Portal Luis Nassif

Ednamay Cirilo Leite
  • Feminino
  • PONTO EXTREMO ORIENTAL
  • Brasil
Compartilhar no Facebook Compartilhar

Amigos de Ednamay Cirilo Leite

  • MariaDirce Cordeiro
  • Anja
  • Palacios
  • Sonekka
  • Alquimides Daera
  • Vera
  • Solange Teixeira da Cunha
  • sandoval fagundes
  • Lucineia Silva
  • araujo bossa nova
  • Paulo Ghiraldelli Jr.
  • Teatro de Revista
  • acelia morales
  • Marcia
  • Márcio Campos Torquato

Grupos de Ednamay Cirilo Leite

Presentes recebidos

Presente

Ednamay Cirilo Leite ainda não recebeu nenhum presente

Dar um presente

 

Página de Ednamay Cirilo Leite

Informações do Perfil

Profissão
jornalista

EDNAMAY - ANJO AZUL - BEQUIANA , JACKSONIANA , CARNAVALESCA, DIVULGA ARTE BRASILEIRA




ANJO AZUL - PRIMEIRO BLOCO CARNAVALESCO DO CENTRO HISTÓRICO PARAIBANO


ANJO AZUL - O BLOCO ICNOGRÁFICO DA DIVERSIDADE


Temos, na Paraíba, a vocação e a volição das ruínas, da destruição criativa e da criação destrutiva, no que somos, desde sempre, do passado colonial até hoje, absolutamente modernos. Os monumentos históricos que melhor nos definem passam pela construção e destruição, sucedidos por uma nova construção, de A União à Assembléia Legislativa, na Praça João Pessoa, da Rádio Tabajara ao "novo" conforto do Fórum da Justiça, na Rodrigues de Aquino. Matamos simbolicamente os velhos jornalistas de A União e os cantores do rádio. O altar-mor da Igreja São Francisco - destruído sem dó no começo do século passado -, é apenas um retrato na parede e a Casa de Engenho de Zé Lins serve de morada ao capim dos vermes.

Gostamos de extrair o lado bom das coisas ruins: Darcy Ribeiro afirmava, no belo livro O povo brasileiro, que somos um povo tabula rasa, ou seja, explicando melhor, os escaninhos da tradição brasileira são essencialmente abertos, de antena ligada às novidades do mundo, que assimilamos à nossa maneira, antropofágica. Passamos distante de qualquer ancestralidade cultural rígida, de qualquer narrativa mitológica impermeável. Por isso, o anauê de Plínio Salgado não deu certo, e o integralismo acabou virando uma piada de mau gosto (ou mau agouro?). Nascemos sem as pistas certas do que achar no caminho, por isso vamos procurando, acertando e muitas vezes errando. Amar só se aprende amando.

Por outro lado, retóricos, adoramos as falsas polêmicas. Agora, em 2008, há um novo debate circulando no ar sobre o carnaval: se a contribuição rítmica do carnaval paraibano ao mundo vem a ser o frevo, o samba, o axé ou a marchinha. Trata-se de uma falsa questão – até o tecno pode compor o carnaval paraibano.

No caso específico da antiga província da Paraíba do Norte, o carnaval, antes de musical, é uma manifestação cultural iconográfica e aberta à diversidade. Aristóteles, como sabemos, desentranhou o conceito estético de mimesis (ação de imitar) do teatro grego, contudo o que estava oculto no conceito de tragédia era a pulsão primitiva do ancestral humano que representava na pedra os elementos da natureza, principalmente os animais, visando à boa caça. Antes do verbo, no começo era a imagem e o som.

Glória eterna a Jackson do Pandeiro, Sivuca, Maestro Severino Araújo, Maestro Moacir Santos, Chico César, Fuba e Escurinho, mas onde estão os cenógrafos, os pintores, os arquitetos, os decoradores e os estilistas de moda do carnaval paraibano? Onde os artistas plásticos para amalgamar o barroco ao brega – irmãos no exagero, porém distintos na ilusão de absoluto do primeiro e na saudável ignorância do segundo.

Barroco e brega: o puro espírito santo do carnaval. Desenterremos as alegorias de nossas ruínas, façamos as mais estranhas misturas, mas sempre conservando algo da monumentalidade intrínseca ao espírito barroco, no salão, na avenida e na praça da capital dos tabajaras. Aprendamos com as escolas de samba do Rio de Janeiro. Nosso carnaval é sacro como a contemplação da maravilhosa nave, do adro, do cruzeiro, das portas e dos azulejos lusitanos da Igreja de São Francisco (a ocasião em que mesmo quem não acredita se sente perto de Deus na fruição da transcendência e do absoluto).

Carnaval, conceito arquitetônico, escultural, pictórico e paisagístico. O carnaval de Veneza é pura arquitetura e iconografia. A vocação do carnaval paraibano, advindo da melhor tradição veneziana, em primeiro lugar, é precisamente esta: a arquitetura e a socialidade do barroco. As máscaras, as fendas, as frestas e as festas do barroco. Uma falange de máscaras. O “Cafucú”, portanto, está coberto de razão histórica, talvez às cegas. Estamos condenados por enquanto ao barroco, somos barrocos quando nos aventuramos à modernidade e mesmo ao pós-moderno Somos barrocos, de maneira especial, quando fazemos política – o eterno e renitente cotejo de sacralização da corte, acompanhado do inevitável séqüito de tramas, conciábulos e poetas proscritos. O príncipe Hamlet vive entre nós, renitente, num misto alegre e soturno, a descer as ladeiras do centro histórico, ao ritmo de Vassourinhas, nos bailes de máscaras os quais algumas pessoas já me contaram ter divisado, noite adentro, o corvo de Poe e albatroz de Baudelaire, devidamente traduzidos nos sonetos de Augusto dos Anjos, mas ao mesmo tempo nos motes do absurdo de Zé Limeira.

Triste Paraíba, ó quão dessemelhante. Do antigo estado a máquina mercante, do rio de nome sonoro – Sanhauá – ao gemido dos escravos nas senzalas próximas aos conventos coloniais. Brindemos aos escravos das senzalas no carnaval, pois deles importamos o núcleo principal de nossa alegria. Alegria e trabalho, juntos. Já dizia o poeta maior, Vinicius de Moraes, um paraibano da gema, no magnífico Samba da benção: “o samba é a tristeza que balança”. Aduziria: também o maracatu e o caboclinho são tristezas que balançam.

A entidade metafísica que abre as prévias do carnaval paraibano, dia 25 de janeiro (sexta-feira), é o bloco “Anjo Azul”. O Anjo Azul foi fundado e todo ano é organizado com garra por uma agitadora cultural guerreira, muito querida na cidade, Ednamay Cirilo. May inventou de criar um bloco que tem sede em um ambiente histórico repleto de simbolismos, a antiga zona do chamado “baixo meretrício”, nos tempos em isso que havia: o Beco da Faculdade de Direito, na ladeira do Padre Gabriel Malagrida, um herói sacrificado numa das visitações da Inquisição do Santo Ofício ao Brasil. O espírito do padre Malagrida, que assiste impávido os dramas e comédias da cidade por séculos sem fim naquele ambiente, fez um ar de sorriso quando foi fundado o Anjo Azul, e certamente, ato contínuo, abençoou o bloco, pois o padre italiano do século XVIII, morto feito mártir, é ele mesmo um anjo verdadeiro, um querubim barroco.

O Anjo Azul é o bloco multicolor da diversidade cultural e da democracia, de todas as opções sexuais e todos os credos políticos. O nome de bloco presta uma inusitada homenagem ao filme expressionista alemão da década de 1930 – Der Blaue Engel –, adaptação do romance de Heinrich Mann (irmão de Thomas Mann) – os dois filhos ilustres da brasileira Julia Mann, nascida deitada sob o sol da arquitetura colonial de Parati (RJ) –, sobre a história de um professor que se apaixona por uma dançarina de cabaré. Mais além de um clima soturno – prenúncio da tragédia de ascensão da ditadua nazista que se daria logo em seguida, em 1933 –, o filme ficou gravado na memória principalmente por uma seqüência de fotogramas sensuais, logo transformados em um dos ícones da cultura pop contemporânea: as pernas dobradas de Marlene Dietrich, sentada num banquinho. Ah, as pernas de Marlene Dietrich: conspícua, carnuda, provocante, lúbrica, fazendo a perfeita simbiose com um rosto libidinoso, manchado a um batom da cor do pecado. Hitler não agüentou tanto charme. Assim como Malagrida foi perseguido pela inquisição, Marlene Dietrich nunca se dobrou ao nazismo e fugiu da Alemanha, se refugiando nos Estados Unidos. Dessa maneira, vão se tecendo os fios entre fatos aparentemente distantes, desvendando articulações de onde menos se espera, o conceito é transformado em imagens aparentemente aleatórias, mas dotadas de uma mensagem profunda: Malagrida, Marlene, May. Tudo a ver. (Jaldes Reis de Meneses ).

ANJO AZUL

Ednamay - fundadora do ANJO AZUL

O Bloco Anjo Azul, primeiro do centro histórico do Projeto Folia de Rua, é também ASSOACIAÇÃO CULTURAL E RECREATIVA ANJO AZUL, com sede no Centro Cultural de Terceiro Setor Thomáz Mindello, desde 2006, aprovado pelo FIC-Augusto dos Anjos, lança seu bloco própio AS ANJINHAS,fundado em 18 de abril de 2007 e colocado na rua em 25 de janeiro de 2008, pela primeira vez, é voltado para o universo feminino e suas inquieações em busca da cidadania, cultura e arte. Associação ANJO AZUL ( não confundir com o bloco ), realiza trabalho voltado para a obra JACKSONIANA em forma de OFICINAS de: PANDEIRO, ARTES PLÁSTICAS, TEATRO ( sobre os caminhos percorrodos pelo mestre nascido no Engenho Tanques, arredores da cidade do brejo paraibano - Alagoa Grande.

O BECO

BECO da FACULDADE de Direito é um sítio histórico abandonado pelas autoridades competentes do Município e do Estado,está localizado ao lado da PRAÇA DOS TRES PODERES. Vizinho da Assembléia Legislativa, Palácio do Governo e Tribunal do Justiça, Faculdade de Direito da UFPB - Universidade Federal, ( com total apoio cultural).

A COMUNIDADE do BECO - Rua Gabriel Malagrida, é o carro chefe para o grito de alerta geral desse descaso ( falta de tudo , higiene, saúde púbçlica, segurança, noturno e diurno. Vale lembrar que a EMLUR - VARRE DIARIAMENTE mas não LAVA.

Sem a devida atenção dos: IPHAN - Instituto Patrimônio Histórico Nacional, a Faculdade é Patrimônio Nacional , na parede do BECO, existem seis postes e seis transformadores de luz elétrica com fiação exposta, sem rumo, mais parece um ninho de cobra, pondo em risco os alunos , esses postes tapam as janelas barrocas. O lado direito do beco de quem vem da faculdade,é seu casario ART-DECÓ , preservado pelos propietários e tombado pelo IPHAEP - Instituto Patrimônio Histórico Artístico do Estado.

Esse sítio histórico durante o dia vira estacionamento privê da Assembléia Legislativa e a noite, local de vendas de drogas , prostituição , marginália, como em todos os sítios históricos desse BRASIL , mas bem diferente do Pelourinho em Salvador que tem polícia dia e noite, mesmo com toda prostituição masculina, ( antigamente eram as mulheres ).

Os blocos carnavalescos ANJO AZUL e seu filhote AS ANJINHAS, desempenham papel importante para a nossa cultura resgate do frevo, fantasia, artes plásticas, sincretismo .

A SERENATA DOS ANJOS, a LAVAGEM da ESCADARIA, realizada sob as benções de DEUS ,ALÁ, GANDHY, ORIXÁS, símbolos de elevação aos espíritos escravos boêmios , lúdicos, das pessoas que outrora habitavam ali .

A L AVAGEM da ESCADARIA sempre animada por alguma bateria de Escola de Samba.

IMPÉRIO DO SAMBA CAMPEÃ DO CARNAVAL PARAIBANO 2008, e BI-CAMPEÃA DO CARNAVAL 2009)
MALANDROS DO MORRO
ONG - ASTRAPAS - ASSOCIAÇÃO DAS TRAVESTIS DA PARAÍBA, ONG - MARIA QUITÉRIA, Grupo de MULHERES
SACERDOTIZA GORETHE E SEU TERREIRO
MÃE MARIHÁ.
ÍNDIOS
CABOCLINHOS
MARACATÚS PERNAMBUCANO
ORQUESTRAS DE FREVO DE MESTRE VILÔ, CHIQUITO , JOÃO LOBO,
LIRA DOS ARTISTAS - FANFARRA
MARACATU NAÇÃO MARACAHYBA - PB
MARACATU QUEBRA QUILOS - PB
PERCURSSÃO BATICUMLATA - PB

REISADO DO ANJO - evento destinado aos colaboradores da áraea cultural e acadêmica,músicos-(as), atores, atrizes, arquitetos-((as) , advogados-(as) , jornalistas , turismólogos - (as), e sobretudo estudantes em todas as áreas que ano após ano,ão os sgrandes incentivadores intelectuais desse movimento carnavalesco do BECO DA FACULDADE DE DIREITO.

REI DO ANJO AZUL, os músicos Kennedy Costa - ( CAFUÇU outro bloco da FOLIA DE RUA),
Marcos Fonseca,
Gustavo Magno,
Dida Fialho,
Hugo Leão- ( LENDÁRIO MÚSICO desde os roqueiros ¨OS 4 LOUCOS¨ e ¨ THE GENTHEMENS¨).

RAINHA DO ANJO - Glaucia Lima ,
Eleonora Falcone,
Silvia Patriota,
Anay Claro,
Neuza Flores - (terceira e últina viuva de Jackson do Pandeiro, habita entre nós preserva o MEMORIAL JACKSON DO PANDEIRO, inaugurado em 19 de dezembto de 2009, em Alagoa Grande).

PRINCESA 2009 - SUZY LOPES (atriz de teatro ) , não apareceu, no BECO...

Vale salientar que nos 15 anos do bloco o rei Dida Fialho, a rainha Anay Claro, e a princesa, Suzy Lopes, ( esta pela primeira vez ), não deram as caras no BECO, as mais esfarrapadas desculpas,faltou transporte, fiquei doidona e me perdi no percurso, coisas de carnaval, mas o certo mesmo para o bloco, foi um tremendo de um BOICOTE na provínciana tudo gira em torno de política...

Em 2008 o destaque foi para a madrinha MAY GONÇALVES - Cantora radicada em São Paulo , mas que adora nossa Prévia Carnavalesca.
Em 2009 o destaque foi para a madrinha CECÍCILA AVELINO - pela simpatia e dedicação ao BLOCO.

Ao som da Orquestra de Frevos do maestro João Lobo , ANJO AZUL,o Hino do bloco , de autoria de Mestre Fuba,leva a multidão ao delírio , além do rítmo frevo, a letra é bela, é mais que uma declaração de amor, é mesmo uma linda história pela cidade e seu Patrimônio Artístico e Cultural.
( não coloco aqui no site porque não sei , mas os caiubianos podem escut-a-lo no site FOLIADERUA.NING).

ESTANDARTES DO BLOCO E SEUS ARTISTAS PLÁSTICOS

ALTINO - 1994 o primeiro é um anjo barroco classico, em pé fazendo xixi,nas cores ARCO-ÍRIS ANJO DA DIVERSIDADE .
DADÁ VENCESLAU - 1995 - utilizando das cores do vermelho como fundo, pintou um anjo azul celeste, ainda criança tocando harpa.
ZÉ PAGANO - 1996 , fugiu ao tema barroco pintou um LUCIFER ,com seu tridente em punho e o sexo enorme a mostra, foi destruido pela multidão no percursso do bloco antes de chegar à Praça Antenor Navarro, ponto de encontro de outros blocos E DE PALCO PARA SHWO , do Folia de Rua .
SÉRGIO LUCENA - 2000 - fez um Anjo sentado de pernas cruzadas, tocando harpa, mas tão diferente como diferente são seus traços finos e alongados, marcante nas cores e na delicadeza de sua arte.
NAY GOMES - 2002 - homenageou Jackson do Pandeiro ,fez nosso Rei do Ritmo com asas de anjo tocando seu PANDEIRO .
CLOVIS JR:- 2008- em pintura naïff, confecionou um Anjo nordestino , de chapéu de couro, travesso como todo adolescente, trepado num pé de caju a tocar harpa,cajus é a marca de seus quadros, pela preservação dos cajueiros do bairro do Bessa em nossa cidade.
DADÁ VENCESLAU - 2009- fez uma viagem completa ao imaginário do bloco Anjo Azul, frente e verso, pintou tudo a ESCADARIA, CASARIO, FACULDADE, COLOMBINA . PIERROT a MAY...


¨Ednamay Cirilo Leite, remanescente ativista dos movimentos culturais desde a época do Colégio Lins de Vasconcelos - anos 60,é Bacharela em Comunicção pela UFBA - Universidade Federal da Bahia, opção em Jornalismo, Relações Públicas, Turismo,¨ diz que ¨ o bloco faz parte da história da cidade que perdeu o nome PARAHYBA , além de ser turistico cultural, mostar a beleza do Patrimônio Histórico e Arquitetônico,barroco, enquanto relíquia do Brasil Império ,desta que já nasceu cidade, é a terceira mais antiga , desde NOVEMBRO de 1585 - seu primeiro nome foi Nossa Senhora das Neves, passou por mais quatro, várias mudanças , batalhas guerreiras , até ser conhecida como João Pessoa, em 1930, após a grande REVOLUÇÃO de 1930,( ver sobre a Revolução no Google).

Atualmente, intelectuais e artistas , estão em campanha para retomada do antigo nome PARAHYBA , nome ESSE, que reinou por 276 anos, como sendo o da CAPITAL¨.

¨O bloco do resgate tem a fantasia de Colombina como traje oficial para suas foliãs e PIERROT para os foliões, criando assim a identidade que é a cara do CARNAVAL, abolindo de vez os ABADÁS bahianos e outros modismos mais que assolam o país na época de Momo, ( homem se vestir de mulher e vice-versa, vestir de matuto, cafona, brega,isso não tem cara de carnaval boêmio, lúdico, o carnaval do ANJO AZUL, tem que vestir as fantasias classicas voltada para o imaginário do teatro de la comedie française, do cinema do glamour dos anos 20, 30, 40, 50, dos grandes musicais americanos e franceses, da ópera e etc,

O carnaval é a grande ópera das ruas REFERENCIAMOS as nossas vizinhas cidades RECIFE e OLINDA em pernambuco, que criou o frevo há cento e dois anos exemplo para o Brasil e o mundo.

Sua ação social é voltada para as profissionais do sexo habitantes do Beco da Faculdade de Direito , Pavilhão do Chá, Rua Duque de Caxias - ou Rua Direita, Ponto de Cém Réis , Rua General Osório - ou Rua Nova, Rua da Areia e Praça Antenhor Navarro , buscando DIGNIDADE atravéz da arte e cidadania, para estas cidadãs.

¨do imortal Willes Leal ¨ o ANJO AZUL foi o primeiro bloco a levar alegria ao nosso centro histórico após ausência do corso e carnaval outrora existente nesta área , a falência do carnaval naquela área por total falta de políticas para a cultura carnavalesca, chegou a um abandono geral de atividades culturais no centro histórico, enquanto a cidade se transferia para a orla marítima levando junto o comércio famoso de bares, restaurantes, bingos, boites, shoppings, cinemas, esvaziando completamente o SÍTIO HISTÓRICO.¨. do livro NO TEMPO DO LANÇA PERFUME de sua autoria¨.

HINO do ANJO AZUL

letra e música de Flávio Eduardo Maroja - FUBA
gravada no CD - DE BEM COM A VIDA,
quinta faixa - a venda na ONG PORTA DO SOL l - Praça Antenor Navarro
Varadouro

VEM VEM VER A LUA BRILHANDO
NA NOITE DE AQUARELA
TÃO BELA, TÃO BELA
COMO A LUZ DO AMOR

VEM, VEM NAVEGAR NA MEMÓRIA
DOS CASARÕES DA CIDADE
QUEM SABE, QUEM SABE
ESSA É UMA HISTÓRIA DE AMOR

UM ANJO AZUL PASSOU BEIJOU A NOITE
LAVANDO A ESCADARIA
UM BÊBADO TROPEÇAVA
NO BECO DA CONFRARIA

E ESSA ALEGRIA RAIOU POR TODA A NOITE
FEZ A CIDADE CANTAR
UM QUERUBIM QUE CHEGOU
PRO CARNAVAL COMEÇAR

VAI MEU AMOR
O ANJO AZUL É UMA FLOR NA MADRUGADA
DESCEU DO BECO E A CIDADE ACORDOU
FOI MAY DE COLOMBINA QUEM ME CONVIDOU

VAI MEU AMOR, O ANJO AZUL É UMA FLOR NA MADRUGADA
DESCEU DO BECO E A CIDADE ACORDOU
FOI DE COLOMBINA QUEM ME CONVIDOUUUUUUUUUU


FOLIA DE RUA ACORDE MIRAMAR

Atenção moradores do bairro do Miramar abram as portas, acendam as luzes e caiam na folia, está chegando as Muriçocas do Miramar. Este é o chamado do bloco Acorde Miramar, que sai mais uma vez percorrendo as ruas do bairro em uma grande serenata com centenas de vozes, ao som de dezenas de violões tocando antigas marchinhas carnavalescas anunciando a tão esperada 'quarta-feira de fogo'.

Os foliões de plantão já começam a se concentrar logo cedo no começo da noite da terça-feira sempre às 20h, na Praça da Rua Tito Silva, popularmente conhecida como Praça das Muriçocas. O 'Acorde' vai sair às ruas do bairro de Miramar, na Capital, à meia noite da quarta-feira de fogo.

Normalmente os foliões chegam de todos os cantos e há até quem pareça que, literalmente, deu um pulo da cama para cair na folia. Vestidos com pijamas, meias e arrastando lençóis e travesseiros avenida a fora, tudo o que a turma quer é aproveitar ao máximo o dia que está só começando e não tem hora para acabar.


História

O Acorde Miramar saiu às ruas do bairro pela primeira vez 1992, sem a pretensão de se tornar um bloco carnavalesco, mas não demorou muito. O que antes era apenas um grupinho de "muriçocas" ansiosas pela chegada da Quarta-feira de Fogo se transformou num bloco que hoje arrasta foliões de todos os bairros da cidade ao som de uma verdadeira orquestra de violões.

Fuba, o puxador oficial do Muriçocas do Miramar, é quem comanda a serenata. Juntamente com ALEX MADUREIRA, JAIRO MADRUGA, LIZ, JARBAS MARIZ, e todos os músicos da cidade . Uma das coisas mais legais do Acorde é essa simplicidade. As pessoas vão chegando, se juntando, trazendo seus violões, sem necessidade de muita estrutura", TUDO PELO AMOR A FOLIA D RUA.

Fotos de Ednamay Cirilo Leite

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Blog de Ednamay Cirilo Leite

O TEATRO DE ESQUENTAI VOSSOS PANDEIROS JACKSONIANOS NOS CAMINHOS DO FRIO 2010 EM ALAGOA GRANDE

Governo investe R$ 50 mil na Rota Cultural ‘Caminhos do Frio 2010’

Início será na cidade de Areia e encerramento em Alagoa Grande

O Governo do Estado vai investir R$ 50 mil, recursos que serão administrados…

Continuar

Postado em 14 julho 2010 às 9:00

EXPOSIÇÃO DAS ITAQUATIARAS DO INGÁ - ¨DESVENDE ESSE MISTÉRIO ¨ - NA HOOL DA REITORIA DA UFPB

Mistérios da Pedra de Ingá são expostos na UFPB











Permanece em cartaz até esta sexta-feira (21/05/2010), no Hall da Reitoria da Universidade Federal da Paraíba, a exposição "Desvende esse mistério", do Grupo de Pesquisa em Arteterapia e Educação em Artes

Visuais da UFPB.



São fotos, textos, poemas, desenhos, registros diversos sobre as misteriosas Itaquatiaras ou Pedra do Ingá, localizada no município…

Continuar

Postado em 20 maio 2010 às 14:00

A MAIOR PEÉVIA DE CARNAVAL DO BRASIL - FOLIA DE RUA EM JOÃO PESSOA TEM INÍCIO COM O BLOCO ANJO AZUL



ANJO AZUL X FOLIA DE RUA desde 1994

Ednamay Cirilo nos CEM ANOS DE FREVO

foto de Ceres Leão.



O bloco Anjo Azul,foi criado em 14 de fevereiro de 1994, pela jornalista, emérita cidadã pessoense, Ednamay Cirilo Leite, tendo como mentores intelectuais, componentes da Associação Folia de Rua, a maior prévia carnavalesca do BRASIL, o bloco Anjo Azul, primeiro do centro histórico tem proposito de ocupar e apresentar a riquesa… Continuar

Postado em 1 fevereiro 2010 às 0:00 — 1 Comentário

DAERA EM CAMPINA GRANDE NA PARAÍBA - CANTA VANDRÉ ¨PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE FLORES .

O Surgimento do cantor e compositor Geraldo Vandré que com eficientes atuações tem colocado em destaque a música popular brasileira, o movimento artístico vem conquistando cada vez mais espaçoS em todo Brasil. Dono de grande autenticidade e versatilidade, GERALDO VANDRÉ é uma verdadeira expressão artística, sua obra precisa ser resgatada. Para que isso ocorra, estaremos realizando o evento PRÁ NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE FLORES com seu parceiro e produtor musical ALQUIMIDES DAERA OBJETIVO GERAL… Continuar

Postado em 8 novembro 2009 às 11:30

INVERSO SOBRE A BIENAL DO LIVRO DAQUI DA PARAÍBA, E QUEM ERA A PROTAGONISTA PRINCIPAL DA MALDEDE ? QUEM ERA ?

Natal, sexta-feira, 30 de outubro de 2009.



Minha gente,



Peço a paciência de vocês para explicar umas tantas coisas que andaram acontecendo nos últimos dias, e que têm relação com a mudança do staff da Funcarte (órgão que equivale à Secretaria de Cultura do Município de Natal-RN, onde estou morando agora). Eu queria era esquecer de uma vez essa história, e nem queria mandar um comunicado desse tipo, assim para-deus-e-o-mundo, mas como há muita gente me escrevendo,… Continuar

Postado em 4 novembro 2009 às 14:00

POLÊMICA NA ABERTURA DA II CONFERÊNCIA DE CULTURA DE JOÃO PESSOA

A “GESTÃO” CHICO CÉSAR



Ed Porto



Na abertura da 2ª Conferência Municipal de Cultura de João Pessoa (COMCULT JP), ocorrida de 15 a 17 de outubro de 2009, lancei o seguinte desafio ao Chico César: assuma de fato a gestão da FUNJOPE ou renuncie. Usei como argumento o fato de que não honram, há 2 anos, um edital de literatura onde 10 artistas deveriam ser contemplados com a publicação de suas obras (não me inscrevi neste edital). Este problema perpassa três gestões desta… Continuar

Postado em 3 novembro 2009 às 13:00

ANJO AZUL - O DOCUMENTÁTIO

Vídeo documentário de 15 minutos da ASSOCIAÇÃO CULTURAL E RECREATIVA ANJO AZUL ,



Anjo Azul percurso do bloco pelas ruas velhas memória imaterial /material da cidade de João Pessoa - Paraíba enquanto Sociedade Civil , que trabalha a obra de Jackson do Pandeiro, em forma de oficinas de artes plásticas na confecção dos ESTANDARTES CARNAVALESCO.



no teatro que enfatiza os caminhos percorridos pelo Rei do Ritmo,.

na música pela preservação do PANDEIRO para a formação de… Continuar

Postado em 2 novembro 2009 às 2:42

PEIXE, MÔNICA , MARCELO VEIGA ABRILHANTAM NOSSO SEMINÁRIO NACIONAL DE CULTURA PARAHYBANO

Eliane de Castro - Presidente do IPHAN PARAHYBA



Neste dia 20 de agosto 2009, abertura do encontro em João Pessoa, na paraíba, do nono e último Seminário do Sistema Nacional de Cultura na Região Nordeste



Mais de 200 convidados dentre autoridades, membros de conselhos do estado e dos municípios, além de gestores públicos e privados de Cultura, participaram .



Durante o evento, o pernambucano Oliveira de Panelas encantou… Continuar

Postado em 23 agosto 2009 às 14:00

SETORIAL DE CULTURA DO PT PARAHYBANO e a SECRETARIA DE CULTURA ESTADUAL.

artistas , jornalistas e produtores culturais







Audiência pública com o deputado Estadual do PT-PB , Rodrigo Soares, ladeando o Secretário do MINc pela Diversidade - Américo Córdula e a Presidente do IPHAN -PB, arquiteta Eliane Castro.







O Setorial de Cultura do PT da Paraíba já vinha discutindo com o MINC e gestores de cultura local, o que tornou-se realidade, o… Continuar

Postado em 13 agosto 2009 às 21:00

CACIK JONNE - GUITARRISTA BRASILEIRO, nascido na BAHIA



Chamo-me João Fernandes da Silva Filho, sou guitarrista e compositor e mais conhecido como Cacik Jonne. Fui durante quase 21 anos (1980/2001), guitarrista da banda Chiclete com Banana e construtor de significativa parcela da história da música baiana.

Portador da doença Ataxia Cerebelar, venho sofrendo limitações progressivas de movimentos no decorrer dos últimos 8 a 10 anos, um problema de equilíbrio no cerebelo. Não pude mais exercer… Continuar

Postado em 28 julho 2009 às 13:30 — 2 Comentários

ALEX MADUREIRA E BANDA - LANÇA CD DO PB-POP NA PRAIA DO CABO BRANCO, EM CARRINHO DE SOM

CONVITE



SABADO dia 04/07



18hs



local:



Avenida da praia de Cabo Branco entre o restaurante Olho de Lula e o Jangada

Club.





Alex Madureira e Banda, convida Você para participar do¨ SHOWKALHO¨



Shwo de lançamento do CD produzido entre músicos paraibanos, anunciados na voz

de Gilson Renato o nome de cada autor e seguimento musical, o CD será doado para

o Trade Turístico Cultural, ABRASEL, ABIH, (donos de bares,… Continuar

Postado em 3 julho 2009 às 18:49

* ELAINE TAVARES - ¨ sem lenço e sem diploma...¨

* jornalista



Paulo Freire, o grande educador brasileiro que é praticamente desconhecido no Brasil, sempre foi enfático com relação à alfabetização. “Não basta saber ler, é preciso saber ler o mundo”. Queria dizer com isso que aprender era coisa que ia muito além da compreensão sobre como se juntavam as letras. Era necessário estar capacitado também para uma leitura crítica do mundo. E como é que se consegue isso? Não basta unicamente estudar, ler, ter acesso a múltiplas fontes de… Continuar

Postado em 1 julho 2009 às 6:18

GEREBA NO CLUB ESPANHOL - QUINTAS DO FORRÓ - SALVADOR

Gereba nas “Quintas do Forró no Espanhol”







O cantor e compositor Gereba, natural de Monte Santo, sertão da

Bahia, ex-integrante do Grupo Bendengó e parceiro de consagrados

artistas da Música Popular Brasileira, continua tocando as “Quintas do

Forró no Espanhol”, projeto musical ao vivo do Centro Espanhol da

Bahia, situado em Ondina, que prossegue nesta quinta-feira, 04, partir

das 21h, no salão de festas do clube da colônia espanhola na… Continuar

Postado em 5 junho 2009 às 14:08 — 1 Comentário

Gereba nas “Quintas do Forró no Espanhol” O cantor e compositor Gereba, natural de Monte Santo, sertão da Bahia, ex-integrante do Grupo Bendengó e parceiro de consagrados artistas da Música Popula…

Gereba nas “Quintas do Forró no Espanhol”







O cantor e compositor Gereba, natural de Monte Santo, sertão da

Bahia, ex-integrante do Grupo Bendengó e parceiro de consagrados

artistas da Música Popular Brasileira, continua tocando as “Quintas do

Forró no Espanhol”, projeto musical ao vivo do Centro Espanhol da

Bahia, situado em Ondina, que prossegue nesta quinta-feira, 04, partir

das 21h, no salão de festas do clube da colônia espanhola na… Continuar

Postado em 5 junho 2009 às 13:57

TRIBUTO AO MAESTRO VILÔ E SEMINÁRIO DE CARNAVAL 2009

Viva! Viva... Vilô...!





Nascido em Serra Branca, Vilô veio a este mundo com uma enorme carga genética musical. Filho de músico, sobrinho de músico, irmão de músicos. Gerou músicos.



Paradoxalmente ingressou de forma tardia na música.



Antes foi vendedor de tecidos.



Seu sonho tecido na infância: o saxofone.



Senhor de si, já adulto, foi comprar o instrumento desejado.



O dinheiro não deu.



O Trompete era mais… Continuar

Postado em 22 maio 2009 às 11:30 — 1 Comentário

NÃO VALE SER CIDADÃO, NÃO TEMOS DIREITOS SÓ DEVERES por REGINALDO MARINHO

Pesquisador premiado com medalhas de ouro em exposições tecnológicas com projetos na área de Engenharia Civil. Prêmios conferidos em Genebra e Londres. Membro da Associação Brasileira de Jornalismo Científico.

Deveres sem direitos



Quando se aproxima o dia 30 de abril é uma loucura no Brasil, é o prazo final para entrega das declarações o imposto de renda. Essa data merece algumas reflexões. A primeira delas se refere à mascote da Receita Federal, foi escolhida a figura do leão.… Continuar

Postado em 20 maio 2009 às 14:59 — 1 Comentário

LA PAZ NOBRE DE LULA

Está no site INSTITUTO BRASIL VERDADE um artigo atribuído ao prof. Wagner Valenti – Departamento de Biologia da USP – no qual o biólogo faz considerações pouco honrosas ao senhor Lula da Silva. Entre as agressões dirigidas ao presidente diz ele: 1) “Ele pensa que chegou a presidente pela competência, mas foi por uma junção entre sua persistência malufiana e o ‘mudancismo’ do eleitor, que só pelo desejo de mudar nem se sabe o quê vota alternadamente em

candidatos como Collor e Maluf, e… Continuar

Postado em 15 maio 2009 às 20:27 — 3 Comentários

AVE CHICO AVE CÉSAR - NA FUNDAÇÃO DE CULTURA DO MUNICÍPIO de JOÃO PESSOA - FUNJOPE.

São vermelhas as palavras que me fazem pensar neste momento em que retomamos o fôlego das nossas coragens. Estamos aqui, braços imensos de afeto para receber Chico Cesar. Chico representa como poucos o aprendizado das nossas alegrias e das nossas tristezas, acredita na arte, acredita nos artistas, acredita na vida... E nós, de onde quer que estejamos, saberemos responder dando as mãos ao mano Chico, para termos todos uma cidade melhor, uma vida melhor, uma arte melhor na feitura de um amanhecer… Continuar

Postado em 10 maio 2009 às 16:00

SANHAUÁ de ELINALDO RODRIGUES, ESTREIA NO CINEPORT - CINEMA DE LÍNGUA PORTUGUESA QUE ACONTECE de 1 À 10 DE MAIO EM JOÃO PESSOA

foto GUSTAVO MOURA

Documentário reúne metáforas da vida e da morte nas águas do rio Sanhauá





Principal rio da cidade de João Pessoa, o Sanhauá é o personagem central do documentário homônimo que representa a Paraíba no Programa DocTV IV do Ministério da Cultura. Dirigido pelo jornalista e documentarista Elinaldo Rodrigues, o filme com 52 minutos de duração, reúne em co-produção com o autor, a produtora Canário Filmes, TV UFPB e… Continuar

Postado em 30 abril 2009 às 20:30 — 1 Comentário

JARBAS MARIZ - TV CULTURA - FORRÓ DO GOGÓ AO MOCOTÓ - PARA JACKSON DO PANDEIRO









Uma série de manifestações culturais estão programadas para os 90 anos de nascimento do genial JACKSON DO PANDEIRO, aqui na paraíba os pandeiros começam a esquentar em todos os terreiros, becos, palcos, feiras, comunidades , bairros , periferia ,ou praia, a onda é jacksoniar.



Na Bahia, o músico e pesquisador Gereba expõem na radio e nos palcos as PRECIOSIDADES para Jackson , entrevistando contemporâneos do Rei do… Continuar

Postado em 26 abril 2009 às 12:30 — 3 Comentários

Caixa de Recados (48 comentários)

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Às 6:31 em 8 março 2011, Solange Teixeira da Cunha disse...

Desculpa só hj vim até aqui.

Não sei se ainda está valendo, mas fique a vontade, a carta é nossa.

bjos

Às 9:36 em 11 julho 2010, Solange Teixeira da Cunha disse...
Desculpa o atraso, mas só hoje li sua msg.
Pode copiar o texto do filho e a colagem.....
Ele merece .... saudade do Plinio.
Gostaria de ser sua amiga....
Gosto do q escreve ...
beijos
Solange
Às 18:13 em 30 abril 2010, Vera disse...
Vim deixar bj pra ti, bom te ter entre maus amigos. vamos nos falando. bj e bom findi pra ti aí nesta terra linda.
Às 0:38 em 29 dezembro 2009, Marcinda da Silva Araujo disse...
Oi Ednamay,tudo bem?
O Peru é incrivel;lindissimo,tanto cultural como geograficamente.
Qdo vc pretende viajar pra la
Às 11:29 em 7 dezembro 2009, Marise disse...
Ednamay, obrigado pela mensagem. Um grande beijo para ti.
Às 5:04 em 7 dezembro 2009, Marcia disse...
AMIGA,


Minha vida está muito complicada, infelizmente não poderei ir, mas...quem sabe um dia, em outra oportunidade....

bEIJO ENORME NO SEU CORAÇÃO.
Às 22:56 em 10 outubro 2009, Marcia disse...
OI MAY!

Tudo bem contigo?

Também tenho entrado pouco, muita correria, mas não esqueço de vc!

Beijos com acarajé!
Às 17:55 em 11 setembro 2009, acelia morales disse...
Às 21:50 em 16 agosto 2009, kenard kruel disse...
sou jornalista, poeta, professor, bacharel em direito e editor. confira mais em www.krudu.blogspot.com não se deixe de mim. com fé, esperança e amor, beijos kenardianos.
Às 8:45 em 8 agosto 2009, Ivanisa Teitelroit Martins disse...
Marcio Moreira Alves, CNC, tartarugas marinhas, poesia, tudo isso nos aproxima. Um beijo.
 
 
 

Publicidade

Blogs Brasilianas

© 2017   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço