Portal Luis Nassif

Carlos Henrique Machado
  • Masculino
  • Volta Redonda
Compartilhar no Facebook Compartilhar
  • Mensagens de blog
  • Tópicos (3)
  • Eventos
  • Grupos (1)
  • Fotos
  • Álbuns de Fotos
  • Vídeos

Amigos de Carlos Henrique Machado

  • Antonio Carlos Pedro
  • Márcia Fernandes
  • alberto manoel ruschel filho
  • Kátia Assis
  • Tavynho Bonfa
  • Helô
  • Laura Macedo

Grupos de Carlos Henrique Machado

Discussões de Carlos Henrique Machado

PELAS BANDAS DO BRASIL

Started 2 Jun, 2010

 

Página de Carlos Henrique Machado

Últimas atividades

Carlos Henrique Machado postou uma discussão

PELAS BANDAS DO BRASIL

 PELAS BANDAS DO BRASIL  O vocabulário estereotipado criou uma mentalidade sedimentada em torno da historiografia da música brasileira aonde a identidade nacional, muitas vezes, não é observada a partir da mobilização da sociedade brasileira. E de um discurso incoerente, muitos textos sobre música, no Brasil, não refletem a produção musical, sobretudo do homem brasileiro. Um desses casos são as bandas de música, um dos maiores exemplos da característica da mentalidade não refletida, quando…Ver mais...
2 Jun, 2010
Carlos Henrique Machado recebeu um presente de Antonio Carlos Pedro
2 Jun, 2010

Informações do Perfil

Profissão
musico

O SEQUESTRO DA ARTE

Tenho alertado em alguns debates sobre cultura que vivemos um jogo de cena, um paradoxo que, ao mesmo tempo que estimula a liberdade conceitual, os mesmos agentes ficam entrincheirados na rigidez técnica entre o minimalismo e o classismo. Circula pelo mundo uma vultuosa soma financeira que abriga bem mais do que o afortunado mundo de uma certa celebridade culta, mas acima de tudo uma tática de mapear e neutralizar o próprio ambiente crítico da arte como num jogo de espelhos, desses que chegam às nossas cidades em parques temáticos.

Há em tudo isso um bem traçado plano de domínio de pequenos grupos interligados a um só comando que no Brasil ganhou força nessa última década, as instituições, as curadorias que se fazem maiores do que a arte, sequestrando todo o seu ambiente, seja nas universidades, nas instituições ditas culturais. O sincronismo dessa metodologia que cada vez mais ganha espaços no Brasil, está impregnado de um vício que nem mais a arte popular escapa. Tudo depende do crivo deste mesmo universo e, com isso, vem produzindo no Brasil um dos piores ambientes para as expressões artísticas contemporâneas, o que nos dá uma falsa impressão de que não há nada de novo numa arte hoje marginalizada.

É nessa lógica que seguem as críticas muito bem fundamentadas de Afonso Romano de Sant'Ana. Ele traz à luz o ambiente promíscuo das falácias retóricas que o discurso da arte conceitual trouxe ao século XX a partir de Marcel Duchamp, que eclode no enígma do vazio representado pela última bienal de São Paulo. Suas colocações são absolutamente pertinenentes. Espero, sinceramente que elas tragam uma investigação de todo o contexto que essa invisível forma de cooptação de um mercado fabricado pela ilusão da publicidade que artificializa conceitos sem o menor compromisso com a produção da arte dentro do Brasil. O mesmo ambiente que abre todas as portas para o famoso, tudo é arte, trabalha com uma rigidez que classifico como praga do sinfonismo cienticista e tem provocado dentro das orquestras sinfônicas, profissionais e amadoras, verdadeiros levantes e insurreições de músicos contra maestros por não suportarem mais a carga de exigências psíquicas e atléticas para apresentar resultados de superioridade técnica e assim, justificar a expansão da máfia das batutas, a mesma que avança pelo interior do Brasil destruindo instituições centenárias como as bandas de música com repertórios próprios e a impingir um sinfonismo rastaquera que resulta simplesmente no apuro de técnicas, sem levar em conta o próprio sentido da arte que é a sua criação, ou seja, estamos vendo o mesmo grupo institucional dominar todo o ambiente cultural do Brasil, e se ele não tem nome, com certeza tem sobrenome, basta uma simples investigação. No lugar do folclore, o para-folclorismo, grupos formados artificialmente dentro de instituições patrocinadas com o dinheiro público em substituição às manifestações concretas da sociedade, pior, com uma visão estrativista em que vão às comunidades, gravam, filmam as suas manifestações em troca simplesmente de visibilidade.

Estou levantando essas questões para que sejam debatidas livremente aqui e que, palmo a palmo, esse caminho perigoso seja discutido de forma corajosa e transparente pelos meus amigos desta comunidade.

Caixa de Recados (8 comentários)

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Às 1:17 em 2 junho 2010, Antonio Carlos Pedro disse...
Bom! prá falar do tema que voce expõe com pertinencia - pode não precisar ser músico - mas é premissa maior ter que gostar de música, sobretudo das manifestações e expressões culturais brasileiras que foram desconectadas em algum lugar de um passado recente, e que a cada dia que passa, vai incomodando cada vez mais. Esta é uma boa pauta para o programa do nosso anfitrião aqui. Luis Nassif - Aonde estão as bandas do interior brasileiro. Também acho que cabe um programa especifico do MinC para esta vertente ...
Em 1:12am on junho 02, 2010, Antonio Carlos Pedro deu para Carlos Henrique Machado um presente...
Presente
Eita! Carlos Choro Brasileiro Henrique - re-descobrindo Brasis e re-encantando pessoas a gente vai levando! a gente vai levando esta vida!. Felicidades extensiva a Celeste. Abraço fraterno. pedro
Às 0:26 em 8 novembro 2009, Márcia Fernandes disse...
Muito a propósito seu texto. Tive a experiência de morar por oito anos em Ubatuba onde uma instituição chamada Fundart afunda a arte em todos os níveis do imaginário. Com o pretexto de formar uma Banda Sinfônica esvaziou a tradicional Retreta que divertia e emocionava a comunidade. Vestem-se de preto, em pleno verão praieiro, e se consideram importantes múscos eruditos. Eu participaei da Banda, tocando flauta e flautim. A arrogância dos "maestros" seguia em tudo o triste exemplo de maestros de Sinfônicas brasileiras. O assunto é longo. Prazer em vê-lo por aqui!
Às 22:49 em 30 dezembro 2008, Helô disse...
Carlos
Preparei um cartão coletivo para os amigos da Comunidade, principalmente para os que gostam de boa música. Um ótimo 2009 pra você e família.
Clique aqui, aguarde o carregamento e siga as instruções.
Abraços.
Às 21:31 em 31 outubro 2008, antonio celso lopes da costa disse...
tenho varias cifras de mpb e bossa (nivel profissional) gostaria de saber se gostaria de fazer umas permutas.
antonio celso lopes da costa.
celso3tn@terra.com.br
Às 23:29 em 5 outubro 2008, Helô disse...
Oi, Carlos
Vi o post da Laura e vim parabenizá-lo. Pena eu ter perdido o programa, mas vi os vídeos que ela colocou e adorei.
Abraços.
Às 22:07 em 29 setembro 2008, Laura Macedo disse...
Oi, Carlos Henrique.
Já está na minha agenda sua apresentação na próxima sexta no Instrumental Sesc Brasil. É um programa que curto muito e sempre gravo os que gosto mais. E o seu é claro que gravarei.
Abraços.
Laura.
Às 4:07 em 14 setembro 2008, Laura Macedo disse...
Oi, Carlos Henrique.
Parabéns por sua performance no Programa Instrumental Sesc Brasil. Uma maravilha!!! Fiquei encantada com seu trabalho autoral e de músico.
Valeu!!!
Abraços .
Laura Macedo.
 
 
 

Publicidade

Blogs Brasilianas

© 2017   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço