Paulo Roberto de Camargo
  • Masculino
  • São Paulo, SP
  • Brasil
Compartilhar no Facebook Compartilhar

Amigos de Paulo Roberto de Camargo

  • moacir oliveira
  • Lúcio Alves de Barros
  • Pedro Saraiva Pinheiro
  • Rogério Maestri
  • wedencley alves
  • Antonio Barbosa  Filho
  • Luis Nassif

Grupos de Paulo Roberto de Camargo

Discussões de Paulo Roberto de Camargo

Veja e Nassif: sem vitimização, com união e maturidade.
4 respostas 

Iniciou esta discussão. Última resposta de WALDIR 21 Nov, 2009.

Antares no Século XXI

Started 13 Dez, 2008

Psicologia de massas do fascismo de Wilhem Reich e Revista Veja: relações prováveis.
11 respostas 

Iniciou esta discussão. Última resposta de Paulo Roberto de Camargo 29 Nov, 2008.

Presentes recebidos

Presente

Paulo Roberto de Camargo ainda não recebeu nenhum presente

Dar um presente

 

Página de Paulo Roberto de Camargo

Informações do Perfil

Profissão
Professor Universitário

O Ombudsman na Casa Grande e Senzala

O OMBUDSMAN DA CASA GRANDE E SENZALA

Não sei se vale a pena comentar mais uma vez sobre a função de ombudsman da Folha de São Paulo. Sempre me vem a sensação de estar falando mais do mesmo, mas como nesse domingo, 22 de fevereiro, ele utilizou conceitos que fundamentam a sua atividade, acho por bem escrever algo sobre isso. E também porque há, definitivamente, um divisor de águas na postura da Folha.

De início, foi reservado um espaço menor para o grande impacto que teve dois acontecimentos na mídia durante a semana. O primeiro refere-se ao blog do Josias de Souza, nome omitido pelo ombudsman, que com as palavras desta “trazia no título no título as palavras vadias e vagabundas acima de foto em que apareciam Marta Suplicy e Dilma Rousseff. Pareceu-me uma insinuação (meu grifo) de mau gosto e insultuosa.”

O segundo fato diz respeito, segundo o ombudsman “um editorial com referência ao regime militar brasileiro provocou cartas publicadas no `Painel do Leitor’. Resposta da Redação a duas delas na sexta foge do padrão de cordialidade que julgo essencial o jornal manter com seus leitores.”

Ora, o primeiro caso, do blog do Josias de Souza, tem o nome deste omitido, o que demonstra que o conceito utilizado de que o ombudsmam “se atém aos aspectos técnicos, factuais, comprováveis, verificáveis.”,conforme diz no início de seu artigo, não se aplica a este. O mesmo acontece no segundo caso, ao omitir o conteúdo mais relevante relacionado à “ditabranda”, utilizado pelo editorial, e também ao omitir o nome da professora Maria Victória Benevides e o do professor Fábio K. Comparato, fundadores da Escola de Governo de São Paulo. Para ir “mais adiante” nos fatos ele poderia também dizer sobre o abaixo-assinado corrente na net de endereço http://www.ipetitions.com/petition/solidariedadeabenevidesecomparat/index.html que respondem è editoria do jornal.

Prosseguindo no “abafa” dos dois casos o ombudsman ainda utiliza a concepção daquilo que entende por opinião ao dizer que “a opinião é determinada em última análise pelos sentimentos, não pelo intelecto, ela mobiliza manifestação de muitos leitores”. Ora aí o ombudsman desqualifica sua própria função que é a de simplesmente relatar sentimentos, como não houvesse determinações de razão na opinião pública. É uma visão estática que se assemelha mais a uma cosmogonia tradicionalista do que a uma visão moderna racional com mudanças sociais.

Não sei se o ombudsman sabe que existe mais de 40 conceitos em opinião pública, o que nos permite afirmar que esta não é uma ciência, mas sim uma área de estudo em que o consenso está longe de ser atingido. Mas um estudo em suas origens revela que esta surgiu em decorrência da pressão que a sociedade civil, na época da Revolução Francesa, fazia ou comentava sobre os governantes, com conseqüências políticas para estes últimos. Situava-se, portanto, no âmbito da democracia participativa com suas razões e direitos.

Ao se referir a Spencer para quem “a opinião é determinada em última análise pelos sentimentos, não pelo intelecto”, ele se ajusta mais à linguagem sensacionalista do próprio jornal, que realmente se utiliza de sentimentos - no sentido sensacionalista, e ausência de informações objetivas para que “funcione” junto ao público leitor -, do que propriamente a uma visão democrática na qual as determinações da razão sobre os fatos sociais são fundamentais.

Se ele se referiu a Spencer, pode-se também citar Weber, de quem as manifestações emocionais andam juntas à condição de dominação tradicionalista, que respondem instintivamente, ou reflexamente, a qualquer mudança social que implique o novo. Em síntese, o ombudsman se ajusta e revela a linha do jornal do qual faz parte. A razão é um dos fundamentos essenciais da modernidade e o enraizamento dessa no tecido social proporciona maior segurança e conseqüência nas ações, bem como possibilita o refino de sentimentos que se distanciam de uma massa indiferenciada. Mas já que falamos de Weber, só mais um ponto para encerrar: a omissão é também comportamento, e não implica em coragem e verdade. Neste sentido, o século XX, para não dizer do século XXI, parece bem distante da Barão de Limeira.

Paulo Camargo

Fotos de Paulo Roberto de Camargo

  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Blog de Paulo Roberto de Camargo

O arquétipo do herói Telê

O futebol traz revelações importantes sobre a cultura de um povo ou de uma comunidade em momentos específicos. Me refiro ao caso da demissão de Muricy Ramalho da direção técnica do São Paulo Futebol Clube ocorrida na semana passada. Fato corriqueiro no futebol brasileiro, a demissão de técnicos é a justificativa para que os times possam melhorar seu desempenho e passar a obter vitórias nos campeonatos que disputam, mas no caso do São Paulo o drama é outro.



O cenário brasileiro… Continuar

Postado em 22 junho 2009 às 16:30

A MANGUEIRA E O POVO BRASILEIRO

A temática sobre a formação e desenvolvimento de nosso povo, desenvolvida por Darcy Ribeiro em seu último livro, foi enfim levada à passarela. Obra de grande profundidade do autor que, para terminá-la, chegou a fugir do hospital em que se encontrava doente para cumprir uma missão que considerava grande.



Esperei com grande ansiedade o desfile da Mangueira na televisão, e a expectativa de uma versão carnavalesca de uma escola de peso sobre o tema não me deixou um segundo com sono.… Continuar

Postado em 25 fevereiro 2009 às 1:51 — 1 Comentário

Caixa de Recados (6 comentários)

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Às 14:37 em 25 setembro 2009, moacir oliveira disse...
Paulo,estou sempre postando algo sobre música brasileira,são textos que pretendo utilizar em um livro.Se possivel espie e comente.
abs
Às 14:14 em 20 junho 2009, Victor Rodrigues disse...
O movimento "Saia às Ruas" fará um novo ato na próxima QUARTA (24/06) na Av. Paulista pedindo a saída do presidente do STF, Gilmar Mendes.

A concentração será a partir das 18h, em frente à entrada do Metrô Consolação (lado par). Depois seguiremos até a sede do TRF, na Av. Paulista, 1842.

Ajude a divulgar

Compareça e leve sua vela ;)
http://saiagilmar.blogspot.com
twitter: @saiaGilmarSP
[ acompanhe e escreva para #saiForaGilmar ]
Às 19:59 em 27 fevereiro 2009, wedencley alves disse...
Paulo, peço a você que apague estas provocações...mas me envie a mensagem a que se referiu.

Incrível isso. E lamentável..

Abração...
Às 17:27 em 30 novembro 2008, Anarquista Lúcida disse...
Oi, Paulo
Lembra que te falei sobre o fato de que personalidades do tipo do "Zé Ninguém" do Reich tb existem na esquerda e te convidei a ver o tópico "Lula, farsante ou ..."? Você entendeu que eu estava me referindo ao povo, o que nao era o caso. Volte lá agora para ver um caso patológico disso.
Um abraço
AnaLú, a Anarquista Lúcida
Às 2:32 em 9 julho 2008, Antonio Barbosa Filho disse...
Pôxa, é muita coincidência: eu moro em Quiririm. Nasci no centro de Taubaté, mas vivi a maior parte da vida fora daqui, até uns 15 anos atrás, quando vim para minha aldeia, trabalhando por telefone para rádios de SP. Também é bom saber que vc atua na área da Comunicação e que se interessa pela América Latina. Por certo teremos boas conversas - quiçá debates, neste grupo que se forma. Um sincero abraço. Mande material, use o espaço que é de todos nós.
Às 23:50 em 8 julho 2008, Antonio Barbosa Filho disse...
Olá Paulo! Sou jornalista, vivo em Taubaté-SP, e me interesso por mídia, Cultura em geral, América Latina, viagens e boas amizades. Se vc compartilha desses interesses, podemos trocar idéias. Um abraço. Barbosa
 
 
 

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço