Blog de Miguel A. E. Corgosinho (18)

ARQUIVO DE TEXTOS DO BLOG

Miguel A.E.Corgosinho disse:

18/12/2009 às 12:56



Tem droga pior que dólar?



Tenho oferecido para a gestão do desenvolvimento da Ciência Econômica um software de moeda livre que pode libertar os países dessa droga de dependência dos emprestimos externos… Mas os nossos economistas estão com o corpo caidinho pelos EUA.



Quantas crises (craks) precisam acontecer?



Quando irão reconhecer a necessidade de um tratamento lógico da produção nacional, e param… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 19 dezembro 2009 às 16:00 — 2 Comentários

ARQUIVO DE TEXTOS DO BLOG

Miguel A.E. Corgosinho disse: 19/08/2009 às 14:40



A questão do capital externo, por influência da cultura economica, tem determinações para o nosso desenvolvimento que correspondem a fixidez de dividas que se revestem de formas diversas, enquanto o estado não desenvolvido (que não se impoe como doutrina) se mantém no postulado de encontrar um principio superior que o represente e desapareça a sua subordinação de duplicidade, erguida contra si… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 10 dezembro 2009 às 23:00 — Sem comentários

ARQUIVO DE TEXTOS DO BLOG

Miguel A.E.Corgosinho disse: 17/09/2009 às 18:31 Uma questão se coloca para a transição de país emergente para civilizado: qual é a idéia de valor?



- Um sistema, em si, o qual faz as diferenças qualitativas dirigir o movimento interno do conjunto social.



- Uma moeda de dominação externa da produção, que ninguem consegue dividir ou calcular.

-----------------------------------------------------------------------------



Miguel A.E.Corgosinho disse: 16/09/2009… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 6 dezembro 2009 às 21:30 — Sem comentários

ARQUIVO DE TEXTOS DO BLOG

Miguel A.E.Corgosinho disse: 9/11/2009 às 16:19 Câmbio, antes de mais nada, é o preço que pagamos para a nossa produção virar dinheiro novo, sob a presunção de que os fundamentos da produção (divisão de fatores internos A =A) são princípios de câmbio externo.



Porquê não a conversão somatória dos fatores da produção nacional (PIB) com a adição equitativa de moeda nacional?



Portanto, enquanto o câmbio for considerado um investimento externo e não um pressuposto consciente da… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 6 dezembro 2009 às 14:30 — Sem comentários

ARQUIVO DE TEXTOS DO BLOG

Miguel A.E.Corgosinho disse: 6/12/2009 às 1:45 Chegamos enfim a meditação filosófica de que a diplomacia do Brasil transpõe um momento adequado para dar uma definição mais geral, fundada no merito de ter ultrapassado a crise, e quer realçar a natureza e valores em relação ao papel que pertence os interesses da nação.



No triunfo do ponto de vista econômico, que parece único, se oferece a Lula as condições de despertar a ciência para conhecer os conceitos de integração interna do… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 6 dezembro 2009 às 12:39 — Sem comentários

ARQUIVO DE TEXTOS DO BLOG

Miguel A.E. Corgosinho disse: 4/12/2009 às 12:21 Desde o momento que se instituiu os dados da experiência, atrás da aparência das coisas de cada dia no mercado financeiro, os enigmas teóricos do porte da critica Marxista se tornaram apenas paralelos intelectuais da especulação, nos quais os livros anunciam qualquer coisa sem representar qualquer realidade da própria miséria prática.



Os autores que se colocam dentro do sistema capitalista partilham a ilusão cativa da alienação dos… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 5 dezembro 2009 às 1:23 — Sem comentários

NÃO SOMOS INÚTEIS

Para os leitores dos meus ensaios que acham o sujeito transcendental (mundo real) um saber inútil, me deparei com o texto abaixo em que a resposta 2 refuta a proposta do dia-a-dia para os pressupostos de Aristóteles (considerados também saber inútil - sem o saber da realidade). "Eu", entretanto, reduzi a lógica especulativa à estrutura do ente (essência do 1º motor da realidade) como pressuposto de base do ser já dado no cosmo.



Embora não concorde com alguns argumentos das respostas,… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 21 julho 2009 às 4:00 — Sem comentários

A FILOSOFIA DA ECONOMIA PURA

Quando os EUA se tornaram o império do cambio A = A (razão de ser da nota do objeto como valor seu), ficou decretado que só o ideal neles se torna real e, por conseguinte, são a razão de ser extrinseca do mundo, considerado na sua exclusividade de “meio exterior” – o “X” da quantificação e negação da realidade.



Portanto, para que outras nações tenham qualidades (ser em causas de valor), estariam condicionais a necessidade “Y“ (exportar ao estrangeiro), ou de maneira que o câmbio… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 10 julho 2009 às 21:00 — Sem comentários

FALSO OU VERDADEIRO?

O ESQUEMA DOS PETRODOLARES



Por PC.



Algumas pessoas não compreendem a verdadeira razão da guerra do Iraque e a ameaça de guerra dos EUA ao Irã. Não são armas nucleares, não é terrorismo, não é por causa do petróleo.



Tem sim a ver com a proteção e manutenção do maior esquema da história moderna: O esquema de petrodólares americanos.



Em 1971, os EUA imprimiam e gastavam muito mais dinheiro do que aquele que podia ser coberto pelo ouro que possuíam ou… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 21 março 2009 às 23:30 — Sem comentários

CIÊNCIA DA RAZÃO "...ASCENÇÃO IMPLICA NECESSARIAMENTE O MEIO DE DEMONSTRAÇÃO QUE É O SER..."

O câmbio (o ser vago) ou veiculo espacial de valor pode ser um meio de demonstração sistemático do ser?



Depois que a filosofia (do valor) foi associada ao "O Materialismo Histórico" demorou quase um seculo para o comunismo de Marx aceitar que a revolução socialista, por um "meio" fundamental de reprodução da propriedade privada, não se realizou, e vissemos o Estado de forma não competente, caminhando retoricamente para o mito do financiamento externo do mercado financeiro. Daí, não… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 17 março 2009 às 16:30 — Sem comentários

CIÊNCIA PARA A SUA PSEUDO CULTURA

Transcrições de: As razões de Aristóteles – pág. 33 –



“O que ouviste agora mesmo de Zenão foi sua resposta (Parmênides 135 d)”



É impossível que, no momento em que se preparava para ilustrar a utilidade da dialética, Aristóteles não se recordasse dessa passagem na qual se defende a própria dialética contra “a maioria” que a considerava inútil, e se apresenta como o “exercício” inaugurado por Zenão. De resto, conclui-se, por vários indícios, que Aristóteles tinha bem… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 17 fevereiro 2009 às 15:30 — Sem comentários

O VALOR EM FORMA E CONTEÚDO (SUBSTRATO REAL)

EM FORMA DE DETERMINAÇÃO – O SER EXPRIME O ESTADO DO VALOR (OBJETO DA NATUREZA).



Resumo fortuito de valor de Fichte e Marx saindo das sombras!!!



Fichte pág. 43 e 63 – A DOUTRINA-DA-CIÊNCIA –



"Temos de procurar o principio absolutamente primeiro pura e simplesmente incondicionado, de todo o saber humano. Esse princípio se deve ser absolutamente primeiro, não se deixa provar nem determinar.



Ele deve exprimir aquele estado de ação (tathandlung),9 que não… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 23 janeiro 2009 às 23:00 — Sem comentários

LIBERDADE PURA E SEU PENSAMENTO AVULSO

O autor se empenha em buscar a referência ininterrupta de toda cadeia produtiva da Sociedade Industrial, com o fim de livrar os países de vincular as suas atividades a endividamentos do sistema capitalista (empréstimos internos e externos). Neste sentido pede permissão para enriquecer Razão Pura (Kant) na progressão da Razão de Referencia de Fichte pela honrosa liberdade pura – que se refere ao ponto em que as evidencias de atividades cairão sempre no lugar certo - por ter encontrado a forma… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 14 janeiro 2009 às 20:00 — 1 Comentário

A FORMAÇÃO DO MUNDO REAL

Sabemos que a economia não é livre é ônus. Imagine basearmos, na forma de Mundo Real, os movimentos fundamentais das reservas externas, para a critica científica de um movimento regressivo necessário para o valor das nações.



Mas sob que condições as riquezas rotacionam no centro dialético desse plano?



As forças de massa social não estão baseadas no ponto precedente do sistema que capta a grandeza econômica. O universo demasiadamente amplo nos oferece uma esperança de… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 7 dezembro 2008 às 15:30 — Sem comentários

PREVENÇÃO DA SOBERANIA

Estava tentando entender a literatura dos economistas... O que significa a Senhoriagem Capitalista? Foi preciso imaginar o contexto da realidade de uma nação quando produz um produto que, ao invés de ter o seu valor de primeira mão, fará o país cair de joelhos para o mercado financeiro ou terá que ser entregue na formula das exportações.



Ora, concluia: por que a Ciência Econômica ficou em desvantagem de poder com a Novissima Ciência da Razão, que agora têm a medida para dominar o… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 30 novembro 2008 às 14:30 — Sem comentários

DEUS É FIEL

Agradeço a Deus por originar, como uma força da natureza, a gênese exterior da razão (A=A) do mundo real, com os dados das leis universais no sistema em si; e, não por ventura, examino que será o caso, a priori, de retomar do imperialismo o valor assimétrico que nega aos povos a sua própria sustentabilidade financeira.



Os governantes do falso valor que usam a falta de ordem lógica para delinear a "troca", como uma soma de submissão e miséria alheia para medida da sua prosperidade, se… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 21 novembro 2008 às 0:00 — Sem comentários

IN MEMÓRIA

Minha filha Angel Mikaela. 30 anos, casada a 2, advogada da Justiça Federal, se inspirava na caridade para ensinar confecção de artesanato às crianças carentes em uma fraternidade espírita. - Para ela o mundo real não existia sem o trabalho.



No quadro negro ela escrevia: “A luta é pela paz”; quando um assaltante chegou como aqueles que, com a ação de guerra, praticam o massacre contra um ponto oposto para ter o objeto suscetível.



Que não passe despercebido que a falta de… Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 16 novembro 2008 às 16:00 — Sem comentários

A CIÊNCIA RONDA O CAPITALISMO - REPAGINANDO -

O modelo de financeirização das nações, pelo jogo de explicações do mercado, está esgotado.Os EUA e países da UE, embora emitam a moeda, são gerados com os fundamentos do capitalismo (capital - ismo = captar a raiz do valor para um grupo de banqueiros) e se voltam para a bancarrota.

O âmbito que submete o conteúdo do objeto, a "raiz do valor", e estabelece um exame que avança até conceber o valor, deve ser rejeitado do nosso campo de projeção da realidade: Os computadores dos bancos,…

Continuar

Adicionado por Miguel A. E. Corgosinho em 6 novembro 2008 às 23:30 — Sem comentários

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço