Portal Luis Nassif

José Lacerda
  • Masculino
  • Goiania, GO
  • Brasil
Compartilhar no Facebook Compartilhar

Amigos de José Lacerda

  • Adriana Gil Rodrigues
  • Van Luchiari
  • Antonio Barbosa  Filho

Música

Carregando...

Grupos de José Lacerda

 

Pois é. Boas vindas!

Informações do Perfil

Profissão
Filósofo, livre pensador.

Tenho pensado

Tenho pensado
em coisas estranhas,
mentiras que já contei,
choros e artimanhas
dos mares que naveguei.

Fotos de José Lacerda

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Vídeos de José Lacerda

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Blog de José Lacerda

Um Juiz

Certa feita, numa audiência, o Juiz, querendo aconselhar as partes em litígio a entrarem em diálogo e acordo, contou uma passagem da vida Santo Antônio. Disse que perguntaram ao santo qual a coisa mais ferina do mundo. O paduense foi a algum lugar e voltou com uma língua na mão. E ensinou: é a língua. Eis a arma mais perigosa de que dispomos. E o Juiz, concluindo, incentivou novamente as partes em litígio a não utilizarem-se da tal arma. Fiquei então pensando: onde diabos Santo Antônio teria… Continuar

Postado em 22 janeiro 2009 às 22:54

Eu queria saber


Eu queria saber por que o Donald vive descalço e a Margarida, não.

Postado em 6 janeiro 2009 às 1:35

Desafio canibal

Assisti novamente ao filme Hannibal. Comer aquele pedaço de cérebro frito não é nada. Quero ver ele apreciar é um pedaço de hemorróida.

Postado em 4 janeiro 2009 às 4:02 — 1 Comentário

Aeromoças

Uns preferem chamá-las de comissárias. Dizem que é termo mais recente. Aeromoça é coisa antiga, dos tempos da Panair. Que seja. Hoje, no supermercado, todos os funcionários me davam bom-dia. Se os encontrasse na rua, seria eu apenas um anônimo passante. Mas ali, não. Cliente. Diz o chefe deles: cumprimentem os clientes. Sorriso de aeromoça. Certa feita, chegando a Belo Horizonte pela TAM, na saída da aeronave, postadas como soldados, as aeromoças, sorrindo, desejavam-nos boa noite. Minutos… Continuar

Postado em 12 dezembro 2008 às 13:00

Promessa

Conheci Clemência (Quelemença, segundo a própria) em Belo Horizonte. Era arrumadeira. Diarista de quase todos os apartamentos do sétimo andar. Veio de Almenara, no Vale do Jequitinhonha, para tentar a vida na capital, primeiro, quando era jovem, como prostituta, e, depois, quando não mais servia para vender sexo, como empregada doméstica.

Os meninos do apartamento da frente sempre caçoavam dela por causa da falta de dentes. "Nojenta da boca suja"… Continuar

Postado em 10 dezembro 2008 às 1:36

Caixa de Recados (2 comentários)

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Em 1:03pm on agosto 20, 2010, Adriana Gil Rodrigues deu para José Lacerda um presente...
Presente
José, Vejo que a Poesia por aqui é abundante, arterial e livre... Obrigada pela acolhida e parabéns pelo talento! Boa sexta! Adriana
Às 14:18 em 22 novembro 2008, Antonio Barbosa Filho disse...
Olá José! Sou jornalista, e criei o grupo "la Pátria Grande", nesta comunidade, para trocarmos idéias sobre Cultura em geral, política, viagens e tudo que se refira aos países da nossa América Latina. Caso compartilhe desses interesses, convido-o a participar. Um abraço.
 
 
 

Publicidade

© 2018   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço