro va
a usar la misma ruta Cb3-a5-c6, pero ?qué pasa con el dormido alfil blanco?}
30. Ba3 $3 {Si el primer movimiento del alfil, 12.Ab2?, fue justamente un mal
chiste, entonces el segundo pequeño paso desde b2 a a3 ha creado un drama!
Este acto kamikaze fuerza a la dama negra a dejar a su rey nuevamente, esta
vez no voluntariamente, y desbloqueando el ambicioso peón que corre por el
premio mayor.} Qxa3 31. Nh5+ $1 gxh5 32. Qg5+ Kf8 33. Qxf6+ Kg8 34. e7 ({Nach}
34. Qf7+ Kh8 35. g3 $1 {con el escape del rey blanco a h3 era también
suficiente. Apurando e7 podría estropear todo:} (35. e7 $2 Qc1+ 36. Kf2 Qd2+
37. Kg3 Qg5+ 38. Kf3 Nxd4+ $1 39. cxd4 Qg4+ {con jaque perpetuo.})) 34... Qc1+
35. Kf2 Qc2+ 36. Kg3 Qd3+ 37. Kh4 Qe4+ 38. Kxh5 Qe2+ {El cambio de damas no
ayuda:} (38... Qg6+ 39. Qxg6+ hxg6+ 40. Kxg6 {y ahora el peón corona dama (o
torre) con mate.}) 39. Kh4 Qe4+ 40. g4 {El triste caballo negro de b3 es
abandonado en un silencio que reprocha un mal cálculo estratégico en el
temprano medio juego.} Qe1+ 41. Kh5 {y la rendición de Capablanca, en mi
opinión, simboliza el final de una era de gigantes heroicos del ajedrez,
dominando la arena con su genio natural. Desde este histórico momento el toque
profesional ha jugado cada vez más un importante rol como parte integral del
ajedrez, el camino al éxito definitivo.} 1-0
Infelizmente a partida de xadrez mais fantástica da história, a que será registrada nos livros didáticos e lembrada pelas gerações futuras, não foi jogada por Capablanca ou Najdorf. Não foi sequer disputada entre dois adversários humanos. Ocorreu em 11 de maio de 1997, quando o Deep Blue da IBM finalmente derrotou o campeão mundial Garry Kasparov. O primeiro passo da era das máquinas mais inteligentes do que o homem tinha sido dado.
Experimentes estes movimentos e vejam se conseguem enganar o Capablanca

1921 campeonato mundial
Lasker-Capablanca
Ruy López

1. P4R P4R 2. C3BR C3BD 3. B5C C3B 4. O-O P3D 5. P4D B2D 6. C3B B2R 7. BxC BxB 8. D3D PxP 9. CxP B2D 10. B5C O-O 11. TD1R P3TR 12. B4T C2T 13. BxB DxB 14. C5D D1D 15. P4BD T1R 16. P4B P3BD 17. C3BD D3C 18. P3CD TD1D 19. R1T C3B 20. P3TR B1B 21. T1D T2R 22. TR1R TD1R 23. T2R D4T 24. T1BR D4TR 25. R1C P3T 26. T1-2B D3C 27. T3B D4T 28. P5BR D5T 29. R2T C5C+ 30. R1T C4R 31. D2D CxT 32. CxC D3B 33. P4TD P3CR 34. PxP PxP 35. T3R B4B 36. D3D P4CR 37. C2D B3C 38. P4CD D3R 39. P5C PTxP 40. PTxP T1T 41. D1C D4R 42. D1R R2T 43. PxP PxP 44. D3C DxD 45. TxD T6T 46. R2T T2CD 47. P5B PxP 48. C4B T8T 49. C5R T8BD 50. P4T T2R 51. CxP T3R 52. C8D PxP 53. T3D T3BR 54. T7D+ R1T 55. C5D T3-8B 56. R3T BxP 0-1

vitória de Capablanca por 9,0 a 5,0
Anexos
Discordo frontalmente desta questão Kasparov vs Deep Blue. Na verdade, o match verificou-se depois ter sido mais "folclórico" do que real, pois não se dava muito "valor" ao computador como jogador forte. Em 2002, o sucessor de Kasparov, Vladimir Kramnik, participou de um match contra um computador, mas já nete momento com regras bem diferentes: Kramnik treinou contra o computador um mês antes do match, e conseguiu mostrar como ganhar do computador. Na época, trocando Damas no inicio dos jogos, e levando os jogos para partidas posicionais, ele colocou o computador em apuros em várias circunstâncias. Tanto que este foi reprogramado durante o match, o que poderia ter sido considerado até mesmo ilegal durante este.

Já o Kasparov quis enfrentar o computador nos seus domínios, que também eram os do Kasparov, ou seja, o jogo tático, área em que os computadores, dada suas habilidades de cálculo, são excelentes. Há grandes mestres que se dão mal contra computadores, exatamente por isto. Já outros, como Kramnik, conseguem fazer frente e mesmo vencer as máquinas.

É interessante lembrar que na década de 90 se esperava que neste ano (2010) os computadores teriam Rating de 4000, ou seja, absolutamente inalcançáveis por humanos, o que NÃO ACONTECEU.

Vou dar uam sugestão de site e uma de torneio:

O site para jogar Xadrez é o FICS, www.freechess.org. É gratuito, tem ranking, tem chat, tem robots dando aula, tem GM ensinando. E tem muitos jogadores, de diversos níveis. É o mesmo servidor dos servidores pagos internacionais.

O site para torneios, que acompanha vários ao redor do mundo, é o livechess.chessdom.com. No momento, temos o Tal Memorial como torneio mais importante. Os jogos, direto de Moscow, começam às 11:00 em geral. Tem chat, comentários, análise de posição, e ainda, dependendo do torneio, algum GM comentando.
De pleno acordo sobre Kasparov-Deep Blue. Estou reescrevendo uma série de artigos que publiquei em 2007 sobre a história do xadrez ("Misérias e Glórias do Xadrez"), para publicação em livro. Por coincidência, ontem reli um dos trechos necessito reescrever, pois uma coisa é escrever no calor da polêmica, e outra, depois. Mas o conteúdo dessa parte - aliás, também das outras - não pretendo mudar:

"É evidente que jogar com um computador é jogar com uma criação humana. Portanto, não se justifica tal alarido em torno desses matches, senão como forma de ganhar dinheiro. Além do mais, como observaram Karpov, Susan Polgar e outros, um duelo desse tipo somente seria justo se o programa de computador contasse apenas com seus próprios recursos. No entanto, isso não é verdade: os programas de computador, até hoje, não conseguem jogar bem uma abertura nem um final de jogo. A solução foi dar a ele livros de abertura e de finais (“tablebases”) onde as posições já estão determinadas, além, evidentemente, de um banco de partidas, jogadas por humanos, cada vez maior. Em um jogo onde, além do mais, o tempo é decisivo, isso torna a partida cada vez mais desigual - não para a “máquina” em relação ao “humano”, mas para os humanos que criaram o programa em relação ao jogador humano que o enfrenta sem livro de aberturas, sem livro de finais e sem poder consultar um banco de dados de partidas.

Esse é o aspecto falso mas não fraudulento desses duelos. Porém, há outro: em 2003, quando outro duelo “homem x máquina” foi promovido, com Kasparov recebendo US$ 500 mil e mais uma bolsa de igual magnitude (60% se vencesse, 40% se perdesse), pagos pela Technologies Corporation para promover o seu “Deep Júnior”, aconteceram algumas coisas incríveis.

Na primeira partida, o “Deep Júnior” fez uma tenebrosa 17ª jogada e perdeu a partida. Na terceira, Kasparov resolveu retribuir a gentileza e competir com a máquina em cálculo - o que ele sabia, desde o Deep Blue, que é praticamente impossível. Programas de computador podem ser vencidos porque sua análise da posição não é acurada, mas jamais no cálculo de seqüências de jogadas - afinal, é para calcular coisas semelhantes que os computadores e seus programas existem.

Na 5ª partida, o computador simplesmente sacrificou uma peça sem compensação, ou seja, fez um sacrifício errado, algo inédito, pois se trata de um grosseiro erro de cálculo. Mas nem por isso perdeu a partida. Na 16ª jogada, numa posição ganhadora, Kasparov ignorou a óbvia continuação e o computador forçou o empate. Depois disso, na última partida, estando numa posição superior, Kasparov propôs o empate, o que deixou o match igualado.

Escrevendo no site “Jaque”, Amador Cuesta Robledo resumiu: “a palhaçada do match Kasparov x Deep Júnior só é comparável a outra pantomima, também sem graça nenhuma, que foi o match Kramnik x Deep Fritz”, também finalizado com empate. Cuesta Robledo nota que esses empates entre “homem” e “máquina” só serviam para que houvesse “outros matches e mais dinheiro para esses espertalhões”. E, sobre a última partida: “mesmo com posição superior, Kasparov propôs empate, igualando o match em definitivo. E logo teremos uma revanche, porquanto nunca faltarão imbecis para prestigiar esses ridículos despropósitos” (citações de Cuesta Robledo em Hélder Câmara, “A Festa Circense”, 15/02/2003).

Quanto ao último item, Cuesta Robledo parece que não tinha razão: já há algum tempo estão escasseando os imbecis para essas finalidades. Mas acertou em relação a “outros matches”. No mesmo ano, Kasparov conseguiu outro confronto “homem x máquina”, dessa vez para promover uma versão do programa alemão “Fritz”. Naturalmente, o match terminou empatado. Por que o fabricante iria pagar a ele US$ 175 mil? Para ter a propaganda de sua mercadoria prejudicada? Mas é sintomático que o cachê tenha descido de preço, razoavelmente, em poucos meses."

recomendo o www.chesscube.com. joga-se de graça, e há adversários relativamente fortes.
Conheci Najdorf no meu início de carreira, cobrindo o Interzonal de Xadrez de São Paulo, que projetou Mequinho. Xudeu polaco, fugiu para a Argentina na Segunda Guerra e fez carreira por lá. Ao lado de Oscar Panno, tornou-se o grande nome do xadrez argentino. Mas era muito mais, verdadeira lenda do xadrez mundial.

Foi no Interzonal que me falaram da Imortal Polaca, de Najdorf, um clássico em que sacrifica quatro peças antes de conseguir o mate.

Aqui vai. Clique aqui para o arquivo PGN, próprio para reproduzir as jogadas em progamas especiais.
- O xadrez na Internet -


QUATRO ENTREGAS E UM FUNERAL !

MC RICHARD GUERRERO

A IMORTAL DE NAJDORF ! A IMORTAL POLACA !
NAJDORF SACRIFICA 4 PEÇAS SEGUIDAS E CONSEGUE UM ESPETACULAR MATE !

"Não sei quem é o melhor jogador do mundo, porém sei quem é o que mais ama o xadrez: Miguel Najdorf" (Najdorf)

"Um amor incontível pelo xadrez" (A.Lopez)

"Sua proverbial engenhosidade e sentido pragmático ficam perfeitamente refletidos em suas lutas diante do tabuleiro" (A.Gude)

"Um dos jogadores de torneio mais fortes da historia do xadrez" (A.Lopez)

Glücksberg - Najdorf
Varsovia, 1935 [A85]
[Richard Guerrero]

1.d4 f5 2.c4 Cf6 3.Cc3 e6 4.Cf3 d5 5.e3 c6

Najdorf estabelece o "Muro de Pedra" ou "Stonewall" da Defesa Holandesa, caracterizado pelos peões centrais situados deste modo (f5-e6-d5-c6).

6.Bd3 Bd6 7.0-0 0-0 8.Ce2 Cbd7 9.Cg5??

Um grave erro, pelo que as brancas receberão um ataque fulminante...

9...Bxh2+! 10.Rh1

Se 10.Rxh2 Cg4+ 11.Rg1 Dxg5 e depois de recuperar imediatamente a peça entregue, as negras também teriam um forte ataque e um peão de vantagem.

10...Cg4!

Diretamente ao rei branco! Najdorf leva o cavalo a uma posição muito agressiva e abre a diagonal de ataque d8-h4 para a dama negra, que já ameaça imediatamente o cavalo branco.

11.f4

Defendendo o cavalo próprio, porém deixando o do rival solidamente instalado, posto que já não será possível ameaçá-lo com f3. Ademais, com a última jogada, o flanco do rei fica ainda mais debilitado e a insegurança do rei das brancas aumenta...

11.Cxe6?? perderia de imediato com 11...Dh4! ameaçando mate em 2 com 12...Bg3+ seguido de 13...Dh2++, e se agora 12.g3 Bxg3+ 13.Rg2 Dh2+ 14.Rf3 Cde5+! 15.dxe5 Cxe5#

11...De8!

Já que agora está bloqueado o acesso da dama ao ataque pela diagonal d8-h4, a dama vai entrar na coluna "h" pela diagonal e8-h5 e as brancas não podem fazer nada para impedi-lo.

12.g3

Vendo a iminente chegada da dama rival, as brancas tentam tirar seu rei da "coluna da morte" e por a torre em "h1" para que se oponha assim à entrada da dama negra por "h2".

12...Dh5 13.Rg2

Porém agora Najdorf vai desmontar de um golpe o intento de defesa das brancas, com uma das seqüências mais belas e espetaculares da historia do xadrez, e pela qual esta partida é merecidamente recordada como "A Imortal de Najdorf".

13...Bg1!!

Começa o festival! Esta é a primeira das 4 magistrais entregas de peça desta partida. Com esta jogada se evita brilhantemente a passagem da torre à defesa desde "h1".

14.Cxg1

14.Rxg1?? Dh2#

14.Txg1?? Dh2+ 15.Rf3 Df2#

14.Cf3 Bxe3 e as negras ganhariam um segundo peão e seguiriam atacando.

14...Dh2+

Com o sacrifício do bispo se conseguiu finalmente a entrada da dama negra por h2.

15.Rf3

Como continuar agora o ataque?

15...e5!!

Assim! Demolindo as defesas do rei branco da forma mais drástica! Abre a diagonal do bispo negro e ameaça seguir imediatamente com o terrível xeque do peão "e".

16.dxe5

Isto vai permitir mais sacrifícios brilhantes, porém de todos os modos as brancas já estão fritas, posto que não têm nenhuma possibilidade de defender a partida.

16...Cdxe5+!!

Segue o recital de entregas de peça! E com esta contamos duas!

17.fxe5 Cxe5+ 18.Rf4 Cg6+ 19.Rf3

E agora, como seguir?

19...f4!!

Aí esta!! Pulverizando as poucas esperanças das brancas. Najdorf não hesita em entregar o que seja preciso, desde que abra todas as linhas (colunas, filas e diagonais) para levar o rei adversário ao mate.

20.exf4

Se 20.gxf4 Ce5#

20.Bxg6 levaria também a uma brilhante seqüência até o mate 20...Bg4+!! 21.Rxg4 Dxg3+ 22.Rh5 hxg6+ 23.Rxg6 Tf6+ 24.Rh5 Th6#

20...Bg4+!!

E aqui está a terceira espetacular entrega de peça! E se não come, perde a dama!

21.Rxg4 Ce5+!!

A quarta e definitiva! O rei branco vai receber a estocada final.

22.fxe5 h5#!

Genial!! 0-1

Web de Richard Guerreiro: http://www.terra.es/personal3/r3198r

>> Partida no visor

Clique aqui para acompanhar no Twitter
Meu grande ídolo e que estudei durante anos foi o russo BORIS SPASSY , para mim o maior jogador da história do xadrez, APESAR DE SUA DERROTA PARA O MALUCO BOB FISCHER.

Estudei muito a época suas aberturas , todas com PEÃO da DAMA E TENHO CERTEZA VENCI ALGUNS TORNEIOS ESCOLARES E PARTIDAS DE CAMPEONATOS , por que ao abrir a partida com PEÃO DA DAMA , grande parte de meus adversários não conheciam quase nada deste tipo de abertura, pois 95% dos jogadores a época só conheciam aberturas com peão do rei.

RICHARD PEREIRA
Miguel Najdorf foi uma das grandes lendas do xadrez mundial Ao contrário do que foi dito aqui, ele nào fugiu para a Argentina. Ele estava na Argentina durante a Olimpíada de Xadrez de Buenos Aires , em 1939 quando eclodiu a 2 Guerra Mundial. Além de bagunçar totalmente a competição (muitos europeus nào sabiam o que fazer e temiam por seus parentes na Europa.) os problemas políticos atingiram em cheio o torneio: afinal a Alemanha estava participando, bem como vários recém anexados como a Polonia e a Checoeslovaquia. Detalhess dessa Olimpíada podem ser vistos aqui .

Najdor, que era o primeiro tabuleiro da Polonia (maior candidata ao título) resolveu ficar na Argentina assim como uma grande quantidade de estrangeiros, graças a incentivos do governo que permitiram sua permanência lá. Toda essa conjunção de fatos, fizeram com que a Argentina s tornasse uma potência mundial no xadrez (foram medalhistas nas 5 Olimpíadas seguintes).

Uma partida excepcional de Najdorf (é minha partida de etimação nas aulas de estratégia em posições fechadas) foi jogada no torneio de Zurich, 1953 que deu origem a um dos melhores livros de xadrez já escritos, "Zurich,53" de David Bronstein. Taimanov x Najdorf . Se o link estiver funcionando, divirtam-se e prestem atenção no lance 33...Bh3 em que as pretas colocam todas as suas peças, exceto o Rei no ataque ao Rei branco.
Esta partida não deixa ser imortal, apesar de sê-lo pelo sentido inverso. Ficou popularmente conhecida como a que nos trouxe "The Blunder of the Century": em 27/11/2006 no match homem x máquina entre Kramnik e Deep Fritz, ocorrido em Bonn, Alemanha, Kramnik tem um lapso e não percebe que está sob a ameaça de mate em 1 lance, facilmente evitável. Kramnik não vê, faz um lance qualquer e leva xeque-mate em meio a uma partida equilibrada. Como a Susan Polgar comenta, será que em alguma vez na história um Campeão Mundial levou um xeque-mate assim? Naquele momento, Kramnik era o campeão mundial, não era nem um ex-campeão mundial, ele era o número 1 do mundo!
Aqui tem os lances da partida:
http://susanpolgar.blogspot.com/2006/11/blunder-of-century-biggest-...

RSS

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço