Cláudia Bergo
  • Feminino
  • Ipatinga, MG
  • Brasil
Compartilhar no Facebook Compartilhar

Amigos de Cláudia Bergo

  • edinei vargas farias wenceslau p
  • Lúcio Alves de Barros

Música

Paused...
  • 1.
    TORCE RETORCE
  • 2.
    Nós queremos mesmo é ser valorizados
  • 3.
    Seu Prefeito
  • 4.
    Vou não, quero não

Grupos de Cláudia Bergo

Presentes recebidos

Presente

Cláudia Bergo ainda não recebeu nenhum presente

Dar um presente

 

Página de Cláudia Bergo

Informações do Perfil

Profissão
Professora

Em nome da Dignidade

Antes de mais nada, peço desculpas por trazer essa prosa até aqui, mas não tem sido possível abordar outros assuntos porque nos últimos anos a Educação no Município de Ipatinga vem sendo mal gerida.

Nestes meus quase 20 anos de atuação na Educação, a maior parte deles na Rede Pública, nunca vi nada mais indigno do que as atitudes do atual governo de Ipatinga. O desrespeito com a comunidade escolar já vem de longa data – como foi o caso da reforma das escolas em pleno ano letivo, dos kits escolares superfaturados e etc.

Ao longo desse processo, pude perceber o despreparo do atual governo no trato com as questões públicas, enxergando os problemas apenas na dimensão do seu entorno, e dos interesses particulares dos que lhe estão próximos, ou seja, da política em sua pior acepção.

Sua dificuldade em colocar-se no lugar do outro, buscando um genuíno entendimento, vem comprometendo o debate e, consequentemente, as negociações. Entrincheirado no seu incipiente conhecimento da gestão pública, subestimou a competência de nosso sindicato, supondo que a manipulação de números passaria despercebida. Precisou voltar atrás quando o sindicato propôs uma consulta ao Tribunal de Contas.

Subestimou, também, a determinação de nossa categoria, supondo que o corte do pagamento de férias, do recesso e dos dias parados poria fim ao movimento. Entretanto, a adesão à greve aumentou. Subestimou, ainda, a inteligência dos servidores municipais, supondo que ignorar o Sind-UTE na negociação do reajuste salarial o desatrelaria da construção do índice apresentado pela Prefeitura ao Sintserpi.

Ou seja, não se trata, apenas, de não perceber a gravidade da situação mas de interferir na direção de piorá-la.

Ao dispensar a participação dos representantes dos pais de alunos, supondo que estariam sendo manipulados por nós, professores, ofende a todos eles não apenas por duvidar de sua autonomia e capacidade de discernimento, mas, acima de tudo por se esquecer que eles são parte interessada na questão. Mais ainda, que têm participado nas negociações com toda boa vontade para resolver um impasse criado única e exclusivamente pela administração municipal.

Pior, ao invés de negociar conosco e buscar um meio-termo para chegarmos a um acordo, a Prefeitura de Ipatinga preferiu contratar outros professores para assumir nossas aulas. De uma forma sumária e irresponsável, considerando que, a partir desta semana, os alunos estarão sob os cuidados de pessoas que, além de não possuírem a qualificação e a experiência dos que irão substituir, não foram submetidas a uma avaliação médica e tampouco a um treinamento mínimo.

Todos os que acompanham o Degodim conhecem meu trabalho, minha seriedade e minha responsabilidade e entenderão perfeitamente por que eu, seguindo as deliberações da assembléia da categoria, não retornei às aulas e não o farei enquanto não for firmado um acordo.

Acredito na educação pública com tamanha intensidade que foi a ela que me dediquei de corpo e alma e farei o que estiver ao meu alcance para garantir sua qualidade. No momento, isso significa lutar para que os interesses dos empresários da educação não desmontem o que construímos com nosso incansável empenho profissional na rede municipal de Ipatinga.

Apesar da enorme saudade das crianças e da inquietude por ver nossos projetos pedagógicos suspensos, não posso dar outro exemplo de vida a elas do que firmeza, perseverança, determinação e, acima de tudo, dignidade pessoal e profissional.

Nesse momento, é necessário que todos os cidadãos de bem sejam um pouco professores para ensinar a essa administração a quem o serviço público deve atender. Ou ainda, a não confundir apoio com submissão ou solidariedade com troca de interesses.

Não somos apenas nós, mas um país inteiro afirmando que a Educação de qualidade é um assunto da mais alta importância para construirmos o futuro desta nação. Está escrito em toda parte: a valorização dos professores é determinante para melhorar a qualidade da educação no Brasil.

Eu não tenho nenhuma dúvida quanto a isso.

 

http://degodim.blogspot.com

Vídeos de Cláudia Bergo

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Blog de Cláudia Bergo

Parasitas ou alienados

Os professores de Ipatinga, região do Vale do Aço, Minas Gerais, mantiveram-se firmes a despeito da mais recente atitude coercitiva do secretário municipal de educação - curiosamente um empresário da educação: contratar professores para substituir os que se encontram há 60 dias em greve. Ao longo de todo esse tempo, o que a Prefeitura mais tem usado é a força, pois parece não ter aprendido o diálogo.

O…

Continuar

Postado em 8 agosto 2011 às 19:19

Em nome da Dignidade

Nestes meus quase 20 anos de atuação na Educação, a maior parte deles na Rede Pública, nunca vi nada mais indigno do que as atitudes do atual governo de Ipatinga. O desrespeito com a comunidade escolar já vem de longa data – como foi o caso da reforma das escolas em pleno ano letivo, dos kits escolares superfaturados e etc.

Ao longo do processo de negociação do PSPN com o Sindicato dos Professores,  desde o ano passado, pude perceber o despreparo do…

Continuar

Postado em 8 agosto 2011 às 1:30

Caixa de Recados

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

  • Sem comentários por enquanto!
 
 
 

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço