Miguel A. E. Corgosinho
  • Masculino
  • Belo Horizonte - Minas Gerais
  • Brasil
Compartilhar no Facebook Compartilhar

Amigos de Miguel A. E. Corgosinho

  • Hilano Carvalho
  • MARIA APARECIDA DE OLIVEIRA
  • Marcia
  • Carla Genovez
  • NILZA MARIA DE OLIVEIRA CARNEIRO
  • Haroldo Vilhena
  • Olivia Palito
  • Zé da China
  • Raí Araujo

Grupos de Miguel A. E. Corgosinho

Discussões de Miguel A. E. Corgosinho

A INTERNET É VOCÊ NO FUTURO

Started 22 Abr, 2014

A Internet além do Estado

Started 22 Mar, 2014

Presentes recebidos (1)

De Valquria Farias
 

Miguel Arcanjo Eustáquio Corgosinho

Informações do Perfil

Profissão
Alguns filósofos apresentaram a filosofia através de quadros, ou imagens: A principal característica que Aristóteles vê num filósofo é que ele não é um especialista. O sophós (o sábio, tomado aqui como sinônimo de filósofo), é um conhecedor de todas as coisas sem possuir uma ciência específica. O seu olhar derrama-se pelo mundo, sua curiosidade insaciável o faz investigar tanto os mistérios do Kosmos (o universo) como o da physis (a natureza), como as que dizem respeito ao homem e à sociedade. No fundo, o filósofo é um desvelador, alguém que afasta o véu daquilo que está a encobrir os nossos olhos e procura mostrar os objetos na sua forma e posição original, agindo como alguém que encontra uma estátua jogada no fundo do mar coberta de musgo e algas, e gradativamente, afastando-as uma a uma, vem a revelar-nos a sua real forma.

ENSAIOS PARA REVELAR A NATUREZA DA ECONOMIA

- ENFOQUE DOS ENSAIOS: DESCOBRIR-SE NO LUGAR DA NATUREZA EXTERIOR

O software “A Estrutura” fará a órbita completa da Natureza Exterior, de fato do Mundo Real. Enquanto programa tecnológico, se constitui no centro substancial dos tempos de arranjo das relações internas dos mercados - que são necessários a globalização fora da moeda - como se partisse em espirais do sistema cósmico.

As conexões no "Sistema em Si" têm por fim o câmbio precedente de qualidades espaciais (simultâneas), as quais ligam o "valor" ao corpo da economia. Exemplo básico: Um mundo deve ser a causa motora da natureza responsável pela cadeia produtiva ao fundamentar a grandeza relevante da galáxia a serviço das nações.

Ao contrário do Capitalismo de fluxos difusos, a luz quantica de evidencias diretas reflete todas as funções tecnológicas do ponto de apoio da superior simetria, transmitida para atividades da origem - pois o Mundo Real pode dimensionar as expansões dos “mercados”, de modo que explicita o Produto Interno Bruto (PIB) na forma em se que movimenta e se redistribui - pelas duas matrizes que o compõe.


**********************PROJETO DO MUNDO REAL*********************

- PROGRAMA EM REDE MUNDIAL - O DOMÍNIO DO UNIVERSO ECONÔMICO.

- A HISTÓRIA (CONSTITUIÇÃO INTERNA/EXTERNA) DA ECONOMIA.

- VANTAGENS INICIAIS IGUAIS DE “TEMPO E ESPAÇO” - PADRÃO DO MUNDO
. REAL.

- O MEIO EXTERIOR DA “PASSIVIDADE DAS ATIVIDADES” PARA
TOTALIZAÇÃO E DIVISÃO SOCIALISTA - NATUREZA DA DIVERSIDADE.

- UNIDADE UNIVERSAL SIMULTÂNEA - QUALIDADES DA PRODUÇÃO
COMO UMA SISTEMÁTICA DA CIRCULARIDADE E QUANTIFICAÇÃO.

- CONCORRÊNCIA PERFEITA DA PRODUÇÃO - INVESTIMENTOS PELO
REGRESSUS DO COMEÇO ABSOLUTO DA CONSCIÊNCIA CÓSMICA.

- INCLUSÃO DA DIMENSÃO REAL NA MOEDA DIGITAL E NA SOCIEDADE
INDUSTRIAL.

Blog de Miguel A. E. Corgosinho

ARQUIVO DE TEXTOS DO BLOG

Miguel A.E.Corgosinho disse:

18/12/2009 às 12:56



Tem droga pior que dólar?



Tenho oferecido para a gestão do desenvolvimento da Ciência Econômica um software de moeda livre que pode libertar os países dessa droga de dependência dos emprestimos externos… Mas os nossos economistas estão com o corpo caidinho pelos EUA.



Quantas crises (craks) precisam acontecer?



Quando irão reconhecer a necessidade de um tratamento lógico da produção nacional, e param… Continuar

Postado em 19 dezembro 2009 às 16:00 — 2 Comentários

ARQUIVO DE TEXTOS DO BLOG

Miguel A.E. Corgosinho disse: 19/08/2009 às 14:40



A questão do capital externo, por influência da cultura economica, tem determinações para o nosso desenvolvimento que correspondem a fixidez de dividas que se revestem de formas diversas, enquanto o estado não desenvolvido (que não se impoe como doutrina) se mantém no postulado de encontrar um principio superior que o represente e desapareça a sua subordinação de duplicidade, erguida contra si… Continuar

Postado em 10 dezembro 2009 às 23:00

ARQUIVO DE TEXTOS DO BLOG

Miguel A.E.Corgosinho disse: 17/09/2009 às 18:31 Uma questão se coloca para a transição de país emergente para civilizado: qual é a idéia de valor?



- Um sistema, em si, o qual faz as diferenças qualitativas dirigir o movimento interno do conjunto social.



- Uma moeda de dominação externa da produção, que ninguem consegue dividir ou calcular.

-----------------------------------------------------------------------------



Miguel A.E.Corgosinho disse: 16/09/2009… Continuar

Postado em 6 dezembro 2009 às 21:30

ARQUIVO DE TEXTOS DO BLOG

Miguel A.E.Corgosinho disse: 9/11/2009 às 16:19 Câmbio, antes de mais nada, é o preço que pagamos para a nossa produção virar dinheiro novo, sob a presunção de que os fundamentos da produção (divisão de fatores internos A =A) são princípios de câmbio externo.



Porquê não a conversão somatória dos fatores da produção nacional (PIB) com a adição equitativa de moeda nacional?



Portanto, enquanto o câmbio for considerado um investimento externo e não um pressuposto consciente da… Continuar

Postado em 6 dezembro 2009 às 14:30

ARQUIVO DE TEXTOS DO BLOG

Miguel A.E.Corgosinho disse: 6/12/2009 às 1:45 Chegamos enfim a meditação filosófica de que a diplomacia do Brasil transpõe um momento adequado para dar uma definição mais geral, fundada no merito de ter ultrapassado a crise, e quer realçar a natureza e valores em relação ao papel que pertence os interesses da nação.



No triunfo do ponto de vista econômico, que parece único, se oferece a Lula as condições de despertar a ciência para conhecer os conceitos de integração interna do… Continuar

Postado em 6 dezembro 2009 às 12:39

Caixa de Recados (5 comentários)

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Às 14:40 em 21 novembro 2009, Haroldo Vilhena disse...
Pode ter certeza, por isso fiz questão em adiciona-lo.

Um grande abraço.
Às 14:40 em 19 setembro 2009, Carla Genovez disse...
Meu doce amigo Miguel, sim, Jesus é o caminho , é a Luz , é Aquele que nos empurra para a frente e nos faz andar sobre as águas dos oceanos,sem medo- e a Ele, antes de qualquer remédio,eu recorro,ah,quantas noites,em angústia,pedi em Seu nome e ele me adormeceu em seus braços- se não fosse Cristo , não,eu não teria aguentado a metade da jornada- um dia belissimo para vc,meu irmão de alma,que Deus o abençoe
Às 11:56 em 18 setembro 2009, Hilano Carvalho disse...
Abraços.
Às 8:56 em 28 julho 2009, Marcia disse...
Oi, Miguel, vou bem , e vc?
Um beijo grande.
Às 20:37 em 23 julho 2009, Charles Leonel Bakalarczyk disse...
Prezado Miguel:

A locução "Há uma farsa, aceita (?!)" é minha e não do Toscano.

Quiz dizer que o crédito que se dá à (a crença que se tem em relação à) econômia, por parte dos leigos no assunto (como eu) não é um ato consciente, reflexivo. E exatamente por essa ignorância de boa fé é que a economia funciona nos moldes atuais.

Um abraço, Charles
 
 
 

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço